Ibovespa conquista quase 6 mil pontos em dezembro

Com quatro pregões de alta, em sequência que não era vista há dois meses, o Ibovespa já ganhou quase 6 mil pontos em dezembro. Após cinco meses consecutivos de queda, o sonho do rali de fim de ano parece estar em andamento, acredita o economista Alexsandro Nishimura, head de conteúdo e sócio da BRA. Às 16h38 desta terça-feira o Ibovespa marcava 107.661,75 pontos.
E explica que o ânimo dos investidores vem da diminuição dos receios da variante Ômicron, do novo coronavírus, o que impulsiona bolsas estrangeiras e se reflete por aqui. Isso porque as autoridades de saúde e nomes da indústria farmacêutica indicam que, apesar de maior transmissibilidade, os casos da variante não vêm se mostrando graves.
Nishimura acrescenta que o Ibovespa foi novamente impulsionado pelo salto das ações da mineradora Vale, que acompanhou os preços do minério de ferro e voltou a ultrapassar US$ 110 por tonelada, atingindo o maior preço em mais de cinco semanas. “Este movimento da commodity ocorreu devido à expectativa de que o plano do governo chinês de aliviar as restrições ao setor imobiliário aumente a demanda”. A VALE 3 era cotada a R$ 76,46 no final do dia desta terça-feira.

PEC

“O Ibovespa, entretanto, se afastou das máximas por causa do impasse em torno da promulgação da PEC dos Precatórios, além do arrefecimento de outras blue chips”, citou. As ações da Petrobras conseguiram se manter em campo positivo, acompanhando a valorização do petróleo, mas com alta reduzida em reflexo à aprovação em comissão do Senado de projeto de lei que estabelece alíquotas mínimas para o imposto de exportação de petróleo bruto e altera a política de preços da estatal.
Já o setor financeiro passou a registrar perdas durante a tarde, às vésperas da divulgação pelo Comitê de Política Monetária (Copom) da nova Selic. Quase antes de fechar o pregão, a ação PETR4 (da Petrobras) era cotada a R$ 29,27.

IGP-DI

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou queda de 0,58% em novembro, após um avanço de 1,60% em outubro, divulgou nesta terça-feira, a Fundação Getulio Vargas (FGV).
“Queda mais significativa do que as projeções do consenso (-0,44%). O dado manteve as apostas para uma elevação de 1,5 ponto percentual na Selic, ao final da reunião do Copom que terminará amanhã (quarta-feira)”, disse o economista.

Leia também:

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Caixa registra recorde em crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal realizou mais de R$ 140 bilhões contratados ao longo de 2021, maior valor da história do banco, com crescimento de...

Conversa com Investidor: Mills (MILS3)

Por Marco Saravalle, estrategista-chefe da Sara Invest.

PL regulariza impostos devidos por MEIs e MPEs

Especialista em Direito Empresarial explica que medida atende necessidade urgente de microempreendedores.

Últimas Notícias

Caixa registra recorde em crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal realizou mais de R$ 140 bilhões contratados ao longo de 2021, maior valor da história do banco, com crescimento de...

Vendas do Grupo Patrimar crescem 193,7 no 4T21

O Grupo Patrimar - construtora e incorporadora mineira que atua na baixa, média e alta renda em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e...

Vacina errada em mais de 57 mil crianças e adolescentes

Em meio à campanha de vacinação contra a Covid-19, 57,14 mil crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos...

Pandemia aumenta acesso da população a serviços bancários

Os bancos digitais aumentaram o acesso da população brasileira a produtos financeiros, com destaque para a parcela de baixa renda. Atualmente 19% dos brasileiros...

Moby fecha 2021 com crescimento de 26%

Apesar da pandemia, da crise econômica e da redução na fabricação de veículos, a Moby corretora de seguros conseguiu fechar o ano de 2021...