Ipea alerta para crises similares à de Manaus

Colapsos como o observado em Manaus nos últimos dias – com o aumento do número de casos de Covid-19 e o esgotamento da capacidade de atendimento hospitalar – podem se repetir em outras localidades se não houver medidas rigorosas de distanciamento físico.

De acordo com o estudo “A Segunda Onda da Pandemia”, entre abril e dezembro de 2020, o grau de rigor das medidas de distanciamento físico no país diminuiu de 6,3 para 2,9 – em uma escala que vai de 0 a 10. No mesmo período, o número médio de novos óbitos aumentou de 1 para 3,1 por 1 milhão de habitantes.

“O caso do Amazonas indica que medidas rígidas de distanciamento acabam, em alguns casos, sendo impostas como um último recurso, em vez de serem adotadas de forma preventiva”, ponderou o autor da pesquisa, o economista Rodrigo Fracalossi, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Outros dois fatores que aumentam a probabilidade de agravamento da crise são a desmobilização de hospitais de campanha ao longo dos últimos meses – aumentando a pressão sobre os sistemas de saúde – e o fim do auxílio emergencial, que implica para muitos a necessidade de voltar a trabalhar presencialmente.

Com taxas de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI) acima de 71%, o Governo de São Paulo decidiu colocar todo o estado na Fase Vermelha aos finais de semana, feriados e no período noturno, sempre após as 20h nos dias úteis. A medida já começa a valer nesta segunda-feira, aniversário da cidade de São Paulo. A Fase Vermelha deve vigorar, pelo menos, até 7 de fevereiro.

Aos sábados, domingos, feriados e após as 20h nos dias úteis, só poderão funcionar os serviços considerados essenciais das áreas de logística, saúde, segurança e abastecimento. A medida provocou protestos de donos de bares e restaurantes, esgotados financeiramente após dez meses de restrições.

A manifestação lembrou a dos comerciantes de Manaus ante a decisão do governo de restringir o funcionamento do comércio. A medida acabou revogada, e o resultado pode ser visto 15 dias depois.

Leia mais:

Bolsonaro: ‘fechamento não é política correta contra a Covid’

Saúde dos EUA pode ter ‘colapso total’ em meio a pico de Covid

Artigos Relacionados

Aplicativos mantêm total controle sobre trabalho de entregadores

OIT: o número cresceu 5 vezes nos últimos 10 anos.

Orçamento: Congresso ainda não votou vetos de 2019

O Congresso Nacional deve realizar uma sessão na primeira quinzena de março para analisar vetos do presidente da República a propostas aprovadas pelos parlamentares....

Sistemas de saúde público e privado perto de colapso

Ocupação de UTIs acima de 80% nas capitais; hospitais do interior também estão lotados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.