Ibovespa futuro opera em queda com os investidores monitorando CPI

A terça-feira amanhece com os investidores locais acompanhando de perto a CPI da Covid-19 com o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, iniciando os depoimentos as 10h00 e logo após, as 14h00, quem fala é Nelson Teich. Além da cautela com a CPI, os investidores também monitoram as falas do presidente do Federal Reserve e a primeira reunião do Copom. No mercado acionário, mesmo com o índice futuro do Ibovespa recuando nesta manhã, a tendência é que as ações dos bancos avancem após os resultados do Itaú Unibanco terem sido acima das projeções do mercado. Os investidores também aguardam a divulgação dos balanços do Bradesco, Assaí e da XP Inc. que devem influenciar bastante o mercado nos próximos dias. No momento, o índice futuro do Ibovespa está em queda de 0,36% e o dólar futuro está subindo 0,32%.

No mercado internacional, os índices futuros das Bolsas de Nova Iorque estão operando em baixa nesta manhã, após o presidente do Federal Reserve afirmar que embora esteja otimista com o panorama da economia americana, o país “ainda não está fora de perigo”. Além disso, os investidores também reagem as altas dos juros da T-note. Às 7h15, no mercado futuro, o Dow Jones tinha leve alta de 0,07%, o S&P 500 recuava 0,04% e o Nasdaq se desvalorizava 0,21%. A taxa da T-Note dois anos subia a 0,1684%, de 0,160% no fim da tarde de ontem. Pelo contrário, as Bolsas europeias estão em alta nesta manhã, com os investidores reagindo os balanços das grandes empresas americanas e o PMI do Reino Unido melhor que o esperado. Às 7h15, a Bolsa de Londres subia 0,70%, a de Paris avançava 0,52%, mas a de Frankfurt caía 0,26%. Às 7h17, o euro cedia a US$ 1,2007, ante US$ 1,2068 no fim da tarde de ontem. A libra caía a US$ 1,3881, de US$ 1,3911 no fim da tarde anterior. Na Ásia, as Bolsas fecharam em alta nesta terça-feira. O Hang Seng subiu 0,70% em Hong Kong, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,64% em Seul, interrompendo uma sequência de cinco pregões negativos. Os mercados do Japão e da China seguem fechados devido ao feriado local. Já na Oceania, o S&P/ASX 200 teve alta de 0,56% em Sydney, após o banco central do país (RBA) manter seu juro básico na mínima histórica de 0,10% e prever que não começará a elevar a taxa antes de 2024. Às 7h18, o dólar estava a 109,45 ienes, ante 109,10 ienes no fim da tarde de ontem.

.

Equipe Travelex Bank

Artigos Relacionados

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Com medidas restritivas, produção industrial foi fraca no mês passado

Para os próximos meses, esperamos alguma recuperação com o auxílio emergencial e melhora gradativa das condições do mercado de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Quase 80% não trabalham totalmente remoto na pandemia

Segundo levantamento sobre adaptação ao modelo de teletrabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente.

Tunísia pretende exportar 80 mil toneladas de frutas

País produz pêssegos, nectarinas, damasco, ameixa e estima aumento de 7% na safra de frutas em 2021; grandes importadores são Líbia, França e Itália.

Rio acaba com toque de recolher

Novas medidas têm validade até o dia 20 de maio; medidas podem ser revistas.