Inovação tecnológica é a força motriz da recuperação da economia

Por He Yin.

5506
Vacinação (foto de Chen Fuping, Diário do Povo Online)
Vacinação (foto de Chen Fuping, Diário do Povo Online)

Olhando para o mundo, é possível perceber que uma nova revolução tecnológica e transformação industrial está em ascensão, trazendo mudanças profundas para o desenvolvimento humano e proporcionando um novo caminho para resolver os problemas e atender aos desafios do desenvolvimento global.

Atualmente, o mundo enfrenta vários desafios, como a pandemia da Covid-19, e está particularmente ciente de que a ciência e a tecnologia têm um impacto profundo no futuro e no destino do país e na felicidade e bem-estar das pessoas.

A inovação tecnológica é a força motriz da recuperação da economia mundial. Um relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial apontou que durante o período de prevenção e controle da epidemia, 10 principais tendências tecnológicas se aceleraram ainda mais, incluindo compras online e distribuição robótica, pagamento digital e sem contato, escritório remoto, educação remota, atendimento médico remoto, entretenimento online e cadeia de fornecimento 4.0, impressão 3D, robôs e drones, tecnologia da informação e comunicação 5G.

O Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas publicou um relatório pedindo aos formuladores de políticas de todos os países que aproveitem a oportunidade do avanço tecnológico para estabelecer uma estratégia digital para o futuro e apoiar o desenvolvimento sustentável de longo prazo do país.

Espaço Publicitáriocnseg
Técnicos chineses e alemão (foto de Hua Xuegen, Diário do Povo Online)
Técnicos chineses e alemão no Parque Industrial Alemão de Kunshan, Jiangsu (foto de Hua Xuegen, Diário do Povo Online)

A China tem tomado a inovação como a primeira força motriz para liderar o desenvolvimento e entregar respostas inovadoras que têm atraído a atenção mundial, demonstrando o grande poder da inovação. O foguete Longa Marcha 5B fez seu voo inaugural, a sonda Tianwen-1 viajou para Marte, o sistema global de navegação por satélite Beidou-3 foi inaugurado, o submersível tripulado Fendouzhe completou o teste a 10.000 metros de profundidade na fossa das Marianas, a primeira unidade de energia nuclear da China usando a tecnologia Hualong One foi conectada com sucesso à rede energética, o protótipo de computador quântico Jiuzhang atinge a “superioridade quântica” e a cápsula de sonda Chang’e-5 regressou com amostras lunares. O brilhante desempenho da inovação científica e tecnológica da China continua a surpreender o mundo.

Atender às pessoas é a essência da inovação tecnológica. Os países devem explorar conjuntamente o estabelecimento de um sistema de políticas para o estabelecimento de uma nova revolução científica e tecnológica e mudança industrial e criar um ambiente de cooperação internacional, para que os resultados da inovação de tecnologia beneficiem mais países e pessoas.

O diretor do McKinsey Global Institute, Jonathan Woetzel, indicou em uma publicação nas redes sociais que, nos últimos 10 anos, a Ásia representou 52% do crescimento da renda das empresas técnicas globais, 43% do lançamento de fundos, 51% das despesas de pesquisa e desenvolvimento e 87% das aplicações de patentes. A cooperação é a chave para o aumento das tecnologias asiáticas.

A China sabe que a troca aberta é o caminho-chave para explorar a fronteira da ciência, promovendo ativamente a cooperação internacional de ciências e tecnologias, implementando mais estratégias de cooperação internacional abertas.

A China contribui com sua sabedoria e força para a implementação desde o projeto de reator experimental a fusão nuclear; se junta à Covax e promove as vacinas como bens públicos globais; divulgará métodos de gerenciamento de dados das amostras lunares e compartilhará com cientistas de todo o mundo; o Radiotelescópio Esférico de 500 Metros de Abertura (FAST, na sigla em inglês) da China, o maior rádio telescópio de disco único, estará disponível para serviço global a partir de 1º de abril.

A China fortaleceu a cooperação internacional de inovação em ciência e tecnologia com ações práticas para promover soluções para problemas globais e melhorar o bem-estar da humanidade, ganhando apreciação da comunidade internacional.

Hoje em dia, o mundo está enfrentando uma grande mudança jamais vista nos últimos cem anos, e a inovação tecnológica é uma das principais variáveis. Para buscar novas oportunidades em uma crise, o mundo precisa se dedicar à inovação tecnológica.

 

He Yin é jornalista do Diário do Povo.

Projeto especial Monitor Mercantil – Diário do Povo

Leia mais:

Alívio da pobreza ecológica beneficia e enriquece a população

Volume de entrega expressa alcançou 83 bilhões de itens em 2020

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui