Lula presidente, Ciro vice

A coalizão da direita financeira com o conservadorismo fisiológico não garante Alckmin no segundo turno, apesar da torcida da grande mídia. Mas traz um quadro diverso daquele que vinha sendo pintado até os tucanos conseguirem atrair o Centrão. O que se coloca para a esquerda é entender essa mudança e traçar o melhor caminho para a eleição. É hora de unir os melhores jogadores em torno de um programa comum, que é resgatar o Brasil.

Um ataque com Lula na cabeça e Ciro de vice seria imbatível. Se a justiça barrar Lula – o que deve acontecer – Ciro concorre. A unidade teria que abranger Boulos, Manuela D’Ávila, João Goulart Filho, todos, além do PSB.

Não adianta acreditar que a eleição de uma bancada importante e alguns governadores vai barrar o processo de desmonte da democracia. Com Alckmin ou Bolsonaro no poder (a coluna acredita mais, entre as duas, na segunda hipótese), as instituições seguirão seu passo rumo ao autoritarismo. Com Lula ou Ciro, a justiça “volta para a caixinha”, o Executivo se fortalece, e as negociações com o Legislativo tomam outro rumo. Não é hora de fomentar o instinto de sobrevivência. É hora de pensar no Brasil, acima de tudo.

 

 

 

 

Ordem mundial

EUA e China têm relações graças a Henry Kissinger. Brasil tem embaixada aqui desde 1975, no Governo Geisel (assim diz a placa no saguão). Como canta Caetano: “Alguma coisa está fora da ordem…”

 

Impressões

Com meia hora na Província de Hubei e tendo sido levado a somente um ponto turístico, dois caras de uma TV local me pedem, em inglês, para gravar um vídeo falando o que eu achei da cidade. Disse que tinha visto muito pouco para tecer comentários (o que é verdade). Insistem. Falei que meu inglês não estava tão bom assim. Falaram que era só algumas palavras. Disse que não tenho muita habilidade em dar entrevistas (o que também é verdade). Disseram que era só um rápido bate-papo. Falei que no Brasil tinha essa máxima no jornalismo de que “jornalista não é notícia”. O cara riu. Mas insistiu. E conseguiu.

 

Fura fila

Aqui furam fila fácil. E não é porque somos estrangeiros. Até entre eles é assim, O próprio chinês da área diplomática nos avisa sobre isso. Tem que ficar bem “coladinho” na pessoa da frente. Se houver qualquer espaço, eles acham que você está só perto, não faz parte da fila. Mesmo que atrás de você tenha mais um monte de gente alinhada, acham que são duas filas, e a primeira terminou na sua frente.

 

Virtual

Fomos visitar uma empresa que desenvolve projetos de realidade visual para treinamento de profissionais em logística (grua e caminhão em porto), cirurgia e oficinas mecânicas (solda e pintura com pistola). Na hora em que abriram para a gente fazer o teste, fui detonado em quase todos. Teria matado o paciente, soltei o contêiner antes da hora, esmagando o caminhão, pintei escorrida a porta do carro, mas na hora da solda fiz bonito, mesmo com a dificuldade de usar os óculos de grau para perto junto com os óculos 3D. Recebi congratulações em chinês. Ficaram surpresos.

 

Arco-íris

Visita a um laboratório especializado em analgésicos. Vi uma embalagem de uns comprimidos com a bandeira do arco-íris. Perguntei o porquê daquele simbolo. Disseram que era para indicar que era para… crianças. É a indicação de remédio infantil.

 

ET

Nas cidades do interior, já aconteceu com outros e finalmente comigo. Vem uma criança arranhando inglês pedindo, instruída pelos pais, para você tirar foto com eles. Quando consegue explicar, diz que os pais nunca tinham visto um ocidental de perto.

 

Rápidas

Instituições de ensino como Columbia University, IE Business School e The University of Chicago marcarão presença na próxima edição brasileira do The MBA Tour, que acontecerá no Rio de Janeiro, 2 de agosto, das 16h às 22h. Ao todo serão 20 universidades. Inscrições em http://bit.ly/2NtSKtr *** Ladybug e Alvin são os destaques do circuito “#PartiuDiversão”, que estará no Caxias Shopping entre 3 e 19 de agosto *** Vão até 3 de agosto as inscrições para o Concurso do Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA) da Marinha. São 30 vagas para homens brasileiros: www.ingressonamarinha.mar.mil.br *** Entre 7 e 11 de agosto, Belo Horizonte recebe o Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia (CBEM). http://cbem2018.com.br/ *** O Instituto UniCEUB de Cidadania realizará, dia 13, o seminário “Democracia e eleições: desafios contemporâneos”. Mais Informações em www.uniceub.br/iuc

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

O poder do monopólio em rebaixar os salários

Um tributo a Joan Robinson, ‘uma das economistas mais importantes do século 20’.

Ricos querem pagar só 10% do imposto de Biden

Elisão fiscal ameaça levar US$ 900 bi do pacote para as famílias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em cinco anos, SP reduziu em 32%, mortes no trânsito

Só Região Metropolitana reduziu em 29%; queda nas fatalidades em nível nacional foi de 22%.

Mercado reage em dia pós-Copom

Destaque para os pedidos por seguro-desemprego nos EUA.

Boas expectativas para o dia

Hoje, mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do Banco Central inglês sobre política monetária.

Mesmo com perdas de 75%, empresas em favelas mantêm 80% dos empregos

São mais 289 mil comércios registrados nas cerca de 6 mil comunidades em todo o Brasil.

OMS pede redução de desigualdades no acesso à higiene das mãos

Organização destaca que pandemia mostrou dramaticamente a importância da prática na redução do risco de transmissão.