Lula McCain

“Nunca antes na história desse país…” – o começo é conhecido dos brasileiros, mas o autor é o candidato republicano à presidência dos EUA, John McCain. Continuou o senador: “…tanto poder e dinheiro foi concentrado nas mãos de uma só pessoa”, ao se referir ao secretário do Tesouro, Henry Paulson.

Uma coisa é uma coisa
O fato de o presidente Lula ter popularidade na faixa de 80%, a crer nas mais recentes pesquisas divulgadas pelos institutos de pesquisa, recoloca antiga questão: a diferença entre popularidade e credibilidade. Um bom teste para a segunda é acompanhar o que aconteceria se o presidente anunciasse, em cadeia nacional, que as tarifas dos combustíveis não vão subir ou pedindo para os brasileiros não estocarem alimentos em caso de nova escalada dos preços dos alimentos.

Abulia
Independentemente, no entanto, da distinção dos dois conceitos, boa parte da popularidade do presidente Lula deve-se ao esvaziamento da oposição. Pela direita, pela apropriação de bandeiras; à esquerda, pela ausência da formatação de um projeto alternativo.

Militância
Primeiro, foi um economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que fundou a classe média de renda residencial de R$ 1 mil. Agora, é a vez de o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) gerar os ricos de R$ 1.350,92. Como ambas instituições têm quadros de elevado nível intelectual, o assassinato da metodologia só pode ter uma explicação: militância acadêmica.

JIT
Nova solução em estrutura metálica, o Joist in Time foi lançado pela Marko Sistemas Metálicos na Construmetal, feira que aconteceu em São Paulo. As peças que compõem o novo produto, espécie de viga de aço, são aparafusadas, travejadas e armadas, podendo ser montadas no solo e elevadas já prontas. O novo produto demandou um investimento de R$ 2 milhões da empresa, sendo criado a partir da tecnologia Roll-on, um sistema da Marko patenteado em mais de 17 países.

Fórum
Guilherme Paulus, presidente da CVC, Sérgio Ricardo de Almeida, presidente da Loterj, Phillipe Godefroid, gerente-geral do Caesar Park, e Eduardo Ballarin, superintendente da Infraero, são alguns dos palestrantes confirmados do III Fórum de Turismo Planet Work/Cesgranrio, que será realizado dia 14 de outubro, na sede da Confederação Nacional do Comércio (Av. General Justo, 307 – RJ). Entre os temas que serão abordados, mercado de luxo na hotelaria, a indústria de jogos no Brasil e os efeitos da tecnologia na comercialização do produto turístico. Mais informações: (21) 2456-5700 ou [email protected]

Torcida
A principal promoção da Nestlé para este ano, denominada Nestlé Torce por Você, destinará R$ 700 mil a projetos desenvolvidos por organizações não-governamentais que prestem atendimento a crianças e adolescentes em qualquer lugar do Brasil, com programas voltados à educação alimentar ou para a promoção da prática de esportes como forma de alcançar uma vida saudável. Serão selecionados dez projetos que tenham orçamento máximo de R$ 70 mil. Para se inscrever e conhecer o edital é necessário acessar o site www.nestle.com.br/torceporvoce.

Perfumarias
O nível de achatamento do debate político pós-neoliberalismo parece não ter limites. Enquanto as duas principais hipotecárias dos Estados Unidos eram estatizadas, o desemprego bate recordes mensalmente e o país chafurda no Iraque, a imprensa estadunidense pautava sua cobertura pelas contradições entre o discurso udenista de uma obscura ex-governadora do Alasca e as práticas de seus familiares. Aliada à atenção excessiva à performance midiática de Barack Obama, a (ainda) maior economia do planeta resumia suas eleições a uma disputa de personalidades e idiossincrasias. Foi preciso um (ainda mais) violente choque de realidade para colocar a economia de volta à pauta eleitoral.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSai o banco, entra a banca
Próximo artigoOlho gordo

Artigos Relacionados

Plano B dos bilionários dos EUA

Fuga dos impostos, de Trump e dos bloqueios levam a dupla cidadania.

É a inflação, estúpido

Preços não dão trégua a Bolsonaro em ano de eleição.

Brasil: 3% da população, 6% dos desempregados do mundo

Pode colocar na conta de Bolsonaro–Guedes.

Últimas Notícias

Indústria deve qualificar 9,6 milhões de pessoas até 2025

Segundo a CNI, '79% da necessidade de formação nos próximos quatro anos serão em aperfeiçoamento.'

Gastos com delivery subiram 24% em 2021 ante 2020

Cada brasileiro gastou, em média, R$ 16,21 por refeição fora do lar.

Exportação de sucata ferrosa cresceu 43% em abril

Preços se acomodaram; após pressão forte no mercado em função da guerra e da China, tendência é de normalização no Brasil.

Correspondentes bancários são punidos por irregularidade em consignado

Sidney: 'assédio comercial leva ao superendividamento do consumidor; isso não interessa a ninguém, nem ao consumidor nem aos bancos'.

Inadimplência cresce e atinge 61,94 milhões de brasileiros

Número de inadimplentes no país teve crescimento de 5,59% em comparação a abril de 2021; média das dívidas é de R$ 3.518,84.