Ibovespa em alta, recuperando-se das perdas dos últimos dois pregões

279
Painel da Bolsa (Foto: divulgação)
Painel da Bolsa (Foto: divulgação)

A quarta-feira amanhece com o mercado interno reagindo a mais um dia de adiamento da votação da reforma do imposto de renda, enquanto os investidores aguardam a ata do Fomc. Apesar das principais Bolsas globais estarem recuando nesta manhã, o índice futuro do Ibovespa iniciou o dia em alta, recuperando-se levemente das grandes quedas nos dois últimos pregões, que fez com que o índice voltasse ao menor patamar desde maio, aos 117.903,81 pontos. No radar do mercado local está a reunião trimestral dos diretores do Banco Central com economistas do mercado, encontro dos presidentes do STF e a audiência da Comissão Mista do Orçamento. No mercado cambial e de juros, a tendência é que a moeda americana apresente algum alívio hoje, após sua valorização nas últimas sessões, mas vale ressaltar que essa tendência pode mudar a qualquer momento, tendo em vista as incertezas no âmbito fiscal e político, além das pressões inflacionárias em diversos países. No momento, o índice futuro do Ibovespa está subindo 0,43%, enquanto o dólar futuro recua 0,21%.

No cenário internacional, os índices futuros das Bolsas de Nova Iorque e as principais Bolsas europeias estão operando em leve queda, com os investidores globais cautelosos após a alta da inflação na Zona do Euro, a qual subiu 2,2% em julho. Às 7h22, no mercado futuro, o Dow Jones caía 0,20%, o S&P 500 recuava 0,17% e o Nasdaq cedia 0,06%. Na Europa, Bolsa de Londres perdia 0,50%, Frankfurt recuava 0,22% e Paris cedia 0,47%. O rendimento da T-note de dois anos estava em 0,209%, no mesmo nível do fim da tarde de ontem; o da T-note de 10 anos seguia em 1,265% e o do T-bond de 30 anos, a 1,925%, de 1,923% no fim da tarde anterior. O índice DXY caía 0,03%, a 93,104 pontos. O euro estava a US$ 1,1715, de US$ 1,1714, enquanto a libra subia a US$ 1,3757, de US$ 1,3740. Na Ásia, as Bolsas fecharam em alta, com as Bolsas realizando movimentos de recuperação. O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,59% em Tóquio, enquanto o Hang Seng avançou 0,47% em Hong Kong e o sul-coreano Kospi se valorizou 0,50% em Seul. Na China continental, o Xangai Composto teve alta de 1,11%, com crescentes expectativas de que Pequim adote novas medidas de incentivos após recentes sinais de desaceleração econômica. Na Oceania, o índice S&P/ASX 200 caiu 0,12% em Sydney, após Nova Gales do Sul, estado mais populoso do país, relatar número recorde de novos casos de infecção pelo coronavírus. Às 7h26, o dólar caía a 109,63 ienes, ante 109,59 ienes no fim da tarde de ontem.

.

Thiago Penteado

Espaço Publicitáriocnseg

Trader Mesa Câmbio do Travelex Bank

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui