Mapa do Bric

“Enquanto a China se esforça para ser a fábrica do mundo e a Índia para se tornar o escritório do mundo, o Brasil, nas últimas décadas, está querendo levar a “fama”: ficar com fazendas produtoras de commodities e maquiladoras.” A ironia é do presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann, defensor de uma mobilização nacional pela Educação para tirar o país do atraso tecnológico em que se encontra após 25 anos de neoliberalismo.

Voto de silêncio
A propósito da nota de quarta-feira sobre o silêncio dos neoliberais tupiniquins diante da escalada estatista nos Estados Unidos, um leitor pergunta se ele seria mais ensurdecedor do que o do presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Skaf, como não esquecem os de boa memória, prometeu que a indústria repassaria aos consumidores, via redução de preços, a redução da carga tributária obtida com o fim da CPMF. Passados, quase três meses, continua sem informar ao distinto público, em que setor isso ocorreu.

Verdades&mentiras
Um dia depois de o novo governador de Nova York, David Paterson, numa espécie de hedge contra o novo surto moralista da imprensa estadunidense, admitir infidelidade dupla, para tentar evitar ser apeado do cargo, o presidente George Bush afirmou que a invasão do Iraque, que completou cinco anos, quarta-feira, “é um sucesso”, sem correr qualquer risco de impeachment.

Justa causa
O fim da demissão sem justa causa é condenada por 46% dos administradores de empresas ouvidos pelo Portal Administradores (www.administradores.com.br). A enquete foi feita sobre a ratificação das convenções 151 e 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

“Soap opera”
Em coluna publicada dia 29, esta coluna relatou a história kafkaniana do casal, que, há seis meses tentava mudar-se do Rio para Natal, mas não conseguia concluir a venda do seu imóvel na Zona Sul carioca devido ao cipoal de exigências do banco responsável pelo financiamento do comprador – entre as quais até o resultado do exame de vista, sob a alegação de que o cliente é míope. O casal avisa que, enfim, assinou o documento de venda e, apesar da novela forçada, manteve-se fiel à decisão de não comprar produtos do bancão, uma das cinco maiores instituições financeiras privadas do país.

Mapa do solo
A Embrapa Solos oferece em seu Geo Portal (http://mapoteca.cnps.embrapa.br) acervo de mapas de solos digitais, bem como mapas temáticos ambientais (geologia, relevo, solos etc.). É possível visualizar os mapas e baixá-los: “O desenvolvimento do sistema teve como objetivo organizar e unificar em um banco de dados as informações que estavam anteriormente distribuídas entre os pesquisadores” afirma a gerente de Geoinformática, Margareth Simões Penello Meirelles.

É o juro, estúpido
Após palestra no Corecon-RJ, na qual o professor Luiz Filgueiras, da UFBA, demonstrou o quanto a economia brasileira continua vulnerável e dependente do cenário externo, uma pessoa da platéia, dizendo-se “ignorante em economia”, sugeriu que os cariocas organizassem um “jurômetro” – placar de juros – em contraposição ao “impostômetro” instalado em São Paulo pare medir as elevações na carga tributária.
“É o pagamento de juros de uma dívida que não pára de crescer, e não as despesas com tapioca, que faz os impostos subirem”, afirmou o “ignorante em economia”. O vice-presidente do Corecon-RJ, Paulo Passarinho, quer bancar a idéia.

Desejo
Na redação de um dos maiores jornais do país, com sede no Rio, tem sido muito comentada a figura do “repórter fada-madrinha”: o editor sonha e ele ajeita a matéria para realizar o desejo do chefe…

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorNegócios
Próximo artigoCaminho externo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em 12 meses, franquias tiveram queda de 11,4% na receita

Segundo associação do setor, no período, receita apresentou queda de 4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Automação das matrículas acelera com o uso de biometria facial

Cresce procura por soluções tecnológicas de Reconhecimento Ótico de Caracteres para operações como cadastro dos alunos nos sistemas escolares

Mercado ainda digere Fomc e MP da Eletrobras passa no Senado

O Ibovespa fechou em queda de 0,93%, na esteira dos receios globais e das discussões envolvendo a MP.

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF

Lewandowski vota por derrubar a lei, sancionada em fevereiro, que dá autonomia ao BC, mas pedido de vista de Barroso interrompe julgamento.