Liga “pro” meu celular

A população mais nova na Finlândia – e por novo entenda-se quem tem menos de 40 anos – não quer mais saber de linhas de telefone fixo. Utilizam apenas o celular e a linha tradicional é encarada apenas como um custo a mais, com destino semelhante ao das vitrolas ou dos videocassetes.
Talvez já de olho na tendência – que para deslanchar no Brasil depende ainda da melhor qualidade na cobertura das teles celulares – a Telemar amplia a união da sua operadora móvel Oi com as linhas fixas e acesso à Internet. A empresa oferece pacotes com ligações fixo-fixo ilimitadas e vantagens em ligações de celulares e acesso à rede de computadores.

Via IP
Ainda na Finlândia, outra ameaça à telefonia convencional: a Nokia investe, para empresas, na linha e-series. Os aparelhos, no mercado no início de 2006, miram o envio e recebimento de e-mails e a voz sobre IP (VoIP), sentença de morte para o DDD e DDI.

Estatística Mandrake
As eleições da Bolívia não resultaram apenas na possibilidade de uma profunda mudança de paradigma de governança daquela sociedade. Deixaram a nu também mais um erro grosseiro das pesquisas, que davam uma diferença de apenas cinco a seis pontos entre o primeiro e  o segundo colocados. Confirmada a diferença de 11 a 12 pontos, a defasagem chegará a 100%. A lição é particularmente útil nesses dias em que os mesmos institutos recorrentes em erros tão grosseiros quantos os perpetrados na Bolívia empinam candidaturas no Brasil, para montar um segundo turno dos sonhos da banca.

Lulismo?
Como alertam, no entanto, os recentes resultados eleitorais em todo o mundo, é preciso ver se, no governo, Evo Morales aplicará o programa sufragado nas urnas. Ou, a exemplo, de outros estelionatos eleitorais, permitirá um recall para as políticas derrotadas pelos bolivianos.

Século XXI
Italo Pesce, habitual colaborador desta página de Opinião do MM, recebeu, pelo segundo triênio consecutivo, o prêmio “Revista Marítima Brasileira”, relativo ao triênio 2002-04, pelo trabalho “Uma Marinha oceânica para o Século XXI”.

Com técnica
Candidatos a empreendedores contarão, a partir de 2006, com um programa de computador para ajudar a escolher o ponto comercial. A ferramenta, oferecida pelo Sebrae, municia o empreendedor com dados socioeconômicos sobre a região onde ele pretende investir. De acordo com o gerente da Unidade de Atendimento Individual do Sebrae Nacional, Ênio Duarte Pinto, o software revelará, por exemplo, qual a escolaridade das pessoas que moram no bairro, quantos estão cursando universidades, qual a renda média das famílias, além de dados jurídicos, como quantas papelarias (concorrentes) funcionam no bairro e sua localização geográfica.
Informações de 1.058 municípios brasileiros já foram digitalizadas no software, que utiliza dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e de outras vinte fontes secundárias, atualizadas mensalmente.

Sorvete retrô
Depois de cinco anos na geladeira, a promoção Palito Premiado foi relançada pela Kibon, quinta-feira passada. A promoção, que teve sua primeira edição, em 1962, com o nome de Palito Marcado, garante o direito de chupar um picolé àquele que comprar um sorvete com a marca da promoção. Até 28 de fevereiro, quando acaba a oferta, serão distribuídos 3 milhões de palitos premiados. De olho no verão, que concentra 70% do mercado brasileiro de sorvetes, a Kibon vai investir R$ 6 milhões para relançar a premiação.

Prejuízo aéreo
A Air France faz na linha Rio-Paris uma operação matemática em que poltronas coladas umas nas outras, duras e estreitas resultam em maior lucro. A soma, porém, pode ter uma derivativa não prevista: levar os passageiros a desistir do único vôo direto entre o Rio e a França e optar por um pouco mais de conforto na viagem de 10 horas, mesmo tendo que fazer escala em São Paulo.

Artigo anteriorTELECOMUNICAÇÕES
Próximo artigoEntranhas
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

Mudar preços implica parar venda de refinarias

Mercado financeiro cobrará deságio, e Petrobras precisa de ativos para poder operar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

IGP-M acumula inflação de 28,94% em 12 meses

Segundo FGV, taxa ficou em 2,53%, em fevereiro, após registrar 2,58% em janeiro.

Confiança do comércio tem leve alta em fevereiro

Segundo a FGV, é a primeira alta depois de quatro quedas consecutivas.

Balanço melhor que o esperado da Petrobras anima mercado nacional

Hoje, no exterior, Bolsas mundiais operam sem direção única.

O futuro está nas criptomoedas?

Quarta foi de intensa volatilidade nos mercados externos; por aqui com justificativa, ainda em função do imbróglio de Petrobras e Eletrobras.

Preços dos carros mais vendidos subiram 9,4% em média em um ano

Com 18,23% de variação, Renault Kwid foi o que mais subiu de preço entre os 13 mais vendidos.