“Ici, non”

Apenas 1,5 milhão de eleitores franceses, ou menos de 4% do total vão votar nas eleições presidenciais no próximo domingo usando urnas eletrônicas; 59 mil pessoas já assinaram pela Internet uma petição contra o uso do equipamento. O município de Vandoevre-lès-Nancy decidiu abandonar as urnas eletrônicas já adquiridas e voltar a utilizar cédulas eleitorais no pleito presidencial. As informações são do Ex-Blog de Cesar Maia.

Gelada
O Guaraná Antarctica se vangloria por ter induzido o líder da Oposição no Senado, Arthur Virgílio (PSDB-AM), a fazer um discurso, no plenário da Casa, contra a Arckos Biotech, que teria defendido a privatização da Amazônia. A empresa, inexistente, fazia parte de uma estratégia de marketing conhecida como alternate reality games (ARGs), que mistura ficção e realidade. Nada contra a criatividade. Mas, e se uma concorrente ou um hacker criasse um site de notícias ficcionadas anunciando que descobrira coisas que desabonassem a fórmula do Guaraná Antarctica, será que a AmBev reagiria com o mesmo bom humor que não enxergou no senador?

Carta Magna
Uma fundação que agrupará todas as ordens e colégios de advogados de todos os países integrantes da ONU (aproximadamente 170) será criada no próximo dia 26. O brasileiro Paulo Lins e Silva, presidente da União Internacional de Advogados, assinará a ata inaugural da Fundação Carta Magna, em Genebra. Lins e Sinlva acabou de chegar de Lima, Peru, onde presidiu o Senado Internacional dos Presidentes de Colégios e Ordens de Advogados Iberoamericanos, reunindo 15 países.

Taba petista
Em encontro com líderes indígenas, na passagem do Dia do Índio, o presidente Lula admitiu que, em seu primeiro mandato, fez muito pouco para atender às reivindicações desses brasileiros. A confissão era desnecessária. Como comprova a quantidade de celulares com câmeras que exibiram durante a audiência, os índios brasileiros já compreendem suficientemente a política brasileira para saber que, para o cacique Lula, tribo importante é outra: a dos banqueiros.

Fazendo água
Depois de sete acidentes, em menos de um mês, envolvendo embarcações da Barcas S/A nas águas da Baía de Guanabara, o que mais falta para a agência reguladora dos serviços públicos privatizados do Rio de Janeiro examinar com lupa a manutenção ou não da concessão da empresa? Um novo Titanic?

Social
Na próxima quarta-feira, a Faculdade Moraes Júnior-Mackenzie Rio promove a palestra “Panorama da Gestão de Políticas Sociais Brasileiras”, da professora Vânia Dutra, doutoranda em Serviço Social. Será às 10h, no campus da Av. Rio Branco 277, 3º andar. Mais informações: (21) 2220-3380.

Bateu na trave
Em nota no último dia 12, esta coluna alertara que, com a nomeação do economista Gustavo Adolfo Funcia Murgel, egresso do Santander, para substituir Demian Fiocca na presidência do BNDES, o presidente Lula poderia produzir mais um discurso da série “nunca antes neste país um banqueiro foi nomeado para presidir o BNDES”. Quase uma semana depois, com a nomeação de Murgel abatida, aos 45 minutos do segundo tempo, o Santander reduziu sua participação no governo ao ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, e a Mario Gomes Torós, diretor de Política Monetária do Banco Central.

Gente grande
O segmento de artigos de puericultura faturou mais de R$ 960 milhões em 2005, 12% superior ao ano anterior. Os fabricantes de itens para bebês – de mamadeiras e chupetas até grades de proteção e cadeiras para autos – somam mais de 70 empresas no Brasil e geram 2,5 mil empregos diretos. O setor participa da feira Abrin – 24ª Feira de Brinquedos, que começa na próxima segunda-feira em São Paulo.

Fria
Esta coluna não sabe o que é pior: o aproveitamento político, ideológico e financeiro em torno do “aquecimento global” ou o oportunismo de marketing em cima do tema.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cortes poupam petroleiras e ‘bolsa refrigerante’

Para liberar auxílio emergencial, governo prejudica setores essenciais.

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

MP-RJ pede júri popular para Flordelis e mais oito réus

Deputada é acusada de mandar matar o marido; 11 réus respondem ao processo, mas o MP pediu para não se pronunciar sobre dois deles.

Payroll de fevereiro surpreendeu positivamente as expectativas

Soma-se às surpresas a revisão no número anterior de 49k para 166k e, principalmente, a criação de vagas no setor privado em 465k.