Isonomia

Ao se juntar ao DEM e também ir ao Supremo Tribunal Superior (STF) para impedir que a Contribuição sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos aumente de 9% para 15%, o PSDB alegou que o fazia em nome do “direito à isonomia”, já que a elevação do tributo se restringiu a um setor. Esta coluna aproveita a bonomia do tucanato para sugerir que o partido adote o mesmo procedimento em relação à isenção de pagamento de imposto de renda para investidores em títulos públicos, privilégio restrito aos estrangeiros por obra e graça do governo Lula. Caso o STF não garanta o mesmo benefício aos nacionais, o PSDB deveria insistir na retirada do mimo aos gringos.

Mapa da mina
Aliás, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, poderia se antecipar à ida do PSDB ao STF e revogar a isenção. Em entrevista no fim de 2007, Mantega revelou ter sido contrário ao privilégio, concedido pelo então ministro Antônio Palocci, mas que sua revogação era uma decisão delicada devido a eventuais reações do “mercado”. Pois o momento chegou. Com o “mercado” cobrando medidas fiscais enérgicas, já passou da hora de fechar esse ralo, que sequer apontou de onde viria a compensação equivalente à renúncia fiscal gerada por ele.

Fiscalização
O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) irá exportar conhecimento para o governo chinês. No último dia 9, uma delegação chinesa, composta por 11 técnicos da área de fiscalização e controle do governo central, visitou o órgão fluminense e conheceu como funciona o controle do TCE-RJ sobre as receitas de IPTU e ITBI dos municípios.

Aprendiz
A contratação de aprendizes por empresas parceiras do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) cresceu 122% em 2007, com 7,7 mil jovens inseridos em programas de aprendizagem. A Lei 10.097, de 2000, obriga empresas de médio e grande porte a contratar aprendizes em percentuais correspondentes de 5% a 15% do número de trabalhadores. Para Denise Salamani, gerente do Programa Aprendiz do CIEE, ao final de 2008 deverá ser superada a marca de 10 mil jovens em capacitação.

Pensamento crítico
O ex-deputado Milton Temer foi escolhido diretor-presidente da Fundação Lauro Campos (FCP),  vinculada ao PSOL. A fundação visa a tratar da teoria política e da cultura, para estimular o  “pensamento crítico comprometido com os valores do socialismo e da liberdade e promovendo o debate de propostas programáticas para a transformação social do país”. A FCP, que terá sede no Rio, homenageia o ex-senador Lauro Campos, falecido em 2003 e um dos principais estudiosos do marxismo no Congresso Nacional

Nossa fauna
Antigamente, o alerta para evitar que a raposa tomasse conta do galinheiro. No século XXI, a advertência é sobre o Lobão cuidar do apagão.

“Nuestra America”
Em comemoração ao segundo aniversário da posse do presidente da Bolívia, Evo Morales, a cônsul geral daquele país, Shirley Orozco Ramirez, realiza, no próximo dia 18, às 18h, a palestra “Bolívia: dois anos de revolução democrática e cultural”. Organizado pela Casa da América Latina, o evento acontecerá no ASA, na Rua São Clemente 155, fundos, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. O presidente da Casa, Raymundo de Oliveira, afirma que, durante o ato, será lançado o Manifesto de Solidariedade ao Povo Boliviano.

Chacrinha
Em seu Ex-blog, o prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, ataca o empréstimo que o Tesouro fez ao BNDES para ampliar os financiamentos do banco. “Como sempre: Governo Lula mente! Aumenta impostos e dias depois fala de um superávit financeiro! Usa MP para aplicar estes R$ 12 bilhões e ainda delega ao ministro da Fazenda as condições, tornando-as clandestinas!”. Viesse de um leigo em economia, a crítica poderia ser entendida como parte do jogo político. Como Maia é economista, é inaceitável a confusão que eles faz entre receita corrente (impostos) e superávit financeiro.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorRepública Velha
Próximo artigoDesconfiança
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.