Investidores aguardam decisão de política monetária do Fed

Decisão de política monetária do Fed e tensões geopolíticas entre Ucrânia e Rússia são foco de atenção dos investidores globais hoje.

Nesta quarta-feira as atenções dos investidores se voltam tanto para o IPCA-15 de janeiro quanto para a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), bem como a entrevista com seu presidente, Jerome Powell. Tanto a decisão do Fed quando o indicador de inflação servirá para direcionar as apostas do investidor em relação ao aumento da taxa básica de juros. Dessa forma, uma posição mais dura do Fed pode pressionar a curva de juros e o dólar, porém uma possível desaceleração no IPCA-15 de janeiro pode servir como contraponto para as apostas de aumento da Selic não superarem os 150 pontos-base. Na Bolsa, Ibovespa poderá ser pressionado positivamente pelo rali das Bolsas globais e com o avanço do petróleo. O contrato futuro de índice Bovespa era negociado em alta de 0,84% às 9h06 desta manhã, enquanto o dólar comercial operava em queda de 0,27% neste mesmo horário.

Lá fora as atenções globais também são direcionadas para a decisão de política monetária do Federal Reserve, com os investidores também buscando sinais para nortear as apostas para aumento dos juros. Na esteira de balanços corporativos nos EUA, temos hoje a divulgação dos dados da Tesla, Intel, Boeing e AT&T. Em Nova Iorque os índices futuros operam em alta, indicando possível recuperação dos mercados à vista. Além da decisão do Fed e dos balanços corporativos divulgados, os investidores também monitoram as tensões geopolíticas entre Rússia e Ucrânia. Às 7h15, no mercado futuro, o Dow Jones subia 0,82%, o S&P 500 avançava 1,12% e o Nasdaq tinha alta de 1,75%. O juro da T-note de 10 anos avançava a 1,779%, de 1,778% no fim da tarde de ontem. O DXY, que mede a moeda americana ante seis rivais, subia 0,14%, a 96,084 pontos. Na Europa as Bolsas também operam no positivo nesta manhã, com investidores também aguardando decisão do Fed e monitorando as tensões entre Ucrânia e Rússia. Às 7h15, a Bolsa de Londres subia 1,70%, a de Frankfurt avançava 2,11% e a de Paris se valorizava 2,02%. O euro caía para US$ 1,1282, de US$ 1,1304 no fim da tarde de ontem, enquanto a libra era cotada a US$ 1,3500, de US$ 1,3510. Já na Ásia as Bolsas fecharam sem direção única. O índice japonês Nikkei caiu 0,44% em Tóquio hoje, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,41% em Seul. Por outro lado, o Hang Seng subiu 0,19% em Hong Kong. O Xangai Composto avançou 0,66%. Na Oceania, a Bolsa de Sydney não operou hoje devido a um feriado nacional na Austrália. Às 7h11, o dólar subia a 114,17 ienes, de 113,90 ienes no fim da tarde de ontem.

.

Yuri Pasini

Trader Mesa Câmbio do Travelex Bank

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Inflação, preço alto e ‘bolso vazio’ puxam consumidor para empréstimo

Desde junho de 2021, essa é a maior intenção de pedir dinheiro emprestado.

Mercados dão continuidade a movimento negativo visto desde ontem

Bolsas e commodities cedem, enquanto as curvas de juros dão um alívio; moedas são a exceção e avançam contra o dólar.

Últimas Notícias

Leega lança solução de inteligência de dados marketing das empresas

Marketing Analytics combina arquitetura Cloud, engenharia de dados e machine learning.

Qyon Tecnologia planeja crescer 65% em 2022

Marca deve fechar ano com cerca de 100 franquias.

XP amplia crescimento do PIB para este ano

Elevou a projeção de 0,8% para 1,6%

Perfil de risco visto pelas corretoras

Uso do Questionário de Perfil de Investidor, chamado de suitability, que tem como função identificar seu apetite de risco

Diretor do Grupo Nubank cumpre novo mandato na Anbima

Permanecerá na vaga de conselheiro titular reservada à Anbima no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional