Isonomia

Do deputado Adão Pretto (PT-RS) estranhando a cruzada moralista do Governo FH contra o MST: “Gostaria de comparar o volume de recursos recebido pelos assentados com o volume de recursos recebido pelos latifundiários; o índice de inadimplência dos assentados, com o índice de inadimplência dos latifundiários (R$ 100 milhões é o que o Orçamento 2001 prevê para equalizar o alongamento das dívidas dos grandes produtores rurais); o índice de emprego dos assentamentos, com o índice de emprego dos latifundiários.”
Isonomia II
O deputado cobrou ainda o mesmo rigor nas investigações sobre o Senar, a OCB , os Programas de Fruticultura, e o dinheiro destinado à Embrapa para realizar pesquisas para a Monsanto. E se queixou do pouco espaço destinado a essas denúncias, tanto pela imprensa “chapa branca”, quanto pelo procurador geral da República, Geraldo Brindeiro.

Cartão amarelo
O deputado Tarcísio Perondi (PMDB-RS), que integra a CPI da Nike na Câmara dos Deputados – que investiga o futebol brasileiro -, confirmou que recebeu doação de dinheiro da Confederação Brasileira de Futebol para sua campanha. Segundo consta no site do Tribunal Superior Eleitoral, o deputado recebeu R$ 100 mil da entidade nas últimas eleições. Questionado sobre se haveria conflito de interesses, o deputado afirmou que “isso depende do caráter do parlamentar. Eu tenho condições plenas de operar desta forma.” De que forma, mesmo?
Terceiros
Ainda de acordo com o site do TSE, o deputado Eurico Miranda (PPB-RJ), que também faz parte da CPI, também teria recebido doação de campanha, de R$ 50 mil, da CBF. O deputado, que é vice-presidente do Vasco da Gama, negou que tenha recebido dinheiro. “Eu nunca recebo nada pessoalmente.”

Homenagem
O arcebispo emérito de São Paulo, cardeal dom Paulo Evaristo Arns, recebe, amanhã, da Unicamp, o título de doutor honoris causa. Concedido por proposta dos alunos da universidade, o título é conferido a pessoas que tenham contribuído de forma notável para o progresso das ciências, das letras e das artes, beneficiando a humanidade ou prestando relevantes serviços à universidade. Além de sua luta em defesa dos direitos humanos, dom Paulo, hoje com 79 anos, acumula importante atividade acadêmica, incluindo o título de doutor pela Universidade de Sorbonne, de Paris, com a qualificação “très honorable”.

Princípio$
Esta coluna se penitencia por, ontem, ter dificultado a compreensão dos leitores sobre a profundidade da declaração de Paulo Maluf no debate na TV Bandeirantes com a petista Marta Suplicy. E publica hoje, com a oração final, uma das pérolas do pensamento malufista: “Combater a corrupção não é só uma questão de princípios, é uma obrigação moral.”

Fábula
Um jornalista brasileiro que trabalha num site daqui e acaba de regressar da Europa voltou da viagem impressionado com a olímpica indiferença dos europeus em relação à Internet grátis. Em matéria de mundo virtual, o foco central na Europa está nos celulares WAP, que permitem o acesso à rede, e nos planos telefônicos. Além disso, é grande a concorrência entre as operadoras em busca de clientes.

Profissional
A Itália está reformando o serviço militar, que deixará de ser obrigatório. O objetivo é que todos soldados passem a ser profissionais, o que também ajudaria a reduzir o desemprego no Sul do país, onde é maior o número de jovens sem emprego. Para atrair recrutas, as Forças Armadas oferecem diversos benefícios, sendo as bolsas de estudo o principal deles. Soldados e oficiais são estimulados a fazer cursos de informática, línguas e ingressar na universidade. Muitos servem no exterior, em missões da Otan ou em forças de paz, como as sediadas em Kosovo, Bósnia, Moçambique, o que garante diárias em moeda forte.

Gestão ou atraso?
O presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, lançou ontem a pergunta: “O novo modelo de gestão que o presidente da Petrobras, Philippe Reichstul, leva ao Conselho de Administração é avanço ou é atraso?”. Reichstul disse que vai modelar a empresa em seis diretorias, sendo quatro de unidades de negócios e duas financeira e de serviços. Siqueira revela que o sistema de “unidades de negócios é ultrapassado e já foi abandonado pelos multinacionais concorrentes”.
O Conselho de Administração se reúne amanhã, durante o dia, no Rio, sob a presidência do ministro das Minas Energia, Rodolpho Tourinho.

Artigo anteriorJogatina
Próximo artigoCom-sotaque
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

Mudar preços implica parar venda de refinarias

Mercado financeiro cobrará deságio, e Petrobras precisa de ativos para poder operar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

IGP-M acumula inflação de 28,94% em 12 meses

Segundo FGV, taxa ficou em 2,53%, em fevereiro, após registrar 2,58% em janeiro.

Confiança do comércio tem leve alta em fevereiro

Segundo a FGV, é a primeira alta depois de quatro quedas consecutivas.

Balanço melhor que o esperado da Petrobras anima mercado nacional

Hoje, no exterior, Bolsas mundiais operam sem direção única.

O futuro está nas criptomoedas?

Quarta foi de intensa volatilidade nos mercados externos; por aqui com justificativa, ainda em função do imbróglio de Petrobras e Eletrobras.

Preços dos carros mais vendidos subiram 9,4% em média em um ano

Com 18,23% de variação, Renault Kwid foi o que mais subiu de preço entre os 13 mais vendidos.