Leão pequeno

Segundo estimativa da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), mais de 200 mil empresas entrariam no Refis – programa para empresas em débito com a União – caso ele fosse reaberto. Em 2002, a arrecadação com o programa foi de R$ 1,79 bilhão, contra R$ 1,81 bilhão em 2001. O Congresso discute a reabertura do Refis, que constava de Medida Provisória 66, mas acabou vetada por FH. Para a tributarista Fabiana Del Padre Tomé, do escritório Barros Carvalho Advogados Associados, “a nova proposta do governo, de priorizar micro e pequenas empresas, pode deixar de fora do programa empresas contribuintes que deixaram de aderir ao programa anterior por falta de informações e que teriam condições de regularizar sua situação perante o Fisco”. E conclui: “Com essa medida, a arrecadação não chegará aos níveis esperados pelo governo”.

Parceria
O presidente da Associação Brasileira da Mandioca (Abam), Maurício Yamakawa, quer o empenho do Governo do Paraná para elaboração de uma política de incentivos para a cadeia produtiva da raiz. O objetivo é estabelecer um plano de ação que englobe de aspectos ligados à produção de matéria-prima (incluindo pesquisa, assistência técnica, linha de crédito, e outros) ao desenvolvimento do segmento industrial, a partir do incentivo à pesquisa e novas tecnologias, e à prospecção de novos mercados, visando a valorização da cultura. O estado é o maior produtor de amido de mandioca.

Guarda-chuva
O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, irá destinar ao governo estadual recursos da ordem de R$ 100 milhões para investimentos no combate à violência. Deste total, cerca de R$ 60 milhões serão destinados à compra de equipamentos para a polícia e treinamento dos policiais. O restante será destinado para a transferência do complexo de presídios da Frei Caneca para uma área mais distante do Centro da cidade. O convênio, chamado de “guarda-chuva”, não é a primeira ajuda financeira que Cesar Maia dá ao estado. Durante a gestão do ex-governador Marcello Alencar, a Prefeitura destinou US$ 50 milhões para o governo estadual.

Pelo diploma
No próximo dia 7 de abril, a Câmara dos Deputados realiza sessão solene em homenagem ao Dia do Jornalista e em apoio à luta da categoria para garantir a manutenção da regulamentação da profissão. Solicitado pela deputada federal Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o ato coincidirá com o Dia Nacional de Luta em Defesa da Regulamentação da Profissão de Jornalista, decretado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e pelos sindicatos de jornalistas contra a decisão da juíza substituta da 16ª Vara da Justiça Federal, Carla Rister, que suspendeu a exigência de diploma para exercer a profissão.

Novo sotaque
Diante das incertezas sobre o futuro de uma operação de telecomunicações com sotaque em inglês, já tem funcionário estudando italiano de olho nos virtuais novos donos da empresa.

Marketing duvidoso
Atividade nem sempre civilizada, o trote acadêmico está ganhando ares empresariais. Há poucos dias, alunos da Universidade Santa Úrsula que submetiam calouros aos seus caprichos vestiam camisetas com o nome de um patrocinador. O risco é vincular o nome, ainda que não a tragédias como a da USP, no mínimo, a práticas constrangedoras e de mau gosto.

Em boca fechada…
Durante entrevista coletiva no intervalo da reunião do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, da qual participou o vice-presidente da República, José Alencar Gomes da Silva, um jornalista perguntou sobre a ligação da Alca com aspectos sociais e ambientais, e não apenas comerciais. O representante do conselho disse o que pensava. Alencar optou pelo silêncio.

Artigo anteriorSexta-feira gorda
Próximo artigoFarinha pouca
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

A Disneylândia espacial dos trilionários

Jornada nas estrelas escancara a desigualdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação cresce, mas só com produtos pouco elaborados

Superávit de quase US$ 7 bilhões até a quarta semana de julho.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Os ventos estão mudando

Por Afonso Costa.