Investidores esperando pela inflação americana

Dólar por aqui está estacionado desde fim da semana passada em R$ 5,03 e mercados americanos operando com comportamento misto nos últimos dias.

Ontem, o segmento Bovespa da B3 interrompeu sequência de oito pregões de alta, e depois de ter superado a faixa de 131 mil pontos do índice acabou voltando ao patamar de 129.700 pontos. O dólar por aqui está estacionado desde o final da semana passada na casa de R$ 5,03 e mercados americanos operando com comportamento misto nos últimos dias.

Hoje, o dia está começando novamente fraco com preocupações dos investidores sobre a inflação americana, eventuais consequências e, internamente, com a possibilidade de extensão do auxílio emergencial por mais dois ou três meses, citado pelo ministro Paulo Guedes, com empenho de cerca de R$ 11 bilhões e, segundo ele dentro do teto.

Mercados da Ásia encerraram o dia com comportamento de queda, exceto Xangai com alta de 0,32%, Europa operando com viés negativo, próxima da estabilidade e futuros do mercado americano novamente com comportamento misto. Aqui, há espaço para mais realizações de lucro de curto prazo e principalmente para rotação de ativos. O ideal seria não perdermos o patamar de 128.300 pontos do índice e retomar sequência de alta em seguida.

Na China, durante a madrugada foi anunciada a inflação medida pelo CPI de maio (consumidor) com taxa anual de 1,3%, quando o esperado eram 1,5%. Já o PPI de maio na mesma base mostrou alta de 9%, de previsão de ficar em 8,6%. A Coreia do Sul anunciou expansão do PIB no primeiro trimestre de 1,7% (coleta anterior em 1,6%), e o banco central do Chile manteve a taxa de juros básica em 0,5%.

Nos EUA, o presidente Joe Biden encerrou negociações do pacote de infraestrutura ainda sem acordo com os republicanos, mas o Senado aprovou mais de US$ 200 bilhões para projetos de inovação tecnológica, para acirrar competição com a China. Os estoques de petróleo pela API encolheram na semana passada, 2,1 milhões de barris.

No mercado internacional o petróleo mostrava alta de 0,27%, com o barril cotado a US$ 70,24. O euro era transacionado em alta para US$ 1,22 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,51%. O ouro e a prata registravam quedas na Comex e commodities agrícolas com viés de queda na Bolsa de Chicago.

No cenário local, o TCU disse que vai apurar a conduta do servidor que produziu relatório sobre supernotificação de óbitos pela Covid-19, amplamente citado por Jair Bolsonaro. Já o ministro Paulo Guedes disse que o Mercosul foi armadilha que evitou que o Brasil se inserisse nas cadeias globais. O Senado é que aprovou MP que facilita o crédito na pandemia. Sobre Eletrobras, hoje é dia de acolhimento de emendas e buscar consenso sobre a MP da capitalização e eventualmente retirar “jabutis” lá colocados.

A Fipe também apresentou a inflação pelo IPC da primeira quadrissemana de junho com aceleração para 0,52%, vindo de 0,41%.

Na agenda fraca do dia teremos a inflação oficial medida pelo IPCA de maio e o fluxo cambial da semana anterior pelo Bacen. Nos EUA, saem os estoques de petróleo e derivados na semana anterior, mas os investidores vão aguardar a inflação americana que será anunciada amanhã.

Ontem, a sequência de oito pregões de alta, que tirou o Ibovespa de pouco menos de 123 mil pontos para pouco mais de 131 mil pontos, foi interrompida na sessão desta terça por conta da maior rotação de ações, principalmente Vale e bancos, mesmo com minério em forte alta na China e bancos com melhores perspectivas. O exterior também não ajudou muito, já que as Bolsas europeias terminaram com comportamento misto e a americana oscilou muito pouco.  Logo cedo, tivemos a divulgação do déficit na balança comercial americana em abril, com queda de 8,2% para US$ 69,9 bilhões, depois de ajuste referente ao mês de março para pior, em US$ 75 bilhões. Ainda nos EUA, tivemos o indicador Jolts de abertura de vagas em abril em 9,2 milhões, o maior da série. Já sobre a vacinação contra a covid-19, tivemos o registro que 13 estados atingiram a imunização de 70% da população com pelo menos uma dose. Os EUA concluíram que as vacinas da AstraZeneca e da Pfizer parecem eficazes contra a variante Delta, encontrada na Índia e no Reino Unido.

Biden voltou a falar sobre a necessidade de fortes investimentos e que quer apoio bipartidário para buscar resiliência para a cadeia de suprimentos, notadamente na área de semicondutores, para evitar ficar na mão de poucos fornecedores.

