Isonomia

Do deputado Adão Pretto (PT-RS) estranhando a cruzada moralista do Governo FH contra o MST: “Gostaria de comparar o volume de recursos recebido pelos assentados com o volume de recursos recebido pelos latifundiários; o índice de inadimplência dos assentados, com o índice de inadimplência dos latifundiários (R$ 100 milhões é o que o Orçamento 2001 prevê para equalizar o alongamento das dívidas dos grandes produtores rurais); o índice de emprego dos assentamentos, com o índice de emprego dos latifundiários.”
Isonomia II
O deputado cobrou ainda o mesmo rigor nas investigações sobre o Senar, a OCB , os Programas de Fruticultura, e o dinheiro destinado à Embrapa para realizar pesquisas para a Monsanto. E se queixou do pouco espaço destinado a essas denúncias, tanto pela imprensa “chapa branca”, quanto pelo procurador geral da República, Geraldo Brindeiro.

Cartão amarelo
O deputado Tarcísio Perondi (PMDB-RS), que integra a CPI da Nike na Câmara dos Deputados – que investiga o futebol brasileiro -, confirmou que recebeu doação de dinheiro da Confederação Brasileira de Futebol para sua campanha. Segundo consta no site do Tribunal Superior Eleitoral, o deputado recebeu R$ 100 mil da entidade nas últimas eleições. Questionado sobre se haveria conflito de interesses, o deputado afirmou que “isso depende do caráter do parlamentar. Eu tenho condições plenas de operar desta forma.” De que forma, mesmo?
Terceiros
Ainda de acordo com o site do TSE, o deputado Eurico Miranda (PPB-RJ), que também faz parte da CPI, também teria recebido doação de campanha, de R$ 50 mil, da CBF. O deputado, que é vice-presidente do Vasco da Gama, negou que tenha recebido dinheiro. “Eu nunca recebo nada pessoalmente.”

Homenagem
O arcebispo emérito de São Paulo, cardeal dom Paulo Evaristo Arns, recebe, amanhã, da Unicamp, o título de doutor honoris causa. Concedido por proposta dos alunos da universidade, o título é conferido a pessoas que tenham contribuído de forma notável para o progresso das ciências, das letras e das artes, beneficiando a humanidade ou prestando relevantes serviços à universidade. Além de sua luta em defesa dos direitos humanos, dom Paulo, hoje com 79 anos, acumula importante atividade acadêmica, incluindo o título de doutor pela Universidade de Sorbonne, de Paris, com a qualificação “très honorable”.

Princípio$
Esta coluna se penitencia por, ontem, ter dificultado a compreensão dos leitores sobre a profundidade da declaração de Paulo Maluf no debate na TV Bandeirantes com a petista Marta Suplicy. E publica hoje, com a oração final, uma das pérolas do pensamento malufista: “Combater a corrupção não é só uma questão de princípios, é uma obrigação moral.”

Fábula
Um jornalista brasileiro que trabalha num site daqui e acaba de regressar da Europa voltou da viagem impressionado com a olímpica indiferença dos europeus em relação à Internet grátis. Em matéria de mundo virtual, o foco central na Europa está nos celulares WAP, que permitem o acesso à rede, e nos planos telefônicos. Além disso, é grande a concorrência entre as operadoras em busca de clientes.

Profissional
A Itália está reformando o serviço militar, que deixará de ser obrigatório. O objetivo é que todos soldados passem a ser profissionais, o que também ajudaria a reduzir o desemprego no Sul do país, onde é maior o número de jovens sem emprego. Para atrair recrutas, as Forças Armadas oferecem diversos benefícios, sendo as bolsas de estudo o principal deles. Soldados e oficiais são estimulados a fazer cursos de informática, línguas e ingressar na universidade. Muitos servem no exterior, em missões da Otan ou em forças de paz, como as sediadas em Kosovo, Bósnia, Moçambique, o que garante diárias em moeda forte.

Gestão ou atraso?
O presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, lançou ontem a pergunta: “O novo modelo de gestão que o presidente da Petrobras, Philippe Reichstul, leva ao Conselho de Administração é avanço ou é atraso?”. Reichstul disse que vai modelar a empresa em seis diretorias, sendo quatro de unidades de negócios e duas financeira e de serviços. Siqueira revela que o sistema de “unidades de negócios é ultrapassado e já foi abandonado pelos multinacionais concorrentes”.
O Conselho de Administração se reúne amanhã, durante o dia, no Rio, sob a presidência do ministro das Minas Energia, Rodolpho Tourinho.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJogatina
Próximo artigoCom-sotaque

Artigos Relacionados

Deputado bolsonarista: servidor não pode ser sacrificado

‘Sociedade acha que não é o momento da reforma administrativa’.

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Prorrogação da concessão sem pagamento de outorga.

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Últimas Notícias

Pitch Night Mulheres no Comando

Grupo de mulheres investidoras anjo autofinancia startup de tecnologia lideradas por elas mesmas.

Limite de R$ 1 mil para saques entre 20 h e 6h deve dividir opiniões

Crescimento de golpes obriga BC a adotar medidas restritivas Na tentativa de evitar fraudes, o Banco Central adotou esta semana duas medidas restritivas: limite de...

Brasileiros começam a descobrir a Mesa proprietária

No Brasil o conceito ainda é desconhecido para a maioria das pessoas, mas é possível ganhar dinheiro trabalhando como trader no mercado financeiro e...

China: US$ 1,47 tri em aeronaves nos próximos 20 anos

O mercado de aviação da China criará uma demanda de novas aeronaves comerciais avaliada em US$ 1,47 trilhão nos próximos 20 anos, informou uma...

Cerca de 51% das ações ordinárias da ES Gás serão vendidas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o governo do Estado do Espírito Santo e a Vibra Energia (antiga BR Distribuidora) assinaram,...