Latinos mudam hábitos de consumo após um ano de pandemia

Brasileiros são os líderes no crescimento das compras online e na higiene do lar.

De acordo com o mais recente estudo Barômetro Covid-19, realizado pela Kantar, líder global em dados, insights e consultoria, os latinos passam mais tempo com a família, fazem mais home office e estão mais conectados virtualmente do que o resto do mundo. Eles também comem menos comida saudável (18%) contra a 22% da média global e fazem menos compras online (24%) do que nos demais continentes (27%).

O estudo perguntou a 11 mil entrevistados de 21 países quais comportamentos estão adotando mais agora em comparação ao período anterior à pandemia.

Entre os povos latinos, os brasileiros foram os que mais incrementaram suas medidas de higiene dentro do lar para combater o novo coronavírus, com 36% da população mudando seus hábitos de higiene, contra 25% dos mexicanos e colombianos.

A Colômbia foi o país onde as pessoas passaram maior tempo em casa com a família (33%), seguido de México (30%) e logo atrás, Brasil (29%) e Argentina (28%).

O home office, método de trabalho que a população mundial se viu obrigada a adotar durante o período de isolamento social, deve seguir sendo praticado por alguns. Por exemplo, 29% dos colombianos e 23% dos argentinos seguem trabalhando de casa.

Durante a pandemia os canais digitais ganharam relevância em toda a América Latina, uma tendência que deve se manter no futuro. O Brasil foi o país que registou maior aumento de compras online na região, com 30% de incremento, enquanto a Argentina aparece em última posição, com 20%.

A pergunta feita aos entrevistados foi “Em comparação com o período antes da pandemia, quais comportamentos você está fazendo mais agora?”

“O isolamento social mudou a forma de comprar na América Latina. Entre os países da região, a Argentina era o país que tinha o canal de compras online mais desenvolvido antes da pandemia. Já Brasil e México eram os que apresentavam menor penetração desse canal. A pandemia serviu como um catalisador para o e-commerce no Brasil.”, comenta Luciana Piedemonte, Diretora de Brand & Commerce da divisão Insights da Kantar.

Outro dado relevante da pesquisa é que 28% dos colombianos levam uma vida mais saudável agora, se exercitando em casa, do que antes da pandemia, enquanto 23% dos mexicanos passaram a cuidar da alimentação e optaram por comer de forma mais saudável.

Pergunta feita aos entrevistados: Em comparação com o período antes da pandemia, quais comportamentos você está fazendo mais agora?

A pandemia trouxe novos ensinamentos e hábitos. De acordo com a pesquisa da Kantar, o nível de consumo online que foi alcançado durante o isolamento será mantido e, diante desse novo normal, as marcas terão que desenvolver novas estratégias para satisfazer o novo consumidor pós-Covid-19.

Leia também:

Nove em 10 escolas não retornaram ao presencial no ano letivo de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Queda na indústria atinge todos os grupos de intensidade tecnológica

Perdas no primeiro trimestre de 2022 vão de 2,3% a 8,7%.

Últimas Notícias

B 3 lança novos produtos para negociação de estratégias de juros

Operações são estruturadas de contratos futuros de DI, DAP e FRC

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Lucros das empresas subiram 55% no primeiro trimestre

Em abril, quase metade das categorias de trabalhadores não conseguiu repor inflação.

PIB dos EUA cai mais que previsto, porém inflação perde ritmo

Recessão não está descartada, segundo analistas.