Licitações

Para o prefeito do Rio, Cesar Maia, o Governo do Estado pagou caro pelos laptops para a área de Educação. Em seu Ex-blog, Maia diz que o site Submarino vende computador com configuração similar ao comprado pelo estado e ao adquirido pela Prefeitura. Este sai por R$ 1.899 no site, mas a cidade pagou 19,33% menos (R$ 1.532). Já o laptop com configuração similar à do Governo Cabral custa R$ 1.596 no submarino, mas o estado pagou R$ 1,9 mil, um preço 17,42% mais caro, pelos cálculos do prefeito.

Marcha a ré
O presidente da Federação de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), Lelis Marcos Teixeira, admitiu, sem citar nomes, haver empresas do setor em dificuldades financeiras com a aprofundamento da crise internacional: “Há uma preocupação do setor em relação ao crédito. Temos empresas filiadas que já não vinham bem. Com o aprofundamento da crise, a situação delas pioraram. O setor depende de crédito, mas o BNDES pode minorar esse impacto negativo”, argumentou.

Altas
A inadimplência no comércio lojista da cidade do Rio de Janeiro aumentou 1,7% em outubro em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com os registros do Serviço de Proteção ao Crédito do Clube de Diretores Lojistas (CDL-Rio). O registro de dívidas quitadas, que mostra o número de consumidores que colocaram em dia suas compras atrasadas, aumentou 10,9% e as consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito cresceram 13,5%. No acumulado do ano, em relação ao mesmo período de 2007, a inadimplência, as consultas e as dívidas quitadas subiram, respectivamente, 2,1%, 11,9% e 9,7%.

Remédio
O fundador da Prestwick Chemical e autor do livro The Practice of Medicinal Chemistry, Camille Wermuth, está no Brasil para participar do 2º Encontro Nacional de Inovação em Fármacos e Medicamentos (EniFarmed), que termina nesta quinta-feira, em São Paulo.

CVC
A 5ª Vara Empresarial do Rio concedeu liminar à Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj na ação que move contra a agência de viagem CVC Tour, determinando que a empresa retifique a publicidade de oferta de cruzeiros para a temporada 2008/2009, com ofertas que não correspondem ao anunciado. Caso a empresa não cumpra a determinação num prazo de 30 dias, estará sujeita a multa diária de R$ 3 mil.

Prova dos noves
A cerimônia de posse do advogado Arthur Badin na presidência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) foi concorrida, com presença de advogados e especialistas, mas empresários ficaram de fora. Grandes empresas fizeram pressão contra a indicação de Badin. No Senado, a indicação demorou quase cinco meses para ser aprovada. Ele terá uma chance de mostrar seu estilo na análise da compra do Unibanco pelo Itaú.

Sabores
A Unilever está investindo R$ 12 milhões em campanha para anunciar novidades da bebida à base de soja AdeS para o verão. A marca contratou a atriz Priscila Fantin para lançar mais quatro sabores: manga com maracujá, frutas cítricas, pêra com menta e pêra com menta zero. A campanha foi criada pela Ogilvy. Somente neste ano, a Unilever investiu mais de R$ 90 milhões em novidades.

Verde em alta
Os vinhos verdes já ocupam a segunda posição no mercado exportador vinícola de Portugal, atrás apenas do Porto. Entre 2002 e 2007, as vendas externas daquele produto cresceram 67%. Ano passado, elas somaram, 17 milhões de garrafas. O Brasil é o sexto destino das vendas dos verdes lusitanos, importando 1 milhão de garrafas/ano, correspondente a 6% das exportações.

A vez dos brancos
Embora os vinhos verdes ainda sejam associados aos tintos, estes, atualmente, detêm uma fatia de apenas 26% desse mercado. Nos últimos anos, foram ultrapassados pelos brancos (65%). Rosados, especiais  e mostos somam 9%. Iniciada em 1908 em Portugal, a produção do verde localiza-se no Norte do país, espalhada por 34 mil hectares, reunindo 30 mil produtores e 600 engarrafadores. Anualmente, a região produz 60 milhões de garrafas.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorA ver navios
Próximo artigoMalan, o crédulo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

MPEs veem oportunidades geradas pela crise

Principal mudança foi alocação de recursos para trabalhar e atender remoto, seguida por investimentos em tecnologia para vendas não presenciais.

Mudança de sinais

Terça começou tensa para os mercados de risco no mundo; hoje, a expectativa para o dia é de Bovespa seguindo em recuperação.

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

PEC fiscal e lockdown ficam no radar em dia de PIB

Em Nova Iorque, as pressões dos treasuries e a queda das companhias de tecnologia tiveram forte impacto nas Bolsas.