Isenção do IR para quem ganha até dois salários mínimos é ampliada

28
Dinheiro real: divulgação
Dinheiro real: divulgação

A elevação da isenção do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) para quem ganha até dois salários mínimos, editada na última terça-feira (6), desencadeou uma série de mudanças para quem declara e paga o tributo. A mudança provocou alterações na tabela progressiva mensal. Assim como em 2023, apenas o limite de isenção, que corresponde ao piso da tabela progressiva, foi elevado. As demais faixas de tributação permanecem sem mudanças desde 2015.

Oficialmente, o limite máximo da alíquota zero está fixado em R$ 2.259,20. No entanto, para garantir a isenção para quem recebe até R$ 2.824, equivalente a dois salários mínimos, haverá um desconto simplificado de R$ 564,80 da renda sobre a qual deveria incidir o imposto. Esse desconto corresponde à diferença entre os dois valores: limite de isenção e dois salários mínimos.

A Receita Federal esclarece que esse desconto simplificado é opcional. Para quem tem direito a deduções maiores pela legislação atual, como dependentes, pensão alimentícia, gastos com educação e saúde, nada mudará.

Confira a tabela progressiva mensal do IRPF, já com o desconto aplicado ao salário:

Espaço Publicitáriocnseg

Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir do IR

Até R$ 2.259,20 Zero Zero

De R$ 2.259,21 até R$ 2.826,65 7,5% R$ 169,44

De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15% R$ 381,44

De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% R$ 662,77

Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 896

Fonte: Receita Federal

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui