Luxo do lixo

A conta é do prefeito do Rio, Cesar Maia, em seu ex-blog: uma licitação para implantar um aterro sanitário em Belo Horizonte através de parceria público-privada previa o valor de R$ 36 por tonelada de lixo, em um contrato de 25 anos. No Rio, uma licitação interrompida na Justiça ficaria em R$ 14 por tonelada, por tempo menor (15 anos). “Depois do caso de Ribeirão Preto que derrubou o ministro da Fazenda – ex-prefeito do PT – é bom que os órgãos de controle e fiscalização atuem enquanto é tempo. Para…proteger o prefeito!”

Usura já na infância
Uma criança de apenas sete anos teve o nome mandado para o SCPC de Sorocaba por causa de uma suposta dívida de R$ 260. O débito do jovem brasileiro, porém, foi causado por um depósito indevido feito pela Nossa Caixa na conta usada pela criança para receber a pensão do pai, falecido em 2005. Mãe do garoto, Ilda Júlia de Souza sacou o dinheiro pensando tratar-se do dinheiro da pensão e, em 10 de maio, depois de a conta entrar no vermelho, seu filho foi notificado extrajudicialmente via Correio. Só, então, descobriu que o benefício deixara de ser depositado porque ela não fizera o recadastramento no INSS.
Segundo a mãe, que diz ter usado o dinheiro para comprar remédio para o filho, o garoto, que passou a ter variações de temperamento após a morte do pai, ficou muito nervoso quando foi apontado como mau pagador e está sendo submetido a tratamento psicológico.

Jogo perigoso
A partida entre Botafogo x Fluminense, que inaugura, no fim da tarde sábado, o Estádio do Engenhão, na Zona Norte do Rio, pode resultar num trágico gol contra a Cidade do Rio e a imagem do país. Contrariando antiga cultura do estado, os organizadores do evento só vão permitir que os torcedores assistam ao jogo no lado do clube do qual adquiriram o ingresso, conseguido mediante troca por uma lata de leite. Como é comum botafoguenses buscarem os bilhetes nos pontos dos tricolores e vice-versa, corre-se o risco de ter-se uma pequena multidão com ingressos na mão e proibida de entrar no estádio ou dividir o espaço com o inimigo.
O problema deve ser agravado pela decisão de só permitir até uma hora e dez minutos antes do início da partida o ingresso nas dependências do Engenhão, cujas entradas são desconhecidas pela grande maioria dos torcedores. Espera-se que, bem antes do apito, o prefeito César Maia (DEM) largue seu mundo virtual e entre em campo para evitar uma tragédia.

Harpa
Ernestine Stoop, presidente do X Congresso Mundial de Harpas – que será realizado na Holanda em 2008 – encerra o II Festival Internacional de Harpas. Apresenta-se nesta quinta, às 19h30, no Mosteiro de São Bento, e no sábado, na Fazenda São Fernando, em Vassouras.

Fornecedor verde
Fornecedores do Estado do Rio de Janeiro só têm esta quarta para se inscrever na Rodada de Negócios com o Mundo Verde, maior rede de lojas de produtos naturais da América Latina, que acontecerá no próximo dia 4, no âmbito do Programa Compra Rio, da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedeis) do Rio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.sebraerj.com.br ou pelo telefone (21) 2212-7769.
O Mundo Verde tem interesse no fornecimento dos seguintes produtos: salgados integrais; biscoitos diet/light ou sem glúten; pães; doces; tortas diet/light; sorvete diet; produtos sem glúten ou sem lactose; pasta de soja; iogurte de soja e produtos orgânicos (geléia, doces e compotas em geral, cereais, chocolate, barra de cereal, café, bebidas em geral e cachaça), exceto hortifrutigranjeiros.

Trumbica
Cyd Alvarez, presidente da agência de publicidade NBS, será o convidado desta quarta-feira do seminário “Comunicação sem enrolação!”, que a Endeavor realiza no Rio de Janeiro (RJ). De 9h a 12h, no Ibmec (Av. Presidente Wilson, 118, 10º andar, Centro).

Inserção social
Em parceria com o Banco do Brasil, a LBV inaugura dia 4 o Telecentro Comunitário de Belford Roxo (Baixada Fluminense). Nele, a população terá acesso à Internet, curso básico de informática, curso à distância, realização de trabalhos escolares, criação de grupos culturais e de expressão local.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProblema doméstico
Próximo artigoCom chapéu alheio

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Marca chinesa de automóveis de luxo Hongqi abre 1º showroom em Israel

A concessionária de carros israelense Samelet Group abriu nesta terça-feira o primeiro showroom da marca chinesa de limusines Hongqi na cidade de Tel Aviv, no centro de Israel.

AstraZeneca continuará a aumentar o investimento na China

AstraZeneca, a gigante farmacêutica britânica, está otimista sobre as perspectivas econômicas e o crescimento do setor de saúde chinês, e continuará a aumentar seu investimento na China, disse Leon Wang, vice-presidente executivo da AstraZeneca, informou o Chinanews.com nesta quarta-feira.

Setor de energia é um dos alvos preferidos de hackers

Mais de 60% de todos os ataques foram de phishing; organizações criminosas de hackers são ameaça às infraestruturas críticas do Brasil.

Países árabes planejam expansão de energia limpa

Omã, Marrocos, Argélia e Kuwait estão entre os que têm planos mais ambiciosos.

‘Governo não apenas poderia, como deveria intervir na Petrobras’

Para especialista, Governo Federal deveria estar mais atuante para combater os preços abusivos dos combustíveis em toda a cadeia.