Jogo viciado

A tentativa de legalização do jogo no Brasil sempre foi motivo de projetos que, de uma forma ou de outra, mofaram nas gavetas do Congresso. A pressa em retirar uma dessas propostas do limbo e tentar votá-la não pode ser dissociada dos efeitos da Operação Lava Jato. Com a proibição de doações – oficiais – das empresas, empreiteiras combalidas e o caixa 2 muito arriscado, sobra pouco espaço para políticos buscarem financiadores. Empresas de ônibus continuam na mira, pois mexem com dinheiro picado e pouco ou nenhum controle, mas não têm cacife para ocupar o espaço. A chegada da máfia dos jogos viria a calhar para aqueles que fazem da política um balcão de negócios. São muitos bilhões de reais que seriam movimentados, e não venha ninguém dizer que haverá fiscalização; nem em países mais experientes com a jogatina isto ocorre.

Ganhos com turismo e arrecadação de impostos são cortina de fumaça. O caixa 2 é o que importa. E com ele, a propina e a compra de interesses. Isto é que está em jogo.

Poliana

Para tristeza de O Globo e dos três economistas de bancos que fizeram a previsão otimista de crescimento de 2% do PIB em 2017, o G100 (Núcleo de Estudos do Desenvolvimento Empresarial Econômico que reúne 100 empresários e executivos e 20 economistas-chefe das mais importantes empresas do país) projeta um crescimento da economia para o ano que vem de apenas 0,7%.

Navegação perdeu o bonde

A empresa de navegação Posidonia Shipping (genuinamente nacional, apesar do nome) passou a fazer parte da Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (Usuport-RJ). Abrahão Salomão, sócio da companhia, vê com preocupação a baixa quantidade de navios efetivamente brasileiros.

A navegação fez com que o Brasil na década de 1970 fosse um dos maiores construtores de navios de marinha mercante do mundo. “O país perdeu o bonde para disputa no comércio internacional de contêineres, mas ainda dá tempo de entrar no páreo na movimentação de carga geral e a granel”, projeta.

O diretor-presidente da Usuport-RJ, André de Seixas, observa que alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (Efomm) não estão conseguindo embarcar em navios de bandeira brasileira. “Verdadeiramente empresas brasileiras de navegação estão sendo dizimadas e, junto com elas, nossa Marinha Mercante, que é umas das melhores do mundo”, diz.

Domingo fora do parque

O Projeto de Lei 3.659/2016, do deputado estadual Roberto Andrade (PSB), foi protocolado na Assembleia Legislativa de Minas (ALMG). O objetivo é permitir as atividades comerciais em todo o estado, independentemente de horário e dia – trocando em miúdos, domingo. A ideia é que a abertura ou não das lojas aconteça por livre iniciativa, o que garantiria a geração de mais empregos no setor.

Para a advogada da Fecomércio MG Manuela Dantas, a aprovação dessa medida seria extremamente favorável tanto para o comércio quanto para os trabalhadores. “A proposta moderniza a legislação, o que não significa precarizar os direitos do trabalhador. É um equilíbrio. Além disso, vai ao encontro das necessidades dos consumidores. Efetivamente são eles que ditam o mercado”, analisa.

Blecaute

O fim da venda de lâmpadas incandescentes já trouxe resultados: os preços das lâmpadas fluorescentes compactas e das de LED (especialmente estas) subiram, e muito; em alguns casos, até 50%.

Rápidas

O Shopping Jardim Guadalupe (RJ) terá Encontro de Games no próximo domingo. Mas deixe o joystick em casa. São jogos de tabuleiro, clássicos e modernos. O evento é gratuito e acontece sempre no terceiro domingo de cada mês, das 14h às 20h *** O Carioca Shopping realiza exposição das marcas olímpica e paralímpica Rio 2016 até 21 de julho *** O projeto Teia, que visa a estabilidade financeira de pessoas com transtornos mentais, foi o vencedor do Campeonato Nacional Enactus 2016, realizado semana passada em Fortaleza. A ação é capitaneada por alunos da Universidade Federal do ABC e acontece em dois centros terapêuticos da cidade de Santo André (SP) *** O Instituto Internacional de Psicologia Positiva ( IIPsi+), coordenado pela psicóloga Monica Portella, criou uma plataforma de ensino a distância (http://psicologiapositiva.eadbox.com/) com o objetivo de tornar mais acessível seus cursos regulares que abordam temas como Resiliência, Metas, Autoconfiança, Otimismo e Controle do Estresse *** Instituições e escolas de Petrópolis receberão o espetáculo Aventuras do Sapo Crôco, da Komedi Projetos, patrocinado pela GE Celma. Serão oito apresentações, gratuitas e abertas ao público em geral *** O desafio das regiões metropolitanas como âncoras de desenvolvimento é o tema da apresentação do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, durante o Almoço do Empresário da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio), nesta sexta-feira, na sede da ACRio *** A Feira Estétika e o 24º Congresso Científico Internacional de Estética estarão no Anhembi entre 21 e 24 de julho com as principais inovações tecnológicas e novidades de beleza e estética. São esperadas 28 mil pessoas e uma geração de negócios de R$ 80 milhões.

Artigo anteriorO ‘milagre’ irlandês
Próximo artigoPaz dos cemitérios
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Batendo palma para maluco dançar

CPI precisa ser ágil para não deixar governistas propagarem mentiras impunemente.

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Pacientes com Covid têm dificuldades a benefício por incapacidade

Nesta terça, Bolsonaro vetou PL aprovado pelo Congresso que dispensa carência do INSS para novas doenças.

Sauditas vêm visitar regiões cafeeiras do Brasil

Brasileiros convidaram os compradores árabes para visitar as lavouras locais no próximo ano.

Senado aprova MP que aumenta a tributação sobre lucro dos bancos

Como houve mudança no texto, medida volta à apreciação da Câmara.

Abertura de empresas cresceu 17,9% em março

Segundo Serasa, comércio alavancou alta do índice; MEIs registram aumento e representam a maior parte das empresas criadas.

Receita libera consulta a segundo lote de restituição do IR

Lote será o maior da história em valor e em número de contribuintes.