Investimento em indústrias emergentes ganha força na China

O investimento em indústrias emergentes, como novas energias, equipamentos de ponta e biomedicina, ganhou força na China desde o início deste ano, dando início à construção de um novo conjunto de projetos, informou o jornal Diário de Informação Econômica, administrado pela Xinhua, nesta quinta-feira.

Uma oficina da AE (Tianjin) Automotive Equipment Co., Ltd. em Tianjin, norte da China, em 14 de fevereiro de 2021. (Xinhua/Sun Fanyue)

Xinhua - Silk Road

 

Beijing, 24 fev (Xinhua) — O investimento em indústrias emergentes, como novas energias, equipamentos de ponta e biomedicina, ganhou força na China desde o início deste ano, dando início à construção de um novo conjunto de projetos, informou o jornal Diário de Informação Econômica, administrado pela Xinhua, nesta quinta-feira.

Como exemplo, a Província de Hubei, no centro da China, deu início a 1.913 projetos, sendo cada um avaliado em mais de 100 milhões de yuans e o investimento total somando 1,4 trilhão de yuans desde o início de 2022. Os destaques dos projetos incluem: o projeto de nuvem pública da China Electronics Corporation, com um investimento total de cinco bilhões de yuans; um projeto de folha de alumínio de bateria de baixo carbono da Guangdong Hec Technology Holding Co., Ltd., com um investimento total de 10,5 bilhões de yuans; e um projeto para produção de motores híbridos da montadora chinesa Great Wall Motors, com um investimento total de 3,58 bilhões de yuans.

No primeiro trimestre, muitas cidades assumiram a iniciativa de acelerar a implementação de projetos de indústrias emergentes como forma de impulsionar o crescimento econômico estável ao longo do ano.

Por exemplo, a cidade de Tangshan, na província de Hebei, no norte da China, iniciou 609 projetos-chave para o primeiro trimestre de 2022 nesta terça-feira, incluindo um projeto portuário de tecnologia de fabricação avançada, que visa construir um grupo estratégico integrando a manufatura de ponta, pesquisa e desenvolvimento, teste e serviço do produtor. Após a conclusão, o projeto deverá gerar um bilhão de yuans de receita de vendas todo ano e criar mais de 1.000 empregos.

Da mesma forma, a cidade de Foshan, na província de Guangdong, no sul da China, lançou em 8 de fevereiro, 102 grandes projetos para o primeiro trimestre, com um investimento total de 135,4 bilhões de yuans. Do total, um projeto de parque de ciências da vida, com um investimento de 10 bilhões de yuans, se concentrará no apoio a empresas dedicadas a setores como dispositivos médicos de ponta e biomedicina.

O desenvolvimento de indústrias emergentes estratégicas contribuirá para o crescimento de alta qualidade da economia local. É também uma maneira importante para as províncias e cidades chinesas atualizarem suas indústrias e nutrir novos modelos e formatos de negócios para criação de vantagens competitivas industriais, de acordo com Yin Xunfei, diretor do departamento de pesquisa de manufatura do Centro de Desenvolvimento da Indústria da Informação da China.

As indústrias emergentes da China obtiveram crescimento no ano passado, apesar da complexidade do ambiente externo e da pressão de recuperação econômica. O valor agregado do setor manufatureiro de alta tecnologia, impulsionado pelo investimento, aumentou 18,2% em 2021, e a fabricação de produtos de novas tecnologias como robôs industriais e circuitos integrados cresceu rapidamente, de acordo com Tian Yulong, porta-voz do Ministério da Indústria e Informatização. Fim

Leia também:

Investimento no exterior da China se concentra no setor de transporte

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Investidores estrangeiros mantém níveis de investimento na China

Espera-se que os investidores estrangeiros mantenham as suas tendências de investimento nas ações de categoria A em 2022, com o controle epidêmico nas regiões chinesas e o emergente valor relativo global do mercado de ações da China, informou Xinhua Finance, citando Fang Xinghai, vice-chefe da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC, sigla em inglês) nesta quarta-feira.

Guangzhou da China lança primeiro lote de títulos corporativos de C&R

O Porto de Guangzhou concluiu nesta terça-feira a emissão de títulos corporativos no valor de 1 bilhão de yuans (cerca de 148,4 milhões de dólares) para investidores na Bolsa de Shanghai, representando a primeiro lote dos títulos corporativos de inovação científica e tecnológica 2022 para Cinturão e Rota (C&R), informou Shanghai Securities News.

Os testes chineses para varíola dos macacos obtêm a certificação da UE

Algumas empresas chinesas anunciaram na quarta-feira que seus kits de detecção de ácido nucleico do vírus da varíola dos macacos obtiveram o certificado de registro CE da União Europeia (UE), informou o Shanghai Securities News nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

A empresa amplia distribuição da marca Milton no Brasil.

Tokenização: conceitos e casos de uso dessa tecnologia

BC e CVM acompanharão ao longo deste ano as operações dos projetos aprovados nos respectivos sandboxes regulatórios

Sim Pro Samba homenageia Lula Gigante

O Sim Pro Samba começa às 18h30, na Praça dos Professores. Gratuito!

Solução para o investidor no cálculo e declaração do IR

Usufruir de serviços automatizados para o cálculo e o pagamento de DARFs,

CVM divulga estudo sobre ESG e o mercado de capitais

Relação entre o mercado de capitais e o tema sustentabilidade,