Iniciativa Cinturão e Rota desafia o Império

Integração comercial da BRI vai na direção oposta da financeirização do eixo anglo-americano

124
cerimônia de abertura do 3º fórum da iniciativa cinturão e rota
Cerimônia de abertura do 3º Fórum Cinturão e Rota (foto BRI, Xinhua)

Até agora, mais de 150 países e mais de 30 organizações internacionais assinaram acordos de cooperação dentro da Iniciativa Cinturão e Rota (BRI). Muita além da antiga Rota da Seda, a BRI estendendo-se do continente euro-asiático até África e América Latina.

A China é o polo central da BRI. Conduziu mais de 3 mil projetos de cooperação e catalisou investimentos de quase US$ 1 trilhão desde que a iniciativa foi lançada, há 10 anos, pelo presidente chinês Xi Jinping no Cazaquistão.

A BRI priorizou o desenvolvimento de redes de conectividade lideradas por corredores econômicos, com grandes passagens de transporte e rodovias de informação como espinha dorsal, sustentadas por ferrovias, portos e oleodutos, e abrangendo terra, mar, ar e internet, que facilitou o fluxo de mercadorias, capitais, tecnologias e pessoal entre países na última década.

Por essas informações, vê-se que a Iniciativa Cinturão e Rota se choca com a financeirização reinante no eixo Estados Unidos–Reino Unido, que carrega junto a maior parte da Europa, que vivencia mais de uma década de estagnação.

Espaço Publicitáriocnseg

Ao propor integração e intercâmbio comercial e cultural, a Iniciativa Cinturão e Rota se coloca como alternativa para um novo mundo – ou o retorno do mundo real e de colaboração, oposto às crises sistêmicas propagadas pelo Império estadunidense.

Essa alternativa passa pelo Brics+, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul + 6 países que se unirão, em janeiro de 2024, ao bloco original. O Brics+ lidera a disputa geopolítica pelo fim do mundo unipolar.

Não foi discreta a presença da presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), Dilma Rousseff, no 3º Fórum Cinturão e Rota para Cooperação Internacional. A ex-presidente do Brasil saiu na foto oficial dos chefes de Estado e de governo. Lembrando: o NDB é o Banco dos Brics, não da BRI.

Além da integração comercial, a Iniciativa Cinturão e Rota amplia a troca cultural. Como veremos amanhã.

Histórias da música brasileira

livro histórias que você sempre ouviu, mas nunca escutou
Livro Histórias que você sempre ouviu, mas nunca escutou (foto divulgação)

O jornalista João Ricardo Gonçalves está lançando o livro Histórias que você sempre ouviu, mas nunca escutou (Editora Patuá). O projeto é um trabalho de pesquisa que reúne cerca de 50 histórias reais que inspiraram alguns dos maiores clássicos da música brasileira, entre eles obras de Vinicius de Moraes, Novos Baianos, Nando Reis, Caetano, Gil, entre muitos outros

Rápidas

A psicóloga e administradora Renata Silbert lança seu primeiro livro, Psicopatas Domésticos (editora Francisco Xavier), 12 de dezembro, no restaurante Páreo, no Jockey *** Nesta quinta, às 16h, Luiz Felipe Pamplona, COO do Energy Future, participará da plenária “A próxima fase do P&D do setor elétrico: oportunidades com a nova regulação”, no XXIV Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi) 2023, em Vitória (ES), realização da Abradee e EDP ES *** Neste sábado e domingo, a Feira O Fuxico leva música, gastronomia, moda e artesanato à Praça Nossa Senhora da Paz, Ipanema, das 12h às 20h **** O Fashion Mall recebe, neste sábado, a 4ª edição do Get Together, que apoia marcas e empreendedores *** A OAB SP realizará o evento presencial “Games e Esports com Bruno PlayHard: Conteúdo, Competição e Negócios” neste sábado, 10h30. Inscrições aqui *** O cantor Victor Tadashi se apresenta nesta quinta-feira, às 19h, no Américas Shopping *** Primeira exposição de arte do Mercado Municipal, Mar de Niterói será aberta nesta sexta-feira, às 18h, no restaurante Sagrado Mar *** O presidente da Comissão Especial de Responsabilidade Civil (CERC) da OAB/RS, Eduardo Barbosa, coordena o III Simpósio da Comissão de Responsabilidade Civil, nesta quinta, em Santa Cruz do Sul. Detalhes aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui