Mídia dos Brics se reúne em Beijing

O Brics, gostem ou não os financistas de Londres e Nova York, é uma potência econômica. Brasil, Rússia,...

O Brics, gostem ou não os financistas de Londres e Nova York, é uma potência econômica. Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul reúnem 42% da população mundial, 45% da força de trabalho, 30% da superfície terrestre, respondem por 58% da demanda mundial de petróleo e têm PIB conjunto de US$ 16,5 trilhões, o equivalente a 23% do produto global. Há estimativas de que o PIB do Brics supere o do G7 por volta de 2032. O Novo Banco de Desenvolvimento, ou Banco dos Brics, representa uma confrontação ao sistema financeiro.

Por tudo isso, o grupo de cinco países deve unir esforços para fazer sua voz presente. E assim será nesta semana, quando Beijing recebe, dias 7 e 8, o 2º Fórum de Mídia do Brics. Representantes de órgãos de comunicação debaterão temas como “Deveres e responsabilidade social das organizações de mídia” e “Inovações em multimídia”. O titular desta coluna representará o MONITOR MERCANTIL, o que já significa uma boa notícia: nos próximos 15 dias – após o Fórum, haverá uma viagem para conhecer a iniciativa Cinturão e Rota – os leitores ganharão férias destas esforçadas notas.

 

Marcha a ré

A redução da taxa de lucros no período de 2014/2015 foi uma das principais causas que desencadearam o recrudescimento do neoliberalismo econômico que levou à deposição da presidenta Dilma Roussef. A análise foi feita pelo conselheiro Marcelo Fernandes, do Conselho Federal de Economia (Cofecon), que participou do XXII Encontro Nacional de Economia Política, na Unicamp.

Fernandes destacou que, um ano após a deposição de Dilma, fica evidente que o caminho que está sendo percorrido levará a um forte aumento das desigualdades. O economista afirmou que a mesma situação observada no Brasil ocorre atualmente na Argentina e no Chile. Acrescenta que sempre houve disputa entre os dois campos com visão distinta, e isto vai continuar a acontecer.

O conselheiro considera que o mais assustador na adoção da agenda voltada para o mercado em todo o mundo é o fascismo, que desencadeia opressão e preconceito contra mulheres e negros e a xenofobia. Aponta ainda que os que mais sofrem são os mais carentes, que têm menos condições de superar essas adversidades.

 

O nome dele é

Moreira Franco distribuiu um texto intitulado “O Brasil renasce”. Talvez uma referência a suas renovadas esperanças de não ir preso, após o presidente Michel Temer reeditar uma medida provisória para manter Moreira com status de ministro.

A MP, recusada pelo Congresso, tem vários motivos para renascer. Um novo apareceu nesta sexta, quando o site BuzzFeed divulgou trechos de conversas entre Moreira, o senador Aécio Neves e um executivo da Record que indicam uma negociação para a rede de TV entrevistar Temer, envolvendo patrocínio da Caixa.

Todos negam, mas a resposta da instituição financeira é uma demonstração de ingerência indevida de Moreira: “O ministro Moreira Franco solicitou à Caixa uma avaliação a respeito da possibilidade de patrocínio ao grupo Record, que não foi atendido por não se enquadrar na política de patrocínio do banco.”

 

Tradição

Com a saída de Paulo Protásio e a eleição de Angela Maria Machado da Costa como nova presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro, a entidade abandonou a sigla “ACRio” e voltou a ser “ACRJ”.

 

Rápidas

O CCSP abre no dia 9 a Mostra AVX Lab, dedicada a videoarte e performance. Cinco artistas participam: Leticia Ramos, Caio Fazolin, Mirella Brandi, Muep Etmo e Henrique Roscoe. Detalhes em avxlab.org *** O Sebrae realiza, na próxima terça-feira, em Brasília, o Seminário Pequenos Negócios e Mercados Internacionais, com o objetivo de discutir soluções para as barreiras que impedem o acesso das micro e pequenas empresas ao comércio exterior. Inscrições até esta até segunda-feira pelo e-mail [email protected] *** A FGV Direito Rio lança, pela Juruá Editora, o livro Reflexos Penais da Regulação, que trata dos crimes econômicos e financeiros. A obra é coordenada pelo professor Thiago Bottino *** No próximo dia 7, a Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio) realiza o sexto módulo do Programa de Capacitação em Franchising (PCF), com o tema “Expansão de Franquias”. Inscrições: http://bit.ly/PCFABFRio *** Inovação e tecnologia como agentes transformadores da educação e desafios para a formação do profissional do futuro. Estes serão os principais temas do “Acontece Educação: O Profissional do Futuro”, promovido por Cesar e Escola Eleva, em 8 de junho, das 17h às 21h30, no Rio de Janeiro. Informações e inscrições: www.cesaracontece.org/ *** Inovação em Planejamento em Mídias Sociais é o curso que a ESPM realiza em São Paulo dia 9. Inscrições: www2.espm.br/cursos/espm-sao-paulo/inovacao-em-planejamento-de-midias-sociais

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBoi gordo
Próximo artigoTijolos de ouro

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Tesouro: Queda do investimento líquido em ativos não financeiros

O Tesouro Nacional informou nesta sexta-feira que no 2º trimestre de 2021, a necessidade líquida de financiamento do Governo Geral alcançou 7,1% do PIB,...

Leilão de Excedentes da Cessão Onerosa terá sucesso?

Após a realização da 17ª Rodada de Licitações de Blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural no último dia 7, considerado...