O Banco Mundial melhorou suas previsões de crescimento do PIB pelo mundo. Segundo o relatório, o PIB global deve avançar 5,6% em 2021, mas os países emergentes devem encontrar dificuldades para crescer. Para o Brasil, estimou expansão de 4,5%, de anterior em 3%, com crescimento de 2,5% em 2022. Os EUA devem crescer 6,8% e a China 8,5%. Já a Zona Do Euro pode expandir 4,2% em 2021, enquanto a América Latina deve avançar 5,2%. O Japão cresce somente 2,8%.

No mercado internacional, a terça foi dia de petróleo revertendo perdas do início da manhã e mostrando alta de 1,4% (o que ajudou a puxar as ações de Petrobras), com o barril cotado a US$ 70,20, a maior cotação desde 2018. O euro era transacionado em leve queda, para US$ 1,218, e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,51%. O ouro e a prata mantiveram as quedas do início da manhã na Comex e commodities agrícolas com desempenho de alta na Bolsa de Chicago. O minério de ferro, negociado em Qingdao, na China, registrou alta de 3,5%, com a tonelada em US$ 209,50.

No cenário doméstico, o IGP-DI trouxe inflação de 3,4% em maio (anterior em 2,22%), acumulando taxa de 14,13% em 2021 e de 36,53% em 12 meses. O setor de construção mostrou forte alta de preços. O IBGE mostrou as vendas no varejo com alta de 1,8% em abril e de 4,5% no ano, maior do que estava previsto, reforçando PIB mais forte em 2021. O varejo ampliado expandiu 3,8%, com alta de 9,2% no ano, principalmente em função da indústria automotiva, que expandiu 132,1% quando comparada com abril de 2020. A média trimestral ficou em +0,4% e as vendas no varejo estão 1% acima do período pré-pandemia, mas ainda seguem 5,1% abaixo do pico registrado em outubro de 2020.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou aumento de 1% na produção de veículos em maio, com vendas 7,7% maiores. Porém, a associação adverte que a produção pode ser paralisada em algum momento por conta da falta de componentes.

Ao longo do dia, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro Paulo Guedes falaram em lives. Campos Neto disse que os agentes do mercado começam a penalizar países com dívida bruta alta e que a economia está se adaptando melhor ao isolamento social. Já Guedes disse querer reforma tributária mais ampla, mas entende não ser o momento, se comprometendo a fazer o possível. Novo programa social será dentro do teto de gastos. No campo político, foi divulgado que Rogério Marinho indicou a compra de 90 tratores com o orçamento secreto, e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, disse que o Brasil precisa de liderança e estabilidade. Já o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) falou que, se a reforma tributária não sair neste ano, perderemos uma janela importante. Arthur Lira disse que começaram a analisar a reforma administrativa e a comissão será instalada nesta quarta.

No mercado, ontem foi dia de dólar com boa volatilidade ao longo do dia e seguindo exterior, para fechar com -0,05% e cotado a R$ 5,03. Na B3, na sessão do último dia 4, os investidores estrangeiros alocaram recursos no montante de R$ 2,18 bilhões, deixando os ingressos de junho em R$ 6,04 bilhões e com entradas líquidas de R$ 37,42 bilhões no ano.  No mercado acionário, a Bolsa de Londres encerrou com alta de 0,25%, Paris com +0,11% e Frankfurt com -0,23%. Madri e Milão com quedas de 0,16% e 0,06%, respectivamente. No mercado americano, o Dow Jones fechou com -0,09% e Nasdaq com +0,31%. Na B3, dia de -0,76% e índice lutando para ficar na faixa de 130 mil pontos, encerrando em 129.787 pontos.

.

Alvaro Bandeira

Sócio e economista-chefe do Banco Digital Modalmais

Artigos Relacionados

Everardo Maciel: os projetos de reforma tributária são ruins

'Se querem diminuir a carga tributária de instituições financeiras e alguns setores industriais, vamos fazer a discussão sem agenda oculta'

Relatório de inflação foi bem semelhante ao do comunicado do Copom

Selic atingiria nosso nível neutro estimado de 6,50% já em outubro deste ano e se estabilizaria nesse patamar a partir de então.

Mercado local pode se beneficiar do exterior

No Brasil, atenções ficam voltadas ao tabuleiro político; lá fora, acordo bipartidário nos EUA fomenta viés de baixa no dólar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ENS e Ministério da Agricultura fazem live para lançar curso gratuito

Live no dia 7 de julho terá a participação de representantes do MAPA e especialistas em agronegócio.

Carta Fabril lança o papel higiênico premium Cotton Folha Tripla

Novidade foi desenvolvida para levar mais maciez com preço justo ao consumidor

LDZ Escola abre curso de animação digital 2D da ToonBoom Animation

Arte digital e cultura nerd beneficiam saúde e qualidade de vida.

Vendas Club traz conteúdo exclusivo para todo o Brasil

Propósito é prestar serviço para profissionais se manterem atualizados sobre o cenário de vendas.

Imóveis comerciais: segmento deve reaquecer de forma gradual

Desaquecimento por imóveis comerciais ocorreu por causa do home office imposto pelas restrições sanitárias.