Limite para dívida é desculpa para vender estatais

Proposta se junta aos fracassados Teto dos Gastos e cortes de despesas para diminuir déficit.

A proposta em gestação na equipe econômica de criar um “teto” para a relação dívida/PIB é um verdadeiro ato radical contra a retomada da economia. A ideia dos sábios é determinar que, atingido o limite, sejam vendidos ativos estatais. Como estamos falando de bilhões de reais, não é o caso de se desfazer do prédio sem uso na esquina; dando nomes aos bois, trata-se de vender na bacia das almas Banco do Brasil, Caixa e Petrobras.

Como não se pode acreditar que os integrantes da equipe sejam ignorantes em matéria da economia, a explicação é que se pretende conseguir do Congresso uma autorização permanente para vender empresas, por motivos de radicalismo ideológico ou outros ainda menos nobres.

Em um momento em que o país flerta com a depressão econômica, criar um limite assim é um verdadeiro atentado contra o país.

 

Do projeto ao financiamento

O lançamento de uma ferramenta de gestão projetos de arquitetura para a elaboração e controle de orçamento e comissões para os arquitetos com meio de pagamento será o primeiro passo de Felipe Zullino, ex-sócio e VP de Desenvolvimento de Negócios e Marca da Creditas, na Archademy, plataforma de negócios em arquitetura do Brasil.

O executivo vai ser responsável pelo desenvolvimento da área de serviços financeiros. Mais à frente, será lançada uma linha de crédito para que os clientes possam financiar suas reformas. “Estamos estruturando todo o braço de fintech que completará o portfólio da Archademy, que hoje oferece coworking, eventos e programas de capacitação”, explica Zullino.

Hoje a comunidade Archademy conta com 50 mil arquitetos, o que representa 30% do mercado brasileiro.

 

Webinar

Carlos Lessa: vida e obra” é o webinar que o Instituto de Estudos sobre o Rio de Janeiro (Ierj) realizará nesta terça-feira, às 15h. A homenagem ao grande economista, falecido no último dia 5, será feita por Clélio Campolina, ex-reitor da UFMG; Darc Costa, presidente do Instituto Brasilidade; Fábio Sá Erp, IE/UFRJ; e Mauro Osório, FND/UFRJ.

 

Livre informação ameaçada

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) protesta contra as agressões físicas e morais efetuadas pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul a repórteres do jornal Em Questão, de Alegrete, semana passada. “Os jornalistas exerciam sua atividade profissional, buscando informações de interesse público, e nada houve que justificasse a truculência. Além de ofenderem e atacar a integridade física dos repórteres, os integrantes da Brigada Militar atentaram contra o direito dos cidadãos de serem livremente informados”, diz a nota da ANJ.

 

Guerra semiótica

O erro que levou #FechadoComBolsonaroAte2016 aos primeiros lugares no Twitter mostra as limitações do uso de robôs. No fim de semana, pessoas reais – fãs de K-pop e usuários do TikTok – detonaram a campanha de Trump, que já não surfa nas redes como antes.

 

Rápidas

O IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio faz webinar gestão de produtos digitais de sucesso nesta quarta-feira, às 19h. Inscrições aqui *** Como evitar acidentes e contágio? É o que a Aasp debaterá nesta terça-feira, às 17h, no webinar “Acidente de trabalho e a pandemia” *** “O desafio das aulas remotas e a escola pós-pandemia – Uma visão além do intelecto” é o tema do 22º Congresso Internacional de Educação da LBV, que ocorrerá em 29 e 30 de junho e 1º de julho, às 19h30, no formato de webinar. Inscrições aqui *** Durante maio o app NuWay Dental teve aumento de mais de 4.000% no número de orientações odontológicas *** Bosisio Advogados realiza nesta quarta, às 13h, webinar com o advogado suíço Marco Del Fabro, especialista em Direito Desportivo. O evento será transmitido no canal do escritório no Youtube *** “O IAB no combate à pedofilia e à cyberpedofilia” será o webinar nesta quarta-feira, a partir das 10h, organizado pela Comissão da Mulher do IAB. Na quinta-feira, às 10h30, também no canal do IAB no YouTube, o debate será sobre “Forças Armadas como poder moderador?” *** A primeira feira de artesanato virtual Patchwork Arte e Design, que acontecerá de 27 de julho a 1º de agosto, está com inscrições abertas para expositores.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Bacen chinês enfatiza importância de apoio financeiro à economia real

O banco central da China disse nesta quarta-feira que irá construir um mecanismo eficaz para fornecer apoio financeiro à economia real.

Ambiente de negócios chinês aumenta confiança de empresas estrangeiras

Os esforços da China no aprimoramento do ambiente de negócios aumentaram a confiança das empresas estrangeiras, fortalecendo as suas determinações em expandir o investimento na China, segundo o Conselho Chinês para Promoção do Comércio Internacional (CCPIT).

Sudeste teve alta de 5% nas vendas por internet em maio ante abril

Considerando a mesma base de comparação, o faturamento do setor também cresceu: 7%.

Marca chinesa de automóveis de luxo Hongqi abre 1º showroom em Israel

A concessionária de carros israelense Samelet Group abriu nesta terça-feira o primeiro showroom da marca chinesa de limusines Hongqi na cidade de Tel Aviv, no centro de Israel.

AstraZeneca continuará a aumentar o investimento na China

AstraZeneca, a gigante farmacêutica britânica, está otimista sobre as perspectivas econômicas e o crescimento do setor de saúde chinês, e continuará a aumentar seu investimento na China, disse Leon Wang, vice-presidente executivo da AstraZeneca, informou o Chinanews.com nesta quarta-feira.