Itaú e Bradesco lideram ranking de ‘Marcas Brasileiras Mais Valiosas’

Skol e Brahma vêm em terceiro e quarto lugares

114
Fachada Itaú (Foto: divulgação)
Fachada Itaú (foto divulgação)

A consultoria global de marcas Interbrand anuncia o lançamento do estudo “Marcas Brasileiras Mais Valiosas 23/24”, ranking que continua dominado por bancos e cervejas. Em primeiro lugar permanece o Itaú, com valor estimado em R$ 46,9 bilhões, seguido pelo Bradesco com R$ 27 bilhões, Skol com R$ 18,9 bilhões, Brahma com R$ 13,7 bilhões e Banco do Brasil com R$ 10,4 bilhões. Somadas, as 25 marcas que formam o ranking ultrapassaram o valor de R$ 156 bilhões, o que representa o crescimento de 2% na comparação com a edição anterior.

Entre as novidades no levantamento deste ano está a fintech Stone, ocupando a 12ª posição, com valor de marca estimado em R$ 1,8 bilhão. A análise compreende que a marca sustentou o crescimento do portfólio de produtos, a experiência e o vínculo com o público nos últimos anos, cenário que se traduziu na retomada de resultados financeiros ascendentes. Outra novidade é a Raia, que estreia já na 18ª colocação e o retorno da Arezzo, como 25ª marca mais valiosa do país.

No quesito crescimento em relação ao ranking anterior, o melhor desempenho é da Drogasil (14ª). Embora a marca permaneça na mesma posição, seu valor cresceu 19%, saindo de R$ 1,1 bilhão para R$ 1,3 bilhão. O estudo mostra que a companhia se estabeleceu como a marca mais forte de saúde do Brasil, com a expansão de lojas, serviços e a melhoria nos índices de lealdade do cliente e presença no dia a dia. Além disso, o investimento na construção institucional do grupo RD ajudou a impulsionar a força das marcas da holding.

Além da farmacêutica, outras três marcas apresentaram crescimento de dois dígitos que merecem destaque: Porto (14%), PagBank (ex-PagSeguro) (13%) e o Nubank (12%). Por outro lado, Renner (-11%), Havaianas (-11%) e Natura (-8%) apresentaram a maior queda.

Espaço Publicitáriocnseg

Em um ano marcado por enormes desafios, crescer se foi ainda mais difícil. Fatores como empatia, agilidade e confiança foram fundamentais para gerar resultados superiores.

Já o PagBank cresceu 13% no ranking das “25 Marcas Brasileiras Mais Valiosas 2024”, passando a ocupar a 21ª posição na classificação da Interbrand, com um valor de marca de R$ 728 milhões. Outra grande conquista recém-anunciada é a presença do PagBank entre as seis marcas mais valiosas do setor financeiro do país constantes do “Brand Finance Brasil 100 de 2024”, passando de 38º para 30º lugar no ranking formulado pelo Brand Directory, que lista as 100 maiores marcas do mercado brasileiro em 2024.

Em 2024, o PagBank também estreou no 46º lugar entre as “50 Maiores Marcas Brasileiras”, da Kantar BrandZ. Nesse ranking, o PagBank estreou na 46ª posição, com valor de marca avaliado em R$ 1,7 bilhão. A presença de fintechs tanto na classificação da Kantar quanto na da Interbrand e do Brand Directory demonstra a força da digitalização bancária e a aceleração de investimentos em tecnologia e marketing neste segmento financeiro.

O “Marcas Brasileiras Mais Valiosas” é promovido pela Interbrand e existe desde 2001. O estudo usa metodologia de avaliação de marca desenvolvida em parceria com a London School of Economics, analisa performance financeira, percepção e influência das marcas unidas aos consumidores. Este ano contamos mais uma vez com a Provokers para realizar uma pesquisa quantitativa que apoiou nossa análise de força de marca. Foram entrevistadas 1.000 pessoas, considerando homens e mulheres de todo Brasil acima de 15 anos de idade, das classes A, B e C.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui