Lá como cá

A re-reeleição de Michael Bloomberg em Nova York ocorreu por uma margem bem mais apertada do que tentavam fazer crer as pesquisas de opinião da véspera do pleito. A vitória foi com 51%, contra 46% do democrata William Thompson. As pesquisas davam a Bloomberg uma vitória folgada, com 15 a 20 pontos de vantagem.

SOS Candido
O reitor da Universidade Candido Mendes (Ucam), Candido Mendes, comparece, nesta quinta-feira, às 11h, à Comissão de Trabalho da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj) para debater a grave crise financeira que atinge a instituição: “Queremos o melhor para os alunos e para os trabalhadores. Recebemos uma denúncia sobre o encerramento do curso de Direito e do possível fechamento de algumas unidades. Precisamos garantir o direito dos alunos e de todos profissionais da universidade. Uma faculdade, mesmo privada, tem o respaldo do Ministério da Educação e não pode deixar seus alunos sem aulas e nem seus funcionários sem salários”, destaca o presidente da comissão, deputado Paulo Ramos (PDT).

Fim de linha?
Segundo a Associação de Professores e Funcionários da Universidade Candido Mendes (Procam), os alunos de Direito da unidade do Centro estão sem aulas desde 21 de setembro. Já os professores reivindicam o recebimento dos salários de agosto, setembro e outubro e a retomada do calendário de pagamentos estabelecido em março. De acordo com o Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio), até março, a dívida da Ucam com o INSS era de quase R$ 23 milhões e a com o FGTS era de cerca de R$ 48 milhões. Naquele mês, o débito em execuções fiscais somaria cerca de R$ 3 milhões, o de ações trabalhistas ultrapassaria R$ 20 milhões e a dívida com a Caixa Econômica Federal teria alcançado R$ 20 milhões.

Fora dos muros
Diante da gravidade da situação, outros segmentos se mobilizam para buscar uma solução para o problema. Também devem participar da audiência representantes do Ministério Público Estadual, da Academia Brasileira de Letras, da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), do Sinpro-Rio, da Associação de Professores e Funcionários da Universidade Candido Mendes (Procam), da Caixa Econômica Federal e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Prevenção
O geólogo Claudio Amaral, do Serviço Geológico do Rio de Janeiro (DRM-RJ), participa nesta quinta do Fórum Empresarial da Indústria de Areia e Brita da Firjan, para falar sobre o Centro de Previsão de Riscos do DRM.

Água sem validade
Está tramitando na Câmara dos Deputados o Projeto de Decreto Legislativo 1968/2009 para sustar as portarias 387/08 e 358/09 do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), que estabeleceram o prazo de três anos de vida útil dos recipientes de 10 e 20 litros de água mineral. O projeto atende a interesses da Afrebras, que reúne fabricantes de bebidas. “É nítido que a norma precisa ser estudada com mais cautela, visto que, entre outros aspectos, não foram apresentados estudos técnicos que confirmassem a expectativa de durabilidade estipulada”, alerta o presidente do Núcleo de Água Mineral da entidade, Fernando Rodrigues de Bairros.

Folga
O Detran-RJ acabou – diz temporariamente – com vistorias para o licenciamento anual obrigatório aos sábados. A medida foi tomada por causa da redução do tempo para a realização da vistoria: hoje, segundo o órgão estadual, pode-se agendar uma vistoria na capital e Região Metropolitana em dois dias; no interior, em apenas um dia.

Reinvenção da roda
O Credicard lançou, nesta quarta-feira, produto revolucionário: o consumidor pode pagar compras ou serviços até R$ 50, por dia, sem assinatura nem senha. Engraçado, esse produto parece com outro que conhecemos há milhares de anos: o dinheiro. Difícil entender qual a vantagem de sair com um aparelho, que pode ser carregado com R$ 200, tornado-se prato cheio para ladrões, ou prejuízo certo se perdido. Ah, uma vantagem: pode-se mergulhar na praia sem medo de molhá-lo.

Artigo anteriorSai da frente
Próximo artigoGatos gordos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

A cabeça do dragão

Por Gustavo Miotti.

Portugueses pedem extensão das moratórias bancárias

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está pleiteando a prorrogação das moratórias bancárias até 31 de março de 2022”. O...

China libera reservas de metais não ferrosos para reduzir custos

A China disse que continuará a liberar suas reservas estatais de cobre, alumínio e zinco para garantir preços estáveis para as commodities e aliviar...