Investimentos alternativos devem chegar a US$ 18 trilhões

Fundos imobiliários, arte, precatórios, direitos autorais: mercado vai dobrar de tamanho.

Os investimentos alternativos devem mais que dobrar no mundo até 2025, de acordo com estimativas da empresa britânica de pesquisa de dados e análises financeiras Preqin. Considerando os montantes sob gestão de instituições financeiras e assets, esse mercado deve atingir US$ 18 trilhões daqui a três anos, ante os US$ 8,5 trilhões de 2020.

São considerados investimentos alternativos aqueles feitos em ativos e fundos imobiliários, comodities, papéis de dívida privada, private equity ou venture capital, hedge funds, contratos de futuros e derivativos além de investimentos em arte, vinhos e antiguidades. São alternativos aos tradicionais, como ações, papéis de renda fixa e investimentos de liquidez.

“A diversificação por meio dos investimentos alternativos pode ajudar o investidor brasileiro a acessar economias mais fortes e resilientes, como a dos Estados Unidos”, observa Cássio Segura, vice-presidente-executivo da companhia de investimentos imobiliários norte-americana YellowFi, que oferece ativos em diversos estados dos EUA, incluindo fundos.

“Em geral, o investidor que aporta recursos em ativos alternativos não precisa de tanta liquidez. Dessa forma, pode usar parte da carteira para obter um ganho mais constante, com boas garantias e com volatilidade menor que a das ações nas bolsas”, complementa Marcelo Castro Alves, diretor da Focus Investment Advisors e da FLAIA.

Leia também:

Emissões de renda fixa e variável batem recordes em 2021

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

BB DTVM lança ETF de Agronegócio na B3

Primeiro voltado para o setor de agronegócio disponível no mercado doméstico

Empresas brasileiras pagam mais a acionistas

Vale: 9° lugar no mundo, na frente da Apple

União concentra 77% da dívida pública do Rio

Apesar de pagamentos feitos pelos estados, débito não para de subir.

Últimas Notícias

Solidus Aitech arrecadou mais de US$ 10,5 mi de fundos com tokens

Serviço de computação de alto desempenho (HPC) quer 'democratizar a IA'.

Pão pita tradicional poderá ser feito em escala industrial

Novo sistema é capaz de produzir até 1.000 quilos/hora de pita.

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.