Inadimplência no comércio carioca cresceu 0,5% em fevereiro

A inadimplência no comércio lojista da Cidade do Rio de Janeiro aumentou 0,5% em fevereiro em relação ao mesmo mês de 2015, de acordo com os registros do Serviço Central de Proteção ao Crédito do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio).
As dívidas quitadas, que mostra o número de consumidores que colocaram suas dívidas em dia cresceram 0,2% e as consultas, item que indica o movimento do comércio, diminuíram 8,2%, também em relação ao mesmo mês de 2015.
Em relação ao mês anterior (janeiro) a inadimplência aumentou 14,4% e as consultas e as dívidas quitadas diminuíram, respectivamente, 9,6% e 22,8%.
No acumulado dos dois primeiros meses do ano (janeiro/fevereiro) em relação ao mesmo período do ano anterior, a inadimplência cresceu 1,1% e as consultas e as dívidas quitadas caíram, respectivamente, 7,2% e 0,4%.
Segundo o registro de cadastro da entidade, as consultas ao LIG Cheque em fevereiro em relação ao mesmo mês de 2015, a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 0,7% e 0,8% e as consultas diminuíram 10,2%.
Em relação ao mês anterior (janeiro) as consultas, a inadimplência e as dívidas quitadas caíram, respectivamente, 21%, 8,4% e 18%.
No acumulado dos dois primeiros meses do ano (janeiro/fevereiro) em relação ao mesmo período do ano passado, a inadimplência cresceu 0,2% e as consultas e as dívidas quitadas diminuíram, respectivamente, 9,7% e 0,1%.

Movimento nas lojas tem queda de 8,2% no primeiro bimestre de 2016, aponta Serasa
De acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, o movimento dos consumidores nas lojas de todo o país cresceu 0,6% em fevereiro de 2016 na comparação com o mês imediatamente anterior (janeiro de 2016), já contemplando os devidos ajustes sazonais. Em relação mesmo mês do ano passado (fevereiro de 2015), a retração da atividade varejista em fevereiro de 2016 foi de 6,6%. No acumulado do primeiro bimestre de 2016, a atividade varejista caiu 8,2% na comparação com o primeiro bimestre de 2015.
Segundo os economistas da Serasa Experian, a pequena alta de 0,6% na atividade varejista em fevereiro/16 foi favorecida pelo calendário bissexto deste ano, o que acabou gerando um dia a mais de movimento varejista em fevereiro de 2016. Contudo, isto foi insuficiente para reverter a queda interanual (contra o mesmo mês do ano passado) da atividade varejista, sinalizando que a tendência do segmento ainda é de retração.
Em fevereiro deste ano, a atividade varejista foi maior em relação ao primeiro mês deste ano nos setores de material de construção (+1,6%) e no de combustíveis e lubrificantes (+0,3%). Houve estagnação (variação nula) no setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas e no segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática. O segundo mês deste ano registrou retrações da atividade varejista dos setores de veículos, motos e peças (-4,5%) e de tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-2,2%).
No acumulado do primeiro bimestre de 2016, apenas o segmento de combustíveis e lubrificantes, com variação de 5,8%, está com crescimento positivo em relação ao primeiro bimestre de 2015. Todos os demais segmentos varejistas estão com retração em relação ao acumulado dos primeiros dois meses do ano passado: supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-5,9%); móveis, eletroeletrônicos e informática (-12,3%); veículos, motos e peças (-19,0%); tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-14,5%); material de construção (-2,4%).

Artigos Relacionados

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Vereador quer saber quando Prefeitura do Rio pagará 13º

Chico Alencar questiona Eduardo Paes se há expectativa de novos atrasos em 2021.

Roubos de carga no Rio registram queda de 37% ante 2020

Os 363 registros de roubo de carga no estado do Rio de Janeiro representaram queda de 37% em janeiro em relação ao mesmo mês...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Planta da BRF é habilitada a exportar empanados para Omã

Companhia informou que sua unidade de Toledo foi habilitada pelo governo do país árabe a exportar empanados de frango.

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração.