Marrocos quer se desenvolver como polo de tecnologia

Setor digital emprega 120 mil pessoas no país; país tem investido em acordos e memorandos para aumentar investimento na área.

O Marrocos está investindo para se desenvolver como polo de novas tecnologias. O país já vem se posicionando como um importante destino de investigação e desenvolvimento (I&D) no domínio das novas tecnologias, afirmou a ministra marroquina responsável pela Transição Digital e Reforma Administrativa, Ghita Mezzour. A informação é da agência oficial do país, a MAP.

Segundo Mezzour, o Marrocos já tem uma importância estratégica no continente africano. A executiva afirmou, ainda, que o setor da digitalização no Marrocos atrai investimentos de países como EUA, França, Canadá, Reino Unido, Espanha, Japão e Índia. A área seria responsável, também, por empregar 120 mil pessoas na nação árabe.

O país vem buscando parcerias pelo mundo. Recentemente, a ministra delegada esteve na Índia, onde foi assinado um memorando de entendimento com uma empresa local para um projeto de investimento no Marrocos. O acordo prevê a criação de empregos na área de codificação, programas e serviços de informática.

Já em nível nacional, Mezzour recordou a assinatura de dois acordos para a criação