Lei da selva

A Telefônica Celular está tratando os assinantes em desacordo com o Código do Consumidor. De acordo com informações dadas pela funcionária da empresa através do número 1404, a Telefônica Celular bloqueia o telefone com 15 dias de atraso na conta. Isto fere o Código do Consumidor que, em seu Artigo 22, determina que serviços essenciais (água, luz, telefone) “são ininterruptos e contínuos”, portanto não podem ser cortados. Além disso, o corte está sendo executado sem comunicação prévia. O presidente da Associação Nacional de Assistência ao Consumidor e Trabalhador (Anacont), José Roberto Soares de Oliveira, já processou as concessionárias de água e luz e afirma que obrigou o prestador de serviço de telefonia a indenizar um consumidor e a desbloquear o seu aparelho. No endereço da Anacont (www.anacont.org.br), Oliveira deixou preparada carta com termos jurídicos próprios, na qual avisa ao prestador de serviço essencial como e porque está ferindo a lei e por isso será processado, caso se recuse a voltar imediatamente a manter a prestação de serviço.

Isenção
Convênio ICMS 44, publicado ontem no Diário Oficial da União, autoriza os estados a conceder isenção de ICMS para importação de máquinas e equipamentos, sem similar nacional, efetuada por empresas jornalísticas e editora de livros. Aparelhos destinados a radiodifusão receberam o mesmo benefício.

Apagão
Motoristas  mais gaiatos já estão achando que o telão que a Ponte S/A instalou em cima das cabinas de pedágio da Ponte Rio-Niterói –  mais uma forma da concessionária faturar com a publicidade – é, na verdade, uma televisão para os usuários passarem o tempo enquanto mofam nas cada vez maiores filas de pedágio. Quarta-feira à noite, apenas quatro cabinas atendiam aos motoristas, provocando engarrafamento até a Ilha de Mocanguê – isso às 22h30. Mas, talvez como homenagem à Telemar, principal anunciante, o telão não estava funcionando, para frustração dos telespectadores involuntários.
Show
Por falar em telão, quem espera que a Prefeitura do Rio cumpra o prometido e retire as propagandas feéricas que infestam as ruas da Zona Sul deve esperar sentado. No telão do final do Humaitá, próximo à Lagoa, um dos anúncios era justamente da Prefeitura.

Nos trilhos
No próximo dia 6 serão inaugurados os 410 km do primeiro trecho da Ferronorte, ligando Aparecida do Taboado (MS) a Alto Taquari (MT). A ferrovia já opera a partir de Chapadão do Sul (MS), no km 291, e a conclusão dos 410 km da obra cria um corredor ferroviário até São Paulo de 1.310 km, ao se juntar aos 900 km da Ferroban, ex-Fepasa. A Ferronorte abre caminho para o escoamento da produção do Centro-Oeste, onde se concentram grandes lavouras de soja, milho e arroz. A previsão dos técnicos é de que o tráfego de carga pela ferrovia atinja 10 milhões de toneladas em 2003.

Disque-bug
O Ministério do Orçamento e Gestão – tratado, inclusive oficialmente, como MOG – criou uma linha de discagem direta gratuita (0800 610600) para prestar informações sobre o bug do milênio. Também foi preparado um guia para orientar pequenos e micro empresários sobre o que fazer para adaptar seus computadores. Segundo o ministério, o Governo vem se preparando para enfrentar eventuais problemas com o bug do ano 2000 e já adequou 90% dos sistemas críticos. A preocupação agora é com estados, municípios e instituições públicas ou privadas de interesse público.

Clientela
O novo ministro da Justiça, José Carlos Dias, tinha, entre seus clientes, o banqueiro Salvatore Cacciola, do Banco Marka. Dias, ao assumir, largou oficialmente os processos que patrocinava.

Ultimato
Talvez animados com o recuo do Governo na greve dos caminhoneiros, os integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) aproveitou para dar ontem um ultimato: ou o governo atende suas reivindicações até o início de agosto ou será iniciada uma nova onda de ocupações no país. Está prevista para daqui a um mês a chegada a Brasília de uma grande marcha nacional promovida pelo MST. O Movimento quer voltar a negociar diretamente com FH.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTiro nӇgua
Próximo artigoTiazinha no BNDES

Artigos Relacionados

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico