Inovação, Finep e o Vale das Maçãs

Pesquisa e inovação devem ser mais do que palavras jogadas no ar em discursos políticos e esquecidas logo depois. A busca por novas tecnologias, caminhos próprios, conhecimento, enfim, deve estar na pauta como algo concreto. Pensando nisto, esta coluna publicará, aos finais de semana, alguns trabalhos inovadores financiados pela Finep, que tanto podem ser abrangentes, como destinados a públicos específicos – mas nem por isso menos importantes.

finep_foto

Como o jogo que ajuda a recuperar pacientes com dificuldades motoras, um aliado para fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, um recurso mais lúdico, mas não menos funcional, que se soma aos tradicionais fitas, bolas e elásticos. Criado especialmente para assistir ao trabalho desses profissionais, o jogo Vale das Maçãs, elaborado para PC com sensor de movimentos Kinect, deve chegar ao mercado ainda este ano. Classificado como serious game, o produto contou com o apoio de R$ 252 mil da Finep.

Michell Angelo Santos Lima, professor do Departamento de Artes Visuais e Design da Universidade Federal de Sergipe, foi o idealizador do projeto. O objetivo inicial era vencer a resistência às terapias tradicionais apresentada pelo seu sobrinho, que nasceu com dificuldades motoras. Para criar o game, o designer contou com a ajuda do empresário Renan Franca, sócio-fundador da Eurekamob, empresa especializada no desenvolvimento de produtos virtuais interativos.

Com a parceria concretizada, eles inscreveram o projeto no edital de Subvenção Econômica à Inovação nas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte Sergipanas (Tecnova/SE), iniciativa da Finep em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE). O jogo foi produzido exclusivamente para computadores com sistema operacional Windows. Às máquinas, será conectado o sensor de movimentos Kinect. Com o dispositivo, a equipe de desenvolvimento quer levar o ambiente virtual e interativo dos jogos para as sessões de fisioterapia e terapia ocupacional. Todos os movimentos do paciente serão capturados, reconhecidos e enviados para um Sistema de Acompanhamento da Evolução do Paciente. Com esses dados, serão gerados gráficos e informações a partir dos quais será possível acompanhar o progresso do tratamento.

O jogo será composto por seis temas diferentes (minijogos), com especificidades que atendem a demandas distintas trabalhadas pelos profissionais da fisioterapia e da terapia ocupacional durante as consultas. Além do apoio da Finep, o projeto contou com o financiamento do Banco do Nordeste e foi contemplado no edital do Programa de Formação de Recursos Humanos em Áreas Estratégicas (RHAE), do CNPq, por meio do qual trouxe mestres e doutores para a equipe.

‘Self made man’

O sonho de criar uma empresa de tecnologia bilionária habita o íntimo de todo adolescente abandonando a época das espinhas, mas concretizá-lo é para poucos. Das mais de 600 mil empresas criadas nos Estados Unidos em 2006, menos de 1.500 conseguiram atrair recursos de investidores. Dez anos depois, apenas 1% delas atingiu valor de mercado de US$ 1 bilhão ou mais.

Van da classe média

Vans voltaram a invadir as ruas de São Paulo. São caracterizadas como “piratas”. Já os carros do Uber são “inovação”.

Apaguem as velinhas

O Governo Temer pode comemorar: neste sábado, completa um mês sem a queda de um ministro (foram quatro, até agora). Mas não é por falta de candidatos: acusações, que podem se tornar mais sérias, rondam, entre outros, Eliseu Padilha, Moreira Franco e José Serra.

Rápidas

A Alfândega da Receita Federal do Brasil realizará dia 28 o décimo leilão eletrônico de mercadorias para pessoas físicas e jurídicas em 2016. São 124 lotes, num valor total de cerca de R$ 7,1 milhões, com vestuário, eletrônicos, peças automotivas, equipamentos médico-odontológicos, bicicletas, equipamentos esportivos, telefones celulares, notebooks, informática e diversos *** O professor Bayard Boiteux lançará em outubro o livro Como coordenar um curso superior no Brasil? *** Entre 5 e 7 de agosto será realizada, em São Paulo, a primeira edição do Vinho na Vila, com degustação de vinhos e espumantes de produção nacional. Será no espaço cultural Armazém da Cidade (R. Medeiros de Albuquerque, 270 – Vila Madalena) *** A Fundação Getulio Vargas acaba de lançar, no Rio e em São Paulo, dois comitês executivos de Recursos Humanos. A ideia, explica o diretor do FGV Management, Paulo Lemos, é unir empresas e academia com o objetivo de criar, em conjunto, pesquisas e cursos *** Técnicas de Apresentação em PowerPoint é o curso que o Ibef-Rio realiza dia 29 próximo, das 9h30 às 17h30. Mais informações: (21) 2217-5566 *** O Lide RIO realiza nesta terça-feira, das 9h às 12h30, no Belmond Copacabana Palace Hotel, o Fórum Empresarial de Cultura & Inovação, com a secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Eva Doris Rosental, e a economista e doutora em Urbanismo Ana Carla Fonseca.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Condomínios do Rio podem exigir comprovante de vacinação

É recomendado que tal exigência seja aprovada em assembleia por maioria dos presentes

Agronegócio brasileiro ainda está amadurecendo tecnologicamente

Por Regina Teixeira – Especial para o Monitor Mercantil

Livro traz bastidores de aquisições de startups por grandes empresas

Livro: 'Saída de Mestre: estratégias para compra e venda de uma startup'

Plano de assinatura garante um smartphone novo todo ano

A parceria une o propósito da Samsung de trazer inovação a cada lançamento - desta vez oferecendo sua terceira geração de smartphones - e...

WhatsApp testa funcionalidade de indicação de negócios em SP

Por enquanto só São Paulo terá esse recurso