Ibovespa: Brasken puxou maiores quedas em junho

Empresas exportadoras e administradoras de shoppings centers são as mais prejudicadas.

A BRKM5, ação da Braskem, encerrou o mês de junho como a ação que sofreu a maior queda. É o que aponta levantamento realizado pelo Yubb (https://yubb.com.br/), buscador online de investimentos. No comparativo entre as 10 ações com os piores desempenhos durante o mês, a BRKM5 aparece em 1º lugar, com desvalorização de 20,97%, mais que o dobro da segunda colocada, a MULT3 da Multiplan com -9,73%.

A Braskem divulgou, no começo de junho, em seus relatórios trimestrais, um prejuízo bilionário, o que assustou investidores e derrubou o preço das ações da empresa. Além disso, o setor petroquímico como um todo passa por desafios em meio à queda da demanda na esteira da crise econômica internacional”, explica Bernardo Pascowitch, fundador do Yubb.

Na análise por setores, os destaques são as ações de administradoras de shopping centers, como Multiplan (2º lugar), Iguatemi (5º lugar) e BR Malls (9º lugar), bem como empresas exportadoras sensíveis à volatilidade do dólar, sendo estas BRF (3º lugar), Suzano (6º lugar) e Marfrig (10º lugar). ⠀

Sobre as administradoras de shoppings, alguns fatores explicam as quedas do último mês”, detalha Bernardo. “Em primeiro lugar, a pressão gigante de lojistas para que os shoppings reduzam suas taxas e participações cobradas, o que diminui a receita das administradoras. Já, em segundo lugar, existe a preocupação com o fato de os shoppings serem centros de transmissão de coronavírus, a exemplo do ocorrido em shoppings do sul do Brasil e em outros países. Por fim, a visão de que a abertura desses estabelecimentos em horários reduzidos é insuficiente para que as lojas retomem suas vendas e possam gerar receitas”.

No caso das empresas exportadoras, o desempenho mais fraco do dólar frente ao real em junho levou à redução das receitas das grandes empresas. Esta foi a realidade da Suzano. Oespecialista em investimentos aponta também outros fatores que impactaram determinadas ações. “Analisando especificamente os casos de Marfrig, BRF e JBS – sendo essa última a 11ª ação de menor valorização do mês – foi impactante a decisão de diversos países em suspender as compras de carnes oriundas de determinadas plantas industriais, com base no temor de contaminação pelo coronavírus”, finaliza Bernardo. ⠀

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Criptomoedas derretem; para FMI, ameaça à estabilidade financeira

Bitcoin negociado abaixo de US$ 40 mil; após pandemia, criptos acompanham movimento de ações.

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

No fim de dezembro reservas cambiais da China somavam US$ 3,25 trilhões

Mais de 80% do estoque da Gafisa tem médio e alto padrão

Em três meses empresa lançou R$ 685 milhões em Valor Geral de Vendas

Últimas Notícias

Electrolux lança desafio para arquitetos e designers de interiores

A Archademy, primeiro Market Network de Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, abre inscrições para a edição do seu Archathon Electrolux 2022. O...

Gestão do Hopi Hari ganha na justiça e se mantém no parque

A gestão do Parque Temático Parque Hopi Hari acaba de obter decisão favorável, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para...

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

Os bancos chineses registraram uma compra líquida de divisas em 2021, pois a taxa de câmbio do iuan permaneceu geralmente estável e os fluxos...

RNI: Plano de negócio tem o melhor resultado dos últimos 7 anos

Prévia do 4T21 da construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, indica resultados superiores aos últimos sete anos. A empresa, que completou 30...

Chile quer renacionalizar cobre e bens públicos estratégicos

A campanha pela renacionalização do cobre e dos bens públicos estratégicos entregues às transnacionais durante o governo de Augusto Pinochet (1973-1990) tem sido impulsionada...