Leão só ruge para presas fáceis

A coluna não quer fazer coro à ladainha de que o brasileiro paga muito imposto, blá blá blá – pois a generalização esconde o sujeito: paga muito quem, cara-pálida? O Itaú vai distribuir quase R$ 6 bilhões a seus acionistas, aproximadamente metade deste valor só para as três famílias que controlam o banco, sem que eles precisem recolher um centavo de Imposto de Renda.

Mas isso não tem relação com as críticas constantes aqui feitas à Receita e a sua árdua tarefa de repassar ao contribuinte o trabalho que deveria ser feito pelo Leão. Nesta terça-feira, foi publicada no Diário Oficial a Instrução Normativa RFB 1.821, que altera multa regulamentada pela IN 1.422, de 2013, no caso de empresas tributadas pelo lucro presumido, arbitrado ou imunes/isentas. Essa multa é aplicada quando há descumprimento de obrigação acessória ou quando se cumpre com incorreções ou omissões.

Obrigação acessória não é pagamento de imposto, nem quem a descumpre é sonegador. Trata-se, como o nome entrega, de deveres impostos (desculpe o trocadilho) ao contribuinte, sem lei ou qualquer controle. Na maioria das vezes, tão confusos que tornam a carga tributária leve diante do trabalho necessário para mostrar que o pagamento devido foi feito. São criadas aos montes, todos os dias, pelas receitas federal e estaduais. Que parecem partir do princípio que todos são sonegadores até provarem o contrário.

As multas estabelecidas para quem não cumprir as obrigações são pesadas. No caso da norma baixada nesta terça, chegam a 0,5% do valor da receita bruta da empresa, 5% sobre o valor da operação correspondente, 0,02% por dia de atraso, limitada a 1%, calculada sobre a receita bruta, nos casos em que não forem cumpridos os prazos estabelecidos para apresentação dos registros e respectivos arquivos.

 

Avestruz

A mídia local escondeu, ou pensou que poderia esconder, o ato Lula Livre, realizado sábado no Rio de Janeiro. O Jornal Nacional só mencionou o assunto para enfatizar que o TRE investiga se foi campanha eleitoral antecipada. Pois jornalões estrangeiros, como The New York Times e Washington Post, noticiaram sem problemas, destacando a multidão que compareceu (80 mil, segundo o NYT) e a importância dos artistas que participaram.

 

Sala de aula

A entrevista de Jair Bolsonaro bombou na internet. No Twitter, muitas postagens ironizavam o deputado federal e diziam que ele não deveria concorrer à Presidência, e sim estudar para o Enem dada a sua falta de conhecimentos gerais.

 

Para tudo há um limite

Nota do Ministério do Trabalho destaca que “pesquisa do IBGE mostra recuperação gradual do emprego e renda” e complementa que “reforça o que o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho vem apontando mensalmente: um crescimento gradual do emprego e da renda dos brasileiros”.

A pesquisa do IBGE mostrou que o número de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada (excluídos os trabalhadores domésticos) caiu em 497 mil pessoas em 12 meses. O Caged acompanha justamente esses trabalhadores. Para o Governo Temer, enganação não tem limites.

 

Rápidas

Pesquisa mostra que 48% dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo caíram no ranking de qualidade de vida ao considerar os aspectos de mobilidade. O estudo “Acessibilidade e bem-estar: medindo algumas das privações da dimensão da mobilidade” (disponível em http://escolhas.org/wp-content/uploads/2016/09/acessibilidade.pdf), realizado pelo Centro Mackenzie de Liberdade Econômica e Universidade Federal do ABC, será debatido nesta quarta, às 16h, no Rio de Janeiro (Rua Lopes Quinta, 303 – Jardim Botânico) *** O Iguatemi São Paulo e o JK Iguatemi promovem o Body&Soul, evento que tem como foco jornadas de autoconhecimento, meditação, bem-estar e saúde, todas as terças-feiras, de 7 de agosto a 18 de dezembro *** Os fãs de tecnologia e jogos contarão, no Shopping Jardim Guadalupe, de 4 a 26 de agosto, com o evento Family Geek Brasil, com a presença de quadrinistas, ilustradores e escritores *** Nesse domingo, o Caxias Shopping recebe a primeira edição do mês da feira com produtos agrícolas cultivados de forma natural *** De 4 a 10 de agosto, o Centro Cultural da Justiça Federal recebe a 1ª Mostra Coreana do Rio de Janeiro. A entrada é gratuita. O CCJF fica na Avenida Rio Branco, 241, Centro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

Ibovespa futuro sobe no momento, mas com muita cautela

No exterior, Bolsas globais recuam em meio a preocupações com a inflação nos EUA.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.