Lojistas fecham acordo por reajuste salarial de 2022-2023

Aldo: 'o Sindilojas-Rio procurou chegar a um ponto de equilíbrio para, apesar do momento difícil, atender às demandas do sindicato laboral.'

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de Reajuste Salarial 2022-2023 dos mais de 150 mil trabalhadores que atuam em mais de 30 segmentos do comércio varejista do Rio foi assinada nesta quinta-feira, 21 de julho, pelos presidentes do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio de Janeiro (Sindilojas-Rio) e do Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro (SEC-RJ), Aldo Gonçalves e Márcio Ayer, respectivamente.

Os comerciários receberão abono salarial de R$ 650, que será pago em até duas parcelas iguais de R$ 325 nas folhas de agosto e de setembro, e terão 10% de reajuste salarial a partir de 1º de outubro deste ano. O aumento será sobre o salário de outubro de 2021.

Para os empregados admitidos após 1º maio de 2021, tanto o reajuste como o abono serão proporcionais aos meses trabalhados (em duodécimos). Vale ressaltar que o abono não se aplica aos admitidos depois de 1º de maio de 2022 (data-base). Ficou acordado também que o abono terá caráter indenizatório. Assim, os trabalhadores dispensados a partir de 1º de maio de 2022, e aqueles cujo aviso prévio abrangem os meses de maio a setembro de 2022, terão direito ao abono, proporcional à data-base.

O reajuste e o abono salariais beneficiam os trabalhadores do comércio lojista físico e eletrônico de segmentos como vestuário; acessórios; calçados; bolsas; artigos de escritório, papelaria e informática; livrarias; artigos de festa e para presentes; brinquedos; perfumaria; tecidos; uniformes; roupas de cama, mesa e banho; equipamentos e materiais cirúrgicos, odontológicos, oftalmológicos e hospitalares; entre outros.

Para as funções relacionadas à chamada faixa única, a partir do próximo 1º de outubro, o salário passa a ser de R$ 1.439. Comissionistas (puros e mistos) passarão a receber R$ 1.582, enquanto o piso para os comerciários em período de experiência (máximo de 90 dias) e menores aprendizes será de R$ 1.294.

Conforme a convenção assinada, os comerciários com salário de até R$ 5 mil terão o reajuste de 10% sobre o salário de 1º de outubro de 2021, a partir de 1º de outubro de 2022. Acima de R$ 5 mil, o reajuste sobre o valor excedente deverá ser negociado entre empregadores e empregados.

Os empregados dispensados entre os meses de maio e agosto deste ano, com aviso prévio que abrange setembro de 2022, serão beneficiados com o pagamento do abono salarial proporcional à data-base (1º de maio de 2021), porém a rescisão contratual não inclui os 10% referentes ao reajuste salarial. Por outro lado, os demitidos no mesmo período, que tiveram reajuste igual ou superior a 10% em suas rescisões contratuais, não têm direito ao abono.

Na CCT do Reajuste Salarial 2022-2023 foram definidos os novos valores dos benefícios. A partir de 1º de setembro próximo, o valor do lanche e do jantar passa a ser de R$ 27,50, e o do benefício social familiar (empregador), R$ 16. Já a partir de 1º de outubro, a ajuda de custo passa a ser de R$ 33; a quebra de caixa, R$ 63; auxílio-creche de R$ 226, para empresas com até 50 empregados, e de R$ 250, para empresas com mais de 50.

Para o presidente do Sindilojas-Rio, Aldo Gonçalves, o acordo reflete o grande esforço do empresariado lojista para atender, dentro do possível, às necessidades de seus colaboradores.

“O comércio ainda enfrenta muitas dificuldades, por causa da crise prolongada e agravada pela pandemia. Nas negociações, o Sindilojas-Rio procurou chegar a um ponto de equilíbrio para, mesmo apesar do momento difícil, atender às demandas do sindicato laboral, sem comprometer ainda mais a capacidade financeira dos mais de 30 mil estabelecimentos comerciais que representa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Rio pode ter fomento de áreas produtoras de petróleo

Norma estabelece que o governo do estado desenvolva políticas de apoio e parceria.

Espanhóis levam aeroporto de Congonhas

Única empresa a apresentar proposta, Aena inclui terminais em mais três estados; Anac concedeu 15 aeroportos em leilão hoje.

Últimas Notícias

Vale testa caminhões de 72 toneladas 100% elétricos

Veículos serão usados nas operações da mineradora em Minas Gerais e da Indonésia

Xangai quer estimular mais o consumo

Será a primeira emissão de cupons eletrônicos para estimular o consumo

Pequenos incidentes cibernéticos podem iniciar grandes problemas

Alerta é do coordenador do Grupo Consultivo de Cibersegurança da Anbima

Rio Grande do Sul publica edital de concessão do Cais Mauá

Prevê revitalizar um dos principais patrimônios da cidade por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP)

Rio pode ter fomento de áreas produtoras de petróleo

Norma estabelece que o governo do estado desenvolva políticas de apoio e parceria.