‘Inteligência’ (sic)

Massacres, ataques e outras tantas concepções que, nos últimos dias, insistem em agredi-la.

Inteligência, substantivo feminino, significa faculdade de compreender, rapidez de apreensão mental, sagacidade, entendimento. Do latim intelligentia… (conforme Antônio Geraldo da Cunha; em Dicionário Etimológico Nova Fronteira; 2ª Edição, 1982).

 

‘Intelligentia’? – 1

Transcrevo a definição de “inteligência” do dicionarista para não me perder entre outras tantas concepções que, nos últimos dias, insistem em agredi-la. Como no caso do Massacre do Jacarezinho, ocorrido no dia 6 de maio, que já é conhecido como a “mais letal ação da polícia do Rio de Janeiro”. Nela, foram executados 28 cidadãos (cidadãos sim, até provas, que não foram apresentadas, em contrário), inclusive um agente do Estado.

Ao divulgar a sua versão da operação sanguinária, a Polícia Civil do Rio de Janeiro referiu-se a um suposto relatório da Subsecretaria de Inteligência (SSinte) da Polícia Civil do Rio de Janeiro (sic), que detalharia as fichas criminais de 25 dos 27 suspeitos massacrados.

Quem teria se achado no direito de aterrorizar a população, em uma operação vedada pelo Supremo (STF) e, antes, por um mínimo senso de Humanidade? Já sei, já sei. Vão dizer “e os bandidos? Deixa solto?” (se provarem mesmo que há bandidos). Deixa solto não, mas pelo menos, deixa vivo (ou exibe logo o mandado conferido pela sociedade que autorizou os tiros a queima roupa). Ou se confere tratamento análogo ao atribuído aos milicianos…

 

‘Intelligentia’? – 2

Em 11 de maio, menos de uma semana transcorrida após a tragédia do Jacarezinho, e outra demonstração de “inteligência” sai da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Em Paraty, cerca de 100 mulheres manifestavam democraticamente, de forma pacífica, a contrariedade ante casos de feminicídio. Até que aparece um policial civil, saindo da delegacia, e dispara dois tiros de fuzil na direção da multidão! A Polícia, é claro, ficou de abrir o “rigoroso inquérito”, para apurar o incidente.

 

‘Intelligentia’? – 3

Em entrevista ao repórter da TV Serramar, o porta-voz da Guarda Municipal de Campos dos Goytacazes, município do Norte Fluminense (GMC/Campos), esforçava-se para explicar o aumento do número de autuações por infrações no trânsito, durante o mês de março de 2021, mês com restrições de circulação por conta das medidas defensivas da Covid-19.

Aumento aparentemente contraditório, de 20.547, para 21.637 autuações. As modalidades de maior frequência de autuações foram não utilizar o cinto de segurança (como o nome já diz, item de segurança, desprezado pelos condutores), seguida de avanço de sinal e motociclistas sem uso de capacete (ou uso inadequado, no cotovelo).

A analogia é inevitável. Que estranha inteligência é esta que faz tanta gente desprezar equipamentos de segurança, como a máscara protetora da Covid-19 e o cinto de segurança, ou usar, mas usar inadequadamente, o motociclista o capacete ao cotovelo e a máscara ao pescoço.

 

‘Intelligentia’? – 4

O investimento que a sociedade brasileira realizou nas suas Universidades e na Ciência não pode ser negligenciado, em uma repetição tropical do Tratado de Methuen, em pleno Século 21. John Methuen (1650; Bradford on Avon; Reino Unido – Lisboa, Portugal; 1706) foi o embaixador inglês que negociou com Portugal o tratado assinado em 27 de dezembro de 1703, que leva o seu nome e que fez Portugal renunciar ao destino de potência econômica.

Trechos, selecionados por este colunista, da nota dos estudantes da UFRJ em defesa do orçamento da Universidade e da Educação Pública:

(…) “Segundo artigo de autoria da reitora da UFRJ, Denise Pires, e do vice-reitor, Frederico Leão, publicado no dia 6/5/2021, o orçamento discricionário aprovado pela Lei Orçamentária para a UFRJ em 2021 é 38% daquele empenhado em 2012. Quando se soma ao bloqueio de 18,4% do orçamento aprovado, como anunciado pelo governo, o funcionamento da UFRJ ficará inviabilizado a partir de julho”.

“Os vetos presidenciais à Lei Orçamentária Anual (LOA) e o bloqueio de créditos do orçamento em 2021 inviabilizam a educação pública, universal e de qualidade no país. O maior bloqueio de verbas ocorreu no Ministério da Educação, com R$ 2,7 bilhões (19,7% das despesas aprovadas)”.

“Os inúmeros ataques que enfrenta a educação brasileira na conjuntura atual fazem com que se evidencie um projeto político de desmonte da educação pública, gratuita e de qualidade”. (…)

“Os direitos, historicamente conquistados através de muita luta dos movimentos sociais, correm um enorme risco de acabarem. Um país sem educação, pesquisa e investimentos básicos e fundantes para o seu desenvolvimento, tende a reproduzir um projeto estarrecedor de estagnação que o levará ao eterno subdesenvolvimento social, aprofundando desigualdades seculares e estratificando repulsantes violências”.

(…) “Nós nos posicionamos contra o desmonte da educação, da democracia e da liberdade de ensino, pautas concretas que têm sido colocadas em prática e ameaçam cada vez mais a construção de uma sociedade crítica, justa e igualitária no país”.

 

#vacina sim.

Vacinação PARE-SIGA deixou 15 capitais sem vacina. E ninguém vai preso…

Paulo Márcio de Mello
Servidor público professor aposentado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Prédio da Editora Três vai a leilão

Com quase 130 mil m², lance mínimo é de R$ 40 milhões.

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

Últimas Notícias

Prédio da Editora Três vai a leilão

Com quase 130 mil m², lance mínimo é de R$ 40 milhões.

Diálogo entre China e Reino Unido fortalece cooperação bilateral

O vice-primeiro ministro chinês Hu Chunhua realizou um diálogo via telefone nesta terça-feira, com o chanceler do tesouro britânico Rishi Sunak, sobre o avanço da cooperação prática bilateral.

TingHua cria experiência de degustação multissensorial de baijiu

A produtora de cachaças chinesas TingHua, localizada na cidade de Yibin na Província de Sichuan no sudoeste da China, lançou recentemente seu produto novo TingHua baijiu (um tipo de cachaça chinesa), que é caracterizada pela sua experiência única de degustação de cinco etapas.

Oportunidades vistas em maior recuperação produtiva após corte de RRR

O corte do coeficiente de reserva exigida (RRR, sigla em inglês) do Banco Central da China com início do 15 de dezembro deve oferecer um melhor apoio à economia e pode estimular oportunidades de investimento a partir de uma maior recuperação da lucratividade dos fabricantes listados, relatou a Xinhua Finance citando a China Merchants Fund Management Co., Ltd. na terça-feira.

Primeiro lote de e-commerce transfronteiriço de Hainan FTP no exterior

Uma empresa chinesa do porto de livre comércio (FTP, sigla em inglês) de Hainan exportou recentemente o primeiro lote de mercadorias para seu depósito no exterior por meio do comércio eletrônico transfronteiriço.