Lucro da Caixa cresce 8,4% nos primeiros 9 meses do ano

No terceiro trimestre, lucro da Caixa subiu 16,5%, com destaque para elevação da margem financeira

57
Prédio da Caixa em Brasília
Prédio da Caixa em Brasília (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

O lucro da Caixa (líquido recorrente) foi de R$ 3,2 bilhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23), aumento de 16,5% em relação ao 3T22. Nos primeiros nove meses de 2023, o lucro da Caixa alcançou R$ 7,8 bilhões, 8,4% maior do que o alcançado no mesmo período de 2022.

A margem financeira alcançou R$ 14,5 bilhões no 3T23, crescimento de 15,7% quando comparado ao 3T22. O crescimento em 12 meses foi devido principalmente aos aumentos de 17% em receitas de crédito e 30,3% em resultado de aplicações interfinanceiras de liquidez.

Outros destaques do lucro da Caixa

  • A margem financeira no 9M23 alcançou R$ 43,3 bilhões, aumento de 20,4% em relação ao 9M22, decorrente principalmente da melhora nas receitas com operações de crédito
  • Carteira de crédito total com saldo de R$ 1,091 trilhão, crescimento de 11,7% sobre setembro de 2022
  • R$ 720,7 bilhões de carteira de finanças sustentáveis em setembro de 2023, considerando produtos com iniciativas que promovam a transição para uma sociedade justa e sustentável
  • R$ 136,9 bilhões em contratações de crédito imobiliário no 9M23, sendo 10,3% maior que o 9M22
  • R$ 51,4 bilhões em contratações de crédito imobiliário no 3T23, sendo 4,7% maior que o 3T22
  • R$ 77,0 bilhões em contratações de crédito imobiliário FGTS no 9M23, crescimento de 58,0% em comparação ao 9M22
  • R$ 32,5 bilhões em contratações de crédito imobiliário FGTS no 3T23, crescimento de 67,1% em comparação ao 3T22
  • Saldo de R$ 707,9 bilhões na carteira de crédito imobiliário, sendo 14,6% maior que setembro de 2022
  • Participação de mercado no crédito imobiliário de 68,8% em setembro de 2023
  • Crédito imobiliário beneficiou 2 milhões de pessoas com a casa própria no 9M23, contribuindo para a geração de 1 milhão de empregos
  • R$ 14,8 bilhões em contratações de crédito para infraestrutura e saneamento no 9M23, crescimento de 92,4% sobre o 9M22
  • Saldo de R$ 100,6 bilhões em crédito Infraestrutura, crescimento de 6,0% sobre setembro de 2022
  • Saldo de R$ 52,4 bilhões em crédito ao Agronegócio, crescimento de 29,9% sobre setembro de 2022
  • Saldo de R$ 103 bilhões em crédito consignado, crescimento de 9,5% sobre setembro de 2022
  • R$ 1,369 trilhão em captações totais, crescimento de 21% sobre setembro de 2022, com destaque para a poupança, com 36,4% de participação de mercado, mantendo a liderança do segmento
  • Patrimônio líquido de R$ 125,2 bilhões, aumento de 1,9% em 12 meses
  • Índice de Basileia de 16,9% e Capital de Nível I de 14,3% em setembro de 23, superior em 5,4 p.p. e 4,8 p.p., respectivamente, ao mínimo regulatório
  • Índice de inadimplência de 2,67% em setembro de 2023, crescimento de 0,73 p.p. ante setembro de 2022, sendo que, desconsiderando o impacto de caso específico, o índice seria de 2,35%
  • 92,7% dos créditos classificados nos ratings entre AA-C e 92% com garantias, demonstrando a qualidade da carteira;
  • As Receitas de Prestação de Serviços (RPS) alcançaram o valor de R$ 6,6bilhões no 3T23, alta de 1,2% em relação ao 3T22. Destaque para o aumento de 17,5% em receitas de serviços decorrentes de crédito, de 8,6% em serviços de conta-corrente e 3,8% em cartões.

As despesas de captação alcançaram R$ 34,7 bilhões no 3T23, alta de 18,8% em relação ao 3T22. As despesas administrativas (despesas de pessoal e outras despesas administrativas) totalizaram R$ 10,2 bilhões, aumento de 2,4% em relação ao 3T22, sendo que as despesas de pessoal apresentaram crescimento de 4,6% em 12 meses, e outras despesas administrativas reduziram 2,1% na mesma comparação.

Desenrola Brasil

Em junho de 2023, o Governo Federal publicou a Medida Provisória 1.176, que institui o programa Desenrola Brasil, com o objetivo de incentivar a renegociação de dívidas de natureza privada de pessoas físicas inscritas em cadastros de inadimplentes para reduzir seu endividamento e facilitar a retomada do acesso ao mercado de crédito.

Espaço Publicitáriocnseg

Com a participação na Faixa 2 do programa, a Caixa alcançou R$ 4,5 bilhões em dívidas negociadas para 186,9 mil clientes, viabilizando a regularização de 237,1 mil contratos por meio do Desenrola Brasil e da campanha Tudo em Dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui