Lava Jato no vermelho

A Operação Lava Jato devolveu à Petrobras R$ 1,034 bilhão surrupiados da estatal. Até agora, a empresa viu voltar aos cofres R$ 2,5 bilhões. O valor representa menos de 25% do que a Petrobras, de forma surpreendente, acertou pagar a especuladores dos Estados Unidos. O acordo foi fixado em US$ 2,95 bilhões, cerca de R$ 11 bilhões. E investidores brasileiros buscam na justiça daqui o mesmo benefício.

Não foi a única perda bilionária da Petrobras no exterior. Por conta de denúncias da Lava Jato, a estatal rescindiu contrato com a Vantage Drilling International em 2015. Em julho passado, a companhia norte-americana anunciou que ganhou a disputa, em tribunal de arbitragem, e vai embolsar US$ 622 milhões – equivalentes a R$ 2,36 bilhões, praticamente a mesma quantia que a brava equipe do Paraná conseguiu devolver à Petrobras.

 

O inimigo é outro

No ano passado, foram apreendidas 119.484 armas de fogo. Dessas, 94,9% não eram cadastradas no sistema da Polícia Federal (Sinarm). Entre as armas legais apreendidas, 13.782 tinham sido perdidas, extraviadas ou roubadas – o que equivale a 11,5% das armas apreendidas no período.

Números que derrubam a tese de que são as armas guardadas em casa que alimentam a violência. Em dez anos, 17 mil armas das firmas de segurança do Rio de Janeiro foram desviadas, segundo CPI da Assembleia Legislativa. Dado alarmante, mas sem grandes repercussões na mídia e nas ONGs.

 

Agricultura sustentável

O Rio de Janeiro vai receber na semana que vem dois cientistas que têm no currículo contribuições importantes para o meio ambiente e agricultura: o indiano Rattan Lal e o cubano Pedro Sanchez, ambos naturalizados estadunidenses.

Rattan Lal tem como bandeira a conservação do solo aliada à agricultura sustentável. “Nutrindo o solo, evitando revolvê-lo, fazendo rotação de culturas e cobrindo a terra com palhada, temos uma agricultura sustentável que reduz substancialmente os impactos da agricultura intensiva.”

O revolvimento excessivo da terra reduz o carbono no solo. Usando o plantio direto, o carbono nesta terra pode ser restaurado, tornando esses solos fontes de carbono, ajudando a reduzir a concentração de CO2 na atmosfera”, disse Lal, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2007 pelo trabalho no IPCC, de mudanças climáticas.

Pedro Sanchez foi agraciado com o World Food Prize em 2002. É professor de solos tropicais no Departamento de Ciências do Solo e da Água da Universidade da Flórida (EUA), sendo um dos maiores nomes em solos tropicais do planeta. Estima-se que 15 milhões de pessoas não enfrentam mais a fome graças ao trabalho de Sanchez, que direcionou esforços de governos e iniciativa privadas para providenciar fertilizantes e sementes híbridas para pequenos produtores.

Os pesquisadores estarão entre os mais de 3 mil profissionais de 130 países que virão ao Rio de Janeiro para o XXI Congresso Mundial de Ciência do Solo (XXI CMCS), organizado pela Embrapa.

 

Trintona

O Centro de Política e Economia do Setor Público da Fundação Getulio Vargas (FGVCepesp) realiza em 16 e 17 de agosto um simpósio em comemoração aos 30 anos da Constituição de 1988. Estarão presentes os professores Brasílio Salum Júnior, Pedro Dallari, Floriano de Azevedo Marques e Marta Arretche (USP); Marcus Melo (UFPE); Fernando Limongi e Luiz Felipe de Alencastro (FGV). Inscrição: http://eesp.fgv.br/evento/simposio-30-anos-da-constituicao-de-1988

 

Rápidas

A Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) fará no próximo dia 20 a 8ª edição do Abes Software Conference, no Espaço Trio Pérgola, na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo. Carlos Ayres Britto, ex-presidente do STF, fará a palestra principal. Informações: www.comarteventos.com.br/abesconference2018/index.html *** A exposição do artista urbano Fábio Ema continuará em cartaz até o final de agosto no Carioca Shopping. O Espaço Rua abrigará no mês uma Oficina de Grafite para alunos pré-inscritos *** A FMP/Fase realizará em Petrópolis o curso de extensão “Ciência, técnica e poder”. A ideia é discutir os problemas éticos e políticos causados pelo desenvolvimento *** No Dia dos Pais, às 17h, o samba tomará conta do West Shopping com show de Paulinho Mocidade *** A Unisuam recebe, no dia 23, às 19h, a 18ª edição do Ciclo de Casos de Destaque no Marketing da Associação Brasileira de Marketing e Negócios (ABMN). Será na Unidade Bonsucesso (Av. Paris, 84, RJ).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preço do diesel avança pelo quarto mês consecutivo

Combustível ultrapassou R$ 4 em fevereiro e os dois tipos, comum e S-10, registraram valores acima de todos os meses de 2020.

Antítese da véspera

Ontem o dia foi completamente diferente da terça-feira, em que começamos o dia raivosos, suavizando mais tarde.

Rio fecha bares à noite e adota toque de recolher

Bares e restaurantes agora só podem funcionar das 6 às 17h; em SP, diretor do Butantan defende que estado seja colocado em fase mais restritiva.

PEC emergencial e pedidos por seguro-desemprego

Mercados europeus fecharam mistos na quarta-feira; indicadores da Zona do Euro tiveram desempenho acima do esperado.

Setor de eventos terá parcelamento e isenção de impostos

Projeto foi aprovado pela Câmara e segue para o Senado.