Lava Jato tira Brasil da liderança na América Latina

Ranking da construção traz pela primeira vez chilenos no topo e mostra crescimento de empresas europeias na região.

Em duas ocasiões, recentemente, falamos dos prejuízos ao Brasil causados por uma política equivocada, de viés ideológico, que alijou as empresas brasileiras das grandes obras de engenharia, especialmente na América Latina, região em que o potencial, pela proximidade, é maior. A decisão do BNDES de paralisar o programa de financiamento de exportação de serviços levou à suspensão de repasses no valor de US$ 11 bilhões de projetos já aprovados. É mais um efeito – perfeitamente evitável – da Lava Jato e da fúria contra as empreiteiras, que fez desabar o setor no Brasil, com perda de centenas de milhares de empregos.

O resultado pode ser visto no ranking com as 50 maiores empresas de engenharia e construção da América Latina, conhecido no mercado como CLA50, publicado pela revista Construção Latino-Americana (CLA) desde 2011. Pela primeira vez, as empresas brasileiras que integram o índice não conseguiram manter o Brasil no topo. Com faturamentos somados de apenas US$ 5,44 bilhões, as companhias nacionais ficaram atrás das chilenas, que somaram US$ 6,06 bilhões na lista de 2019 (com base no faturamento do ano passado). Em 2015, a participação brasileira no CLA50 foi de US$ 36,5 bilhões.

No vácuo criado pela Lava Jato, entraram empresas europeias. A espanhola Sacyr ficou com o segundo posto, e a portuguesa Mota-Engil se colocou em quarto, três posições acima do ranking anterior. A América Latina foi a região que mais contribuiu para o faturamento do grupo (38%).

A Odebrecht que sempre liderou o levantamento, perdeu a posição para a chilena Sigdo Koppers e nem aparece entre as dez mais. Brasileiras, no Top 10, só a MRV Engenharia (terceira) e a Mendes Júnior (sétima).

 

Latinos doloridos

A dor crônica afeta um em cada dez adultos no mundo. Na América Latina, estima-se que três em cada dez pessoas sofrem desta condição. Isto deve querer dizer alguma coisa, só não sei o quê.

A propósito, 17 de outubro é o Dia Mundial de Combate à Dor.

 

Efeito colateral

Ramón Fonseca e Jürgen Mossack, os fundadores do escritório de advocacia que está no centro dos Panama Papers, são os alvos de uma investigação federal nos Estados Unidos, de acordo com novos documentos judiciais que vieram à tona a partir de uma tentativa dos fundadores do escritório de advocacia panamenho Mossack Fonseca de interromper a transmissão, pelo Netflix, do filme The Laundromat, que deve chegar às telas nesta sexta-feira. A obra é inspirada nos Panama Papers, baseada em um livro do repórter Jake Bernstein.

 

Filho pródigo

O Refis criado pelo Governo Bolsonaro apenas para inscritos na Dívida Ativa e classificados nas piores posições (C e D) parece punição para quem deve, mas não está falido nem dilapidou o patrimônio. Desse jeito, volta à mesa a máxima de Delfim Netto: dívida nova a gente deixa ficar velha e dívida velha a gente não paga.

 

Garrote

Enquanto o estoque de crédito para grandes empresas caiu 10,2% entre 2015 e 2018, o estoque para micro, pequenas e médias empresas teve recuo acumulado de quase 50%. Os dados são do Banco Central.

 

Rápidas

Na próxima segunda, às 10h, a Associação Comercial de Santos receberá o encontro regional realizado pela Federação das Associações Comerciais (Facesp), que reunirá as 20 associações do litoral paulista *** O chef Romano Fontanive, do Gabbiano (Barra da Tijuca, RJ), criou um projeto de reaproveitamento de alimentos. Ele recupera a comida, higieniza e transforma em molhos e compotas. Para isto ele está recolhendo potes de vidro com tampa metálica de qualquer tamanho. Interessados em contribuir podem entrar em contato pelo telefone (21) 3153-5529 *** O Caxias Shopping exibe até dia 30 a ExpoArte Artesanato Mundial *** Walter Longo lança O Fim da Idade Média e o Início da Idade Mídia (Ed. Alta Books), no dia 30, a partir das 18h30, na Livraria da Vila, no Shopping JK Iguatemi SP *** Neste sábado, o Shopping Grande Rio apresentará roda de conversa sobre prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e um baile de dança fit *** De 23 a 27 de outubro, acontece pela primeira vez no Brasil, no Rio, o EO LACademy, evento criado pela EO (Entrepreneurs’ Organization) *** O Supermercados Mundial registrou um aumento de 32% nas vendas pelo aplicativo da rede de agosto para setembro, durante a campanha de aniversário. Ao todo são mais de 150 mil clientes ativos no app.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Guedes esperava muito da educação

Setor educacional prometeu, mas ainda não cumpriu.

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

Últimas Notícias

Câmara rejeita ‘PL antiterrorismo’

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira a urgência para votar o Projeto de Lei (1595/19) que cria uma polícia política que permite ao...

Programa AceleraD’Or de Mentoria entra em fase decisiva

Em fase decisiva para a escolha das 10 empresas participantes do projeto, o Programa AceleraD’Or de Mentoria, patrocinado pela D’Or Consultoria, teve repercussão positiva...

Aconseg-RJ mostra um 2022 promissor para as assessorias

Em reportagem especial da edição, os executivos confirmam a rápida resposta do setor e sua adequação aos tempos de desafios que foram superados com...

Inovação em Seguros concederá NFTs a vencedores

Uma das novidades do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros, promovido pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), será a concessão...

Anbima projeta taxa de juros em 11,75% em 2022

A taxa de juros deve voltar a dois dígitos no início do próximo ano e chegar em 11,75% no mês de maio, de acordo...