Incentivos fiscais ajudam no processo de inovação das empresas

Aceleração digital serviu como âncora desse processo

A consultoria internacional FI Group, especializada na gestão de incentivos fiscais e financiamento à Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), divulgou um estudo que mostra que os incentivos fiscais ligados à pesquisa e desenvolvimento são atualmente os principais meios de inovação nas empresas.

A pesquisa, realizada no início de 2022, contou com a participação de empresas pertencentes à base 1.900 clientes do FI Group, de setores diversos como Contabilidade, Financeiro e Controladoria (57%), Fiscal (13%), P&D, Qualidade e Inovação (11%), Administrativo (8%), Técnico e Engenharia (3%), TI (3%), Diretoria (3%), Desenvolvimento de Negócios (1%) e Prevenção de Perdas (1%).

A Lei do Bem (que criou a concessão de incentivos fiscais às pessoas jurídicas que realizarem pesquisa e desenvolvimento de inovação tecnológica) foi apontado o benefício de maior interesse pelas empresas, com 61% de relevância. No ano-base 2020, o FI Group foi responsável por quase 30% das empresas que apresentaram candidaturas à Lei do Bem.

De acordo com o levantamento, os outros incentivos mais procurados pelas empresas foram aqueles relacionados à importação (Ex-Tarifário) (30%), incentivos fiscais à P&D setoriais (Lei de Informática, Rota 2030) (28%), linhas de financiamento público reembolsável (19%) e credenciamento Finame (10%).

 Para o Country Director do FI Group, Rafael Costa, a aceleração digital pode ter sido um dos principais fatores para que o interesse das empresas pelos incentivos fiscais ligados à P&D, em especial a Lei do Bem, tivessem um crescimento expressivo nos últimos anos. “A tecnologia tem se tornado, cada vez mais, uma catalisadora do acesso aos incentivos fiscais, uma vez que facilita o processo de gestão de tarefas operacionais que fazem parte da metodologia dos projetos de Pesquisa & Desenvolvimento”, explica.

Além disso, o executivo também destaca um dos motivos pelo qual a Lei do Bem possui vantagem como escolha principal das empresas em relação aos Financiamentos, por exemplo. “Os Financiamentos apresentam características de garantias e estruturação preditiva da condução das inovações, as quais são complexas para uma parte significativa das empresas. Por outro lado, a Lei do Bem é como um start nessa estruturação mais avançada sobre os projetos de P&D, que futuramente podem ampliar as possibilidades de novas adesões a financiamentos”, comenta.

O estudo também levou em consideração o que as companhias avaliam no momento da escolha por uma consultoria especializada para estes ou outros serviços. Os principais pontos citados pelas empresas respondentes foram experiência da equipe de consultores (86%), nível de segurança, confidencialidade e proteção da informação de sua empresa (87%), apoio da equipe em caso de eventuais processos administrativos (74%), serviços jurídicos e fiscal internos para apoio na defesa de incentivos à P&D (70%), entre outros fatores.

O FI Group tem mais de 20 anos de atuação. O grupo é especialista na obtenção de financiamentos, subvenções econômicas e incentivos fiscais para projetos de PD&I. A consultoria assessora as empresas na gestão de incentivos fiscais (tais como Lei do Bem, Ex-Tarifário, Lei de Informática ou Rota 2030, entre outros) e no financiamento da PD&I, por meio da concepção e da implementação de ações que visam maximizar o desenvolvimento tecnológico e econômico de seus clientes. Globalmente, o FI Group trabalha com mais de 18.000 empresas, e valida anualmente mais de 20 mil projetos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

208 ganha motor 1.0 na linha 2023

Equipamento é o mesmo do Fiat Argo.

Interlagos vai sediar feira de motos e carros

Eventos priorizam testes para clientes e potenciais compradores.

Setor automotivo em ritmo de recuperação

Resultados seriam ainda melhores se não houvesse restrição de semicondutores.

Últimas Notícias

Bolsonaro demonstra estabilidade e Lula consolida liderança

Segundo pesquisa Modalmais/AP Exata divulgada hoje, ambos têm dificuldades em buscar eleitores fora das suas bolhas de apoiadores.

208 ganha motor 1.0 na linha 2023

Equipamento é o mesmo do Fiat Argo.

Mercados caminham para fechar a semana do lado positivo

Bolsas e moedas são destaque, mas o que vale mais a pena ressaltar é a redução no juro futuro nos EUA.