32.4 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 23, 2021

IPC para a terceira idade acumula alta de 5,69% em 12 meses

Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no quarto trimestre de 2020, variação de 2,81%. Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 5,69%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-Br, que foi de 5,17%, no mesmo período.

Na passagem do terceiro trimestre de 2020 para o quarto trimestre de 2020, a taxa do IPC-3i registrou acréscimo de 0,89 ponto percentual, passando de 1,93% para 2,81%. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo alimentação, cuja taxa passou de 2,74% para 5,91%. O item que mais influenciou o comportamento desta classe de despesa foi hortaliças e legumes, que variou 15,79% no quarto trimestre, ante -17,05%, no anterior.

Contribuíram também para o acréscimo da taxa do ipc-3i os grupos: habitação (1,72% para 3,40%), vestuário (-0,73% para 0,54%) e educação, leitura e recreação (4,65% para 5,40%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: tarifa de eletricidade residencial (3,91% para 11,68%), roupas (-1,00% para 0,54%) e cursos formais (-2,04% para 1,76%).

Em contrapartida, os grupos transportes (2,89% para 2,23%), comunicação (0,92% para 0,42%), despesas diversas (0,86% para 0,45%) e saúde e cuidados pessoais (0,44% para 0,39%) apresentaram recuo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: gasolina (8,64% para 3,40%), combo de telefonia, internet e TV por assinatura (1,68% para 0,32%), serviços bancários (1,04% para 0,30%) e medicamentos em geral (1,37% para 0,46%).

A próxima divulgação do IPC-3i, referente ao primeiro trimestre deste ano, acontecerá no dia 12 de maio.

Leia mais:

IPCA de dezembro teve leitura de 1,35%

Mercado prevê que inflação pelo IPCA ficará em 4,39% este ano

Artigos Relacionados

Indústria rejeita retrocesso à jurássica lógica colonialista

Entidades criticam 'visão rasa' de que Brasil deveria se concentrar na agroindústria.

Reajuste salarial no Brasil ficou abaixo da inflação

Em dezembro, o reajuste salarial no Brasil ficou abaixo da inflação (-0,9%). É o que revela o boletim Salariômetro, divulgado nesta sexta-feira pela Fundação...

Proposta do governo é armadilha para caminhoneiros

Categoria ameaça parar dia 1º, o que poderia afetar distribuição de vacinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.