Maia espera avançar com reforma tributária na 2ª quinzena de agosto

Presidente da Câmara critica peso sobre consumo, mas não fala em taxar dividendos.

Política / 21:35 - 22 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que espera que o texto da reforma tributária esteja pronto para ser votado pela comissão especial que analisa a matéria e pelo Plenário na segunda quinzena de agosto. Segundo a Agência Câmara, ele afirmou que a reforma é uma peça chave para a retomada econômica do país no período de pós-pandemia.

Maia participou de live promovido pelo Congresso em Foco e pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais. O presidente da Câmara acredita já haver entendimento consolidado sobre a importância da simplificação do sistema tributário e da garantia de segurança jurídica para gerar mais competitividade das empresas brasileiras. Maia destacou que a reforma tributária tem um peso muito grande no crescimento econômico do País.

Segundo Rodrigo Maia, a discussão sobre a reforma está mais madura do que no passado, principalmente em relação aos impostos sobre o consumo. Ele acredita que uma nova legislação tributária vai melhorar o ambiente de negócios no país e destacou que os secretários estaduais de fazenda apresentaram uma proposta que será analisada pelos parlamentares com cuidado.

Segundo Maia, o atual sistema tributário é injusto por tributar mais bens e serviços. Para o presidente, essa lógica prejudica a base da sociedade. “Sem falar sobre as deduções do Imposto de Renda; 70% delas ficam com quem ganha mais do que R$ 33 mil. Somos um país concentrador de renda”, ressaltou, defendendo que quem tem renda maior contribua mais.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor