Inteligências artificiais ainda são um desafio para os reguladores

58
robo
Inteligência artificial (Foto: Freepik)

Acontece esta semana em Lisboa, Portugal, um dos maiores eventos de tecnologia e de inovação. Os debates sobre inteligência artificial continuam fortes e aparecem em quase todas as palestras no segundo dia do Web Summit Lisboa. Para os especialistas o maior desafio para os reguladores continua sendo a capacidade de criar regras que consigam acompanhar as mudanças das AIs. O resumo de cada dia do evento está sendo feito pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Uma das palestras mais importantes sobre o tema foi aberta por Andrew Mcafee, pesquisador do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Na opinião do especialista, existem duas formas de tratar sobre o assunto: por meio da permission innovation (inovação sem permissão, em tradução livre) e upstream governance (governança a montante, em tradução livre).

No primeiro conceito, as regras são menos rígidas, são criadas em paralelo ao desenvolvimento das tecnologias, acompanhando todas as etapas, seja na fase de criação e testes, ou até mesmo, após a implementação e, caso necessário, na penalização. Foi assim que aconteceu com a vacina da Covid-19, relembra o pesquisador.

No segundo modelo, os reguladores criam leis antes mesmo do desenvolvimento das AIs. O especialista usou o EU AI Act (Regulamento Europeu sobre Inteligência Artificial) como exemplo para esse conceito. Para Andrew Mcafee, esse modelo cria regras excessivas, de forma unilateral, que impactam no desenvolvimento da tecnologia.

Espaço Publicitáriocnseg

Segundo o pesquisador, é preciso olhar para a IA com mais pragmatismo e não como algo que precisa ser prevenido tão fortemente. “Sabemos que há diversos riscos e precisamos estar preparados para lidar com eles. A microgestão não vai evitar a turbulência”, reforça Mcafee.

A disseminação de informações sobre inovação é uma das iniciativas da agenda estruturante do Anbima em Ação, conjunto de atividades eleitas como prioritárias para o biênio 2023/2024.

Anbima em Ação

Anbima em Ação é o conjunto das principais iniciativas da Associação para este e o próximo ano. Esse planejamento estratégico foi elaborado a partir de uma ampla consulta aos nossos associados, instituições parceiras, reguladores e lideranças da Anbima e resultou em três grandes agendas de trabalho: Agenda de Desenvolvimento de Mercado, Agenda de Serviços e Agenda Estruturante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui