I Love Italian Wines e mais eventos para os amantes de vinhos

116
Degustação de vinhos no I Love Italian Wines (foto de Míriam Aguiar)
Degustação de vinhos no I Love Italian Wines (foto de Míriam Aguiar)

Como já anunciado nesta coluna, o mês virou regado a vinho no Rio de Janeiro, com uma semana chuvosa, de temperaturas mais baixas, que convidam a boas taças. O I Love Italian Wines teve sua primeira edição no Rio de Janeiro na última quinta, 1º de junho, em Copacabana. Apesar de ser um evento bem compacto, contou com uma presença significativa de importadores e distribuidores de vinhos italianos e um grande público. O evento foi restrito aos profissionais da área, que puderam experimentar rótulos de algumas regiões da Itália.

Em se tratando do maior produtor de vinhos do mundo, certamente precisaríamos de vários salões para mostrar um pouco de cada uma das regiões, uvas e perfis de vinhos da chamada “Enotria” (Pátria do Vinho). No salão do Hotel Emiliano, havia certamente boa presença de vinhos das regiões mais tradicionais, como Toscana, Piemonte e Veneto, mas também muitos rótulos do sul da Itália, uma boa opção para a grande distribuição, já que os vinhos, por serem menos renomados, podem apresentam uma boa relação preço/qualidade.

Registro no I Love Italian Wines (foto de Míriam Aguiar)

Os tintos foram mais numerosos, como sempre, mas havia bons brancos, feitos com cepas nativas e que atestam a riqueza do patrimônio vitícola italiano, uma terra de latitude mediterrânea, mas que apresenta configurações climáticas distintas pela presença de cadeias montanhosas, grandes áreas litorâneas, lagos, ilhas.

Espaço Publicitáriocnseg

Numa masterclass para convidados, promovida pela ITA (Italian Trade Agency), foram servidos 12 rótulos de diferentes regiões e denominações de origem. Um belo painel, selecionado e apresentado pelo sommelier Dionísio Chaves, foi servido aos convidados, com a presença de Ferdinando Fiore, diretor do escritório da ITA em São Paulo, e Massimiliano Iacchini, cônsul-geral da Itália no Rio. O evento, que aconteceu em São Paulo pela segunda vez e estreou no Rio, parte da iniciativa de aumentar a presença dos vinhos italianos no Brasil, hoje o quarto país mais importado do segmento, após Chile, Argentina e Portugal.

A degustação teve início com um Prosecco rosé, espumante feito pelo método charmat, de grande popularidade no país, menos comum na versão rosé. O segundo vinho foi o branco Cá del Magro Custoza DOC Superiore Branco 2019 (Domno Wines), excelente proposta da região do Veneto, próximo da cidade de Verona, resultante de um corte das uvas Cortese, Garganega, Trebbiano Toscano e Incrocio Manzoni. Apresenta cor amarelo-palha concentrado e aromas que remetem a frutas de caroço e ervas, com paladar mineral e untuoso.

A sequência de 10 tintos seguiu do Veneto para Sicília, passou pela Toscana (Chianti, Brunello e Supertoscano), Piemonte (Barbera, Roero, Barbaresco e Barolo) e terminou com um vinho sulino de peso, muitas vezes chamado de “Barolo do Sul”. Os vinhos da Taurasi DOCG são feitos com a uva Aglianico na região da Campania, onde esta antiga cepa italiana, presente em várias áreas do Sul, apresenta singular exuberância, adaptada às encostas de solos vulcânicos. O vinho degustado foi o Taurasi Il Cortiglio 2017 (Vinifera Import), digno de seus bons atributos de origem: bouquet potente e amplo, cheio de referências, como notas de frutas silvestres, toques terrosos e defumados. Na boca, estrutura para longa guarda, com um conjunto polido e já acessível, embora com muito a ganhar.

Vale ainda destacar o excelente Brunello di Montalcino DOCG Argiano 2017 (Inovini Fine Wines) e o Barolo DOCG Bel Colle Riserva 10 Anni 2013 (Decanter), este começando a esbanjar notas terciárias de couro, o que o torna já irresistível, apesar da vocação para guarda. Surpresa para um vinho da cepa Nebbiolo na DOCG Roero (denominação mais conhecida pelo branco Roero Arneis).

Junho vai seguir com uma programação intensa para os amantes de vinhos, não apenas no Rio, capital, mas no estado – da serra ao litoral. Neste final de semana já acontece a 13ª edição do Serra Wine Week em Petrópolis – um festival que visa atrair o público pelo viés turístico e gastronômico da região. O evento prevê venda de vinhos a preços convidativos em vários estabelecimentos da cidade, feiras e jantares harmonizados. Mais informações serão disponibilizadas no site e redes sociais: serrawineweek.com.br , @serrawineweek.

Entre 8 e 18 de junho, acontece o Wine In Buzios, na badalada cidade do litoral fluminense Armação dos Búzios. A programação, ainda não disponível, promete: palestras, jantares harmonizados, passeios, feira com degustações, além de atrações gastronômicas e musicais. Informações pelo site wineinbuzios.com

Como já citado no último artigo, no Rio de Janeiro capital, a grande atração para o próximo final de semana é a 10ª edição do Vinhos de Portugal no Brasil. Para ver a programação, acesse: vinhosdeportugal2023.com.br. Confira a cobertura de alguns momentos do evento no próximo artigo desta coluna.

 

Visite a página de Míriam Aguiar no Instagram e saiba mais sobre CURSOS DE VINHOS (nacionais e internacionais) e Aulas Temáticas: @miriamaguiar.vinhos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui