Lucro do Itaú Unibanco só cresce 1% no trimestre

OPERAÇÕES DE TESOURARIA RECUARAM DE R$ 1,12 BILHÃO PARA R$ 268 MILHÕES
Lucro do Itaú Unibanco só cresce 1% no trimestre
Banco reduz previsão de crescimento do crédito de 11% a 14% para 8% a 11%.
O Itaú Unibanco registrou lucro líquido recorrente de R$ 3,62 bilhões no segundo trimestre, superior em apenas 1% em relação ao mesmo período de 2012 e de 3,1% em relação aos três primeiros meses de 2013.
O lucro líquido contábil ficou em R$ 3,58 bilhões, registrando avanço de 8,44% frente ao mesmo trimestre de 2012. Nos primeiros seis meses desse ano, o lucro totalizou R$ 7,1 bilhões, contra os R$ 6,73 bilhões na primeira metade do ano passado.

Carteira de crédito

Já a carteira de crédito somou R$ 467,51 milhões, avanço de 2,5% frente ao primeiro trimestre de 2013 e 8% em relação ao mesmo período do ano passado. Desconsiderando-se a carteira de veículos, o crescimento da carteira de crédito teria sido de 3,6% no trimestre e de 12,2% no período de 12 meses.
No segmento de pessoas físicas, tivemos como destaques os crescimentos nas carteiras de crédito consignado e imobiliário, com evoluções de 13,5% e 8,7% no trimestre e de 58,6% e 32,4% no período de 12 meses, respectivamente.
O segmento de pessoas jurídicas, sem considerar os títulos privados, apresentou crescimento de 2,7% no trimestre e de 7,5% no período de 12 meses.
A carteira de grandes empresas cresceu 4,5% em relação ao trimestre anterior e 15,8% nos últimos 12 meses, enquanto a carteira de micro, pequenas e médias empresas reduziu-se em 0,6% nesse segundo trimestre de 2013 e 5,7% em relação a junho de 2012.
Considerando-se as operações de títulos privados, o segmento de pessoas jurídicas apresentou crescimento de 2,7% em relação ao primeiro trimestre de 2013 e de 8,2% em relação a 2012.
Nas operações na América Latina cresceram 11,3% e alcançaram R$ 34,35 milhões. Em 12 meses, o crescimento foi de 37,8%. Desconsiderando-se o efeito da variação cambial, o crescimento dessa carteira teria sido de 1,2% em relação ao primeiro trimestre de 2013 e de 25,8% em 12 meses.

Ativos

Os ativos do banco somaram R$ 1,06 trilhão, com alta de 19% em relação ao mesmo período de 2012. A margem financeira, por sua vez, teve redução: a gerencial somou R$ 11,57 bilhões no trimestre, ante R$ 13,52 bilhões no mesmo período do ano anterior, com queda de 14,4%.
A taxa de inadimplência de 90 dias ficou em 4,2%, caindo 0,3 ponto percentual em relação ao trimestre anterior e um ponto percentual se comparado ao mesmo período do ano passado.

Revisão na previsão

Apesar da melhora no resultado, o cenário mais desafiador da economia levou o banco a revisar para baixo sua previsão para o crescimento da carteira de crédito. A previsão de crescimento da carteira de crédito do Itaú para 2013, que estava situada entre 11% e 14%, passou para 8% a 11%.
O banco manteve suas outras estimativas como crescimento de 15% a 18% nas receitas com prestação de serviços e resultado com seguros, previdência e capitalização e despesas com provisões para perdas com empréstimos de R$ 19 bilhões a R$ 22 bilhões.

Operações de tesouraria

Apesar do avanço do crédito e do recuo da inadimplência, o resultado foi afetado negativamente por piores resultados com as operações de tesouraria, que passaram de R$ 1,12 bilhão no segundo trimestre de 2012 para R$ 268 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 76,2%. A margem financeira com clientes também recuou na comparação anual e somou 11,305 bilhões, queda de 8,8%.
O spread de crédito líquido, que é a diferença entre os custos de captação e de empréstimo do banco menos os gastos com provisões para calotes, foi de 7,2% no segundo trimestre deste ano, ante 7,4% um ano antes.

Prestação de serviços

Numa estratégia seguida pelos bancos do país de focar em produtos de menores riscos, porém de menor rentabilidade, o Itaú Unibanco tem feito esforços para aumentar as receitas com prestação de serviços.
No segundo trimestre, esta linha avançou 24,4% ante o ano anterior, para R$ 5,39 bilhões, impulsionada pela aquisição das ações dos minoritários da empresa de cartões Redecard ao final de 2012. Segundo o Itaú Unibanco, desconsiderando esse efeito, o crescimento seria de 11,1%.
 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMenos venda e mais faturamento
Próximo artigoVidentes

Artigos Relacionados

Lei determina que estatais respeitem interesse público

Acionistas da Petrobras sabem que ela tem obrigações e bônus por ser de economia mista.

Plano B dos bilionários dos EUA

Fuga dos impostos, de Trump e dos bloqueios levam a dupla cidadania.

É a inflação, estúpido

Preços não dão trégua a Bolsonaro em ano de eleição.

Últimas Notícias

IGP-10 varia 0,10% em maio

Queda verificada em abril e maio nos preços de grandes commodities agrícolas e minerais contribuiu para queda da inflação ao produtor.

Previdência privada é pouco usada; 92% dependem de recursos do INSS

Mais da metade dos brasileiros gostaria de parar de trabalhar com 60 anos, mas só 28% acham que vão conseguir.

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

Criação de mais um monopólio privado regional

Recurso de petroleiros contra decisão do Cade sobre venda da Reman