Idade Média

O século XXI vai se parecer cada vez mais com o século XII, argumenta, no Financial Times, Parag Khanna, diretor de uma think tank baseada em Washington. “Imagine um mundo com uma forte China reconfigurando a Ásia; uma Índia confiantemente estendendo o seu alcance da África à Indonésia; o Islã estendendo a sua influência; uma Europa plena de crises de legitimidade; cidades-estado soberanas acumulando riqueza e impulsionando a inovação; e forças militares mercenárias privadas, radicais religiosos e instituições humanitárias seguindo as suas próprias regras à medida em que competem por corações, mentes e fundos. Isto parece familiar hoje em dia. Mas era mais ou menos assim há pouco menos de um milênio atrás, no auge da Idade Média”, diz o norte-americano, de origem indiana, consultor de política externa de Barack Obama.

Ganho certo
Para o ex-diretor da Dívida Pública do Banco Central (BC) Carlos Thadeu de Freitas, independentemente de aprovar ou não os elogios da família Setúbal à Era Lula, o novo governo deveria atacar os problemas estruturais que levam o país a praticar a maior taxa de juros do planeta, sob pena de não construir um sistema privado para financiar o investimento de longo prazo, como pretende o ministro da Fazenda, Guido Mantega.
“Qual instituição financeira vai emprestar a longo prazo se pode ganhar no curto? Por enquanto, será atraído somente o investidor não residente, por causa das isenções de impostos”, avalia, ponderando que as medidas tomadas recentemente irão provocar queda ainda maior do dólar.

Sem relax
Freitas reconhece os efeitos dos juros também na dívida pública, mas considera esta gestão um grande legado do Governo Lula. “Praticamente eliminou a parcela atrelada ao dólar, os juros caíram um pouco e a relação dívida/PIB melhorou. Estamos melhor que muitos países desenvolvidos, mas nossa dívida ainda é alta. Não dá para relaxar”, ressalvou.

Emergência
O Instituto Nacional de Cardiologia (INC), único Hemonúcleo da Zona Sul do Rio de Janeiro, precisa urgentemente de doadores de sangue para manter o estoque e evitar o cancelamento de cirurgias. O instituto necessita de cerca de 30 doadores diariamente, mas, essa semana, por causa dos feriados de fim de ano, vem recebendo apenas dois doadores por dia. Apesar da necessidade, o hemonúcleo não funcionará nesta sexta-feira, nem dia 1º. Informações pelo telefone (21) 2285-3344, ramal 2215.

Parceria
A ArtSoft Sistemas, desenvolvedora de soluções em sistema de gestão empresarial, assinou contrato de parceria com a multinacional SAP, para representação da linha BusinessOne da fabricante alemã, solução de gerenciamento que atende empresas com volume de faturamento entre US$ 30 milhões a US$ 150 milhões por ano. A Artsoft Sistemas passa a ser a única representante SAP com sede no Rio de Janeiro. A parceria visa a reforçar a estratégia de expansão da ArtSoft Sistemas, que anunciou há dois meses a abertura de 15 franquias até 2011.
Segundo informações da SAP, o Estado do Rio de Janeiro apresenta um potencial de pelo menos 30 mil empresas com o perfil de usuário do BusinessOne. Hoje, mais de 70% dos clientes SAP no Brasil são formados por pequenas e médias empresas dos segmentos da indústria offshore, construção civil, óleo e gás, metal-mecânica, móveis, máquinas e componentes.

Concorrência
A operadora de telefonia GVT comemora o resultado obtido em Niterói (RJ), cidade onde entrou há seis meses: o número de instalações de telefones e acesso à Internet foi duas vezes superior à meta.

Dogma removido
A informação do secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, de que as despesas com pessoal recuaram 4,8% este ano desmonta a falácia de que os gastos com o funcionalismo dispararam, como insistem em sustentar os “especialistas” em gastos públicos não financeiros com largo espaço no cartel que controla a mídia tupiniquim.

Artigo anteriorEle mudou?
Próximo artigoAbnegado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em 12 meses, franquias tiveram queda de 11,4% na receita

Segundo associação do setor, no período, receita apresentou queda de 4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Automação das matrículas acelera com o uso de biometria facial

Cresce procura por soluções tecnológicas de Reconhecimento Ótico de Caracteres para operações como cadastro dos alunos nos sistemas escolares

Mercado ainda digere Fomc e MP da Eletrobras passa no Senado

O Ibovespa fechou em queda de 0,93%, na esteira dos receios globais e das discussões envolvendo a MP.

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF

Lewandowski vota por derrubar a lei, sancionada em fevereiro, que dá autonomia ao BC, mas pedido de vista de Barroso interrompe julgamento.