IPCA-15 apresentou alta de 0,72% em julho

Maiores contribuições vieram da categoria habitação (2,14%), que contribuiu com 0,32%, e de transporte (1,07%), que adicionou 0,22%.

Os dados de inflação voltaram a superar as expectativas – Conforme divulgado pelo IBGE, o IPCA-15 apresentou alta de 0,72% em julho (expectativa: 0,65%), após a forte alta de 0,83% em junho. As maiores contribuições vieram da categoria habitação (2,14%), que contribuiu com 0,32%, e da categoria transporte (1,07%), que adicionou 0,22%. Os itens livres tiveram alta de 0,65%, acelerando com relação aos 0,51% de junho, e os preços de itens administrados subiram 0,90%, desacelerando com relação aos 1,74% de junho. A alta foi bastante disseminada, com a difusão alcançando 67,5%, próxima das máximas dos últimos três anos. Em termos interanuais, o IPCA-15 acelerou novamente, saindo de 8,13% em junho para 8,59% em julho. A publicação do IPCA-15 reforça a percepção de que o Banco Central terá de levar a taxa Selic para o terreno restritivo, uma vez que a inflação tem superado as expectativas e se mostrado mais permanente que o antecipado. Mantivemos a projeção de alta de 6,50% do IPCA em 2021.

 

As decisões de política monetária da última semana vieram sem grandes emoções – Na semana passada, tivemos as reuniões dos bancos centrais da China (PBoC) e da Zona do Euro (BCE), nas quais ambos mantiveram as taxas básicas de juros inalteradas, em 3,85% e 0,25%, respectivamente. O comunicado da decisão do BCE oficializou a mudança da estratégia de política monetária, com a mudança da meta de inflação de um nível próximo mas abaixo dos 2% para uma meta simétrica em torno de 2,0% no médio prazo.

 

As prévias dos PMIs sugerem continuidade do movimento de recuperação global – A semana foi marcada pelas divulgações das prévias dos índices dos gerentes de compras (cujo nível de 50 marca a fronteira entre expansão e contração da atividade econômica) da Markit, no mês de julho, para os Estados Unidos e a Zona do Euro. Os PMIs do bloco europeu vieram acima do esperado, com o índice de serviços registrando 60,4 pontos (58,3 em junho e 59,5 esperados) e o da indústria alcançando os 62,6 pontos (63,4 em junho e 62,5 esperados). Já nos EUA, os PMIs foram mistos, com o índice industrial registrando 63,1 pontos (62,1 em junho e 62,0 esperados), enquanto o do setor de serviços veio abaixo do esperado, em 59,8 pontos (64,6 em junho e 64,8 esperados). Apesar da surpresa negativa, os números sugerem que a recuperação global está se tornando mais disseminada (com a Europa despontando desta vez) e que a liderança do processo de retomada econômica está migrando da indústria para o setor de serviços, reflexo do processo de reabertura dos últimos meses.

 

Semana de questionamento dos investidores com o crescimento global – As Bolsas fecharam a semana no positivo, mas operaram com grande volatilidade, registrando queda significativa na segunda-feira, com a continuidade do movimento de 16 de julho. O maior destaque, entretanto, foi a derrocado nas taxas de juros americanas, com a taxa do título de 10 anos chegando a operar abaixo de 1,20%. O dólar apresentou nova alta, com a taxa de câmbio brasileira fechando a semana próxima do nível de R$ 5,20/US$. Apesar dos dados econômicos positivos em julho, os investidores começam a adotar uma postura de maior incerteza com o crescimento econômico global. Em nossa opinião, apesar de acreditarmos que a possibilidade de novas restrições sociais devido à variante delta seja baixa, o ambiente de crescimento econômico global começa a se tornar mais desafiador, uma vez que o processo de reabertura deve ser acompanhado da retirada dos pacotes fiscais e monetários que apoiaram a retomada nos últimos meses.

.

Nicolas Borsoi

Economista da Nova Futura Investimentos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.

Sauditas liberam exportação de carne de unidades de Minas

De acordo com o Ministério da Agricultura, autoridades do país suspenderam o bloqueio de cinco plantas de carne bovina mineira.

Comerciários do Rio têm aumento

Já em São Paulo, emprego no comércio registra a maior alta mensal desde novembro de 2020.

Últimas Notícias

A desigualdade entre os ‘iguais’

Por Rafael Luciano de Mello.

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.