Lá também

Não se limita à agenda de Jeane Mary Corner a capacidade de causar tremores em Brasília. Iniciados nesse meio asseguram que se as recepcionistas do Cabaré da Bete Cuscuz, em Teresina, Piauí, abrirem a boca, pelo menos um figurão da República tremerá mais do que se o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) fizer novas revelações.

Pólo único
Deve-se aos constrangimentos dos neoliberais nativos em assumirem suas reais identidades a criação de sublegendas para nomearem os grupos que, neste governo e no tucanato, defendem, em graus variados, o desmonte do Estado e o liberou geral para a ação do capitalismo selvagem. Esse não sair do armário criou a necessidade de se apelidar de “desenvolvimentistas” àqueles que, no PSDB e no PT, supostamente se contraporiam em algum grau, aos abertamente monetaristas.
A mitificação, alimentada por setores da mídia, levou a que mesmo segmentos bem-intencionados da opinião pública comprassem essa idéia. Essa, porém, é uma polarização peculiar, na qual um dos pólo permanece virgem em vitórias. Além de não emplacarem qualquer proposta significativa nos dois governos, os “desenvolvimentistas” saíram derrotados nas principais brigas no campo moral. Nos dois governos, os setores defenestrados por denúncias de corrupção vieram daquele campo: Luiz Carlos Mendonça de Barros, no governo FH, José Dirceu, na administração Lula.
Enquanto isso, Henrique Meirelles – investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) passa batido nos escândalos de corrupção, ajudado pela baixa curiosidade da mídia pelas  acusações de que é alvo.

Novas idéias
Fernando Blumenschein (FGV), Ana Amélia Camarano (Cândido Mendes) e André Urani (Uerj) integram o grupo de acadêmicos cariocas que invade São Paulo em 1 de setembro para participar do Seminário Renovar Idéias, promovido pelo Instituto Teotônio Vilela. Os conceitos discutidos no encontro sobre os rumos do desenvolvimento nacional serão transformado em documento a ser encaminhado ao Congresso do PSDB, marcado para março.

Dano
A cada 100 processos abertos contra médicos, 20 são julgados procedentes. Mesmo inocentado, o médico tem que arcar com gastos com advogados e justiça. A “indústria do dano” será um dos temas do I Curso de Direito Médico, que será realizado entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro, no auditório do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), no Rio. O curso é uma iniciativa da banca A. Couto Advogados. Responsabilidade civil médica e hospitalar e aspectos gerais da perícia médica serão outros assuntos abordados durante o evento, que contará com a presença do presidente do CBC, Roberto Saad, e do desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Nagib Slaibi Filho.

Carioca
O professor Bayard Boiteux fala sobre Novos Horizontes do Turismo Carioca, dia 24, no Sesc Flamengo, durante o seminário Rio 2022.

Novo de novo
De acordo com a ACNielsen, dos mais de 45 mil itens disponíveis nos catálogos da indústria e nas prateleiras dos supermercados, quase 11 mil eram lançamentos e promoções, ou seja, quase um quarto do total dos produtos à venda era uma nova opção para o consumidor. Na categoria biscoitos, por exemplo, dos 2.993 produtos ativos, 903 (30,2%) eram novos e promocionais. Na categoria chocolates, o índice alcançou 26% no ano passado.

Seletivo
Se depois de 25 anos operando no mercado paralelo de dólar Toninho da Barcelona só tiver políticos petistas na lista que entregar às CPIs, ele, no mínimo, tem de perder o status de doleiro de primeira linha.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCúmplice
Próximo artigoCúmplice

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Reforma do IR trará impacto negativo para o caixa das empresas

O projeto de reforma tributária do Imposto de Renda aprovado na Câmara no início de setembro merece atenção especial do setor produtivo. O alerta...

A paz é o caminho

Por Paulo Alonso.

Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até...

Taxa de desemprego entre os mais pobres é de 36%

Queda em renda indica aumento na desigualdade durante a pandemia; jovens já são 42% dos empregos temporários no primeiro semestre.