Independência e Novo Mandamento

Por José de Paiva Netto.

Foi num 7 de Setembro, ano de 1959, que o jornalista e radialista Alziro Zarur (1914-1979) fez, em Campinas/SP, no antigo Hipódromo do Bonfim, hoje Praça Legião da Boa Vontade, a Proclamação do Novo Mandamento de Jesus.

O dia escolhido por ele não poderia ser mais apropriado. Quando se comemora a independência política de nosso país, necessário se torna, firmado no espiritualmente revolucionário Mandamento Novo do Cristo Ecumênico, o Sublime Estadista, convidar a população também a refletir sobre os preceitos apresentados por Jesus, estrutura pela qual podemos construir um mundo novo. Por quê?! Porque o governo da Terra começa no Céu. Não parece, mas é.

Toda nossa labuta nas Instituições da Boa Vontade, “por um Brasil melhor e por uma humanidade mais feliz”, fundamenta-se neste Tratado do Espiritualmente Revolucionário Novo Mandamento de Jesus, consoante o Seu Evangelho, segundo João, 13:34 e 35; 15:7, 8, 10 a 17 e 9:

Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros. Se permanecerdes em mim e as minhas palavras em vós permanecerem, pedi o que quiserdes, e vos será concedido. A glória de meu Pai está em que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu Amor; assim como tenho guardado os mandamentos de meu Pai e permaneço no Seu Amor. Tenho-vos dito estas coisas a fim de que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja completa. O meu Mandamento é este: que vos ameis como Eu vos tenho amado. Não há maior Amor do que doar a própria vida pelos seus amigos. E vós sereis meus amigos se fizerdes o que Eu vos mando. E Eu vos mando isto: amai-vos como Eu vos amei. Já não mais vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto aprendi com meu Pai vos tenho dado a conhecer. Não fostes vós que me escolhestes; pelo contrário, fui Eu que vos escolhi e vos designei para que vades e deis bons frutos, de modo que o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome Ele vos conceda. E isto Eu vos mando: que vos ameis como Eu vos tenho amado. Porquanto, da mesma forma como o Pai me ama, Eu também vos amo. Permanecei no meu Amor.”

José de Paiva Netto

Jornalista, radialista e escritor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Lei de Melhoria do Ambiente de Negócios no Brasil

Por Letícia Luzia de Sousa Ramos e Renata Homem de Melo.

Cidadania – garantia dos direitos: mudando paradigmas

Por Felipe Quintas e Pedro Augusto Pinho.

Últimas Notícias

Lei de Melhoria do Ambiente de Negócios no Brasil

Por Letícia Luzia de Sousa Ramos e Renata Homem de Melo.

Para 48%, recém-formados são os mais afetados no mercado de trabalho

Pesquisa feita com mais de 9 mil pessoas descobriu que 25% fazem parte da Geração Nem Nem, que não trabalha nem estuda.

SP registra queda de 13% em mortes de trânsito ante setembro de 2020

Número de óbitos caiu de 455 em setembro do ano passado para 396 no mesmo período de 2021.

Supermercados tiveram queda de 7,15% em vendas

Período avaliado em São Paulo foi de 12 meses, já Rio registra expansão de 41,5% de novas unidades no primeiro semestre.