Imposto maior sobre corporações poupa ricaços

Há duas semanas, a coluna comentou a iniciativa da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, de apoiar uma alíquota mínima de 21% no imposto sobre a renda das grandes corporações. E fez um alerta: apesar de o movimento ser positivo, não pode significar apenas a solução de questões que afetam os países ricos.

Felizmente, o economista Thomas Piketty tem as mesmas preocupações e colocou em números o que a coluna intuiu. “Concretamente, a alíquota mínima de 21% proposta pelo Governo Biden constitui um avanço significativo, até porque os Estados Unidos pretendem aplicá-la de imediato, sem esperar a conclusão de um acordo internacional. Em outras palavras, as subsidiárias de multinacionais americanas estabelecidas na Irlanda (onde a alíquota é de 12%) pagarão imediatamente um imposto adicional de 9% às autoridades fiscais de Washington”, escreveu, em artigo no jornal francês Le Monde, o autor do best-seller O capital no século XXI.

“Mas este sistema de imposto mínimo para as multinacionais”, prossegue Piketty, “ainda é muito insuficiente se não fizer parte de uma perspectiva mais ambiciosa que visa restabelecer a progressividade de impostos ao nível individual. A OCDE reporta receitas de menos de € 100 bilhões, ou menos de 0,1% do PIB mundial. Em comparação, um imposto global de 2% sobre as fortunas superiores a € 10 milhões renderia dez vezes mais: € 1 trilhão por ano, ou 1% do PIB global.”

Se o limite for de € 2 milhões, seriam arrecadados 2% do PIB mundial, ou mesmo 5% com uma taxa progressiva para os bilionários.

 

Conhecer melhor

A pesquisa Turismo LGBTI e Cidade do Rio de Janeiro, coordenada pelo vice-presidente da Diversidade da Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ, Clovis Casemiro, quer conhecer melhor o segmento para aprimorar os serviços turísticos cariocas.

A Fundação Cesgranrio e o Portal Consultoria em Turismo Bayard Boiteux, assim como a Escola Técnica de Turismo Cieth e a IGLTA, resolveram apoiar o levantamento, contribuindo na metodologia e construção do instrumento. A pesquisa é válida para consumidores do segmento LGBTI que moram fora do Estado do Rio. Para responder, basta acessar o link aqui.

 

Rápidas

“O novo marco legal do saneamento: perspectivas e desafios” será o tema do webinário que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará nesta quinta-feira, às 18h, no canal TVIAB no YouTube *** CSMV Advogados acaba de agregar Paulo Pinotti, especialista do setor financeiro, em especial na área das fintechs. Ele se junta a João Fernando Nascimento, sócio do escritório responsável pela área de direito bancário, meios de pagamento e fintechs *** A startup carioca Preshh lança curso online de produção de bebidas com gás *** Aasp realizará nesta quinta-feira, 9h30, o webinário gratuito “Brasil – 521 anos e a democracia”. Inscrições em aqui.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

‘Inteligência’ (sic)

Massacres, ataques e outras tantas concepções que, nos últimos dias, insistem em agredi-la.

Chile, Paraguai, Colômbia… e o Brasil?

Crises políticas e sociais nos países vizinhos acendem alerta.

Na pandemia, BNDES vendeu ações que agora valem o dobro

Em nove meses, banco perdeu R$ 8 bi só em 1 operação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Conteúdo online voltado para o ensino e para ganhar dinheiro

Cada vez é mais possível aproveitar o conteúdo online para avanços desde a fluência do inglês das crianças a até aprender a operar como trader na bolsa.

Queda de faturamento atinge 82% dos MEI

Em Minas, 60% dos microempreendedores individuais formalizados na pandemia abriram o negócio por oportunidade.

Inflação oficial fica em 0,31% em abril

Grupo com alta relevante no mês foi alimentação e bebidas (0,40%), devido ao comportamento de alguns itens.

Manhã de hoje é negativa em quase todo o mundo

Em Nova Iorque, Dow Jones e S&P futuros cediam 0,10% e 1,04%, respectivamente.

Projeção da Selic é de 5% no final deste ano

Para o ano que vem, analista projeta 6,5%, dado o alerta do Copom sobre o ritmo de normalização após reunião de junho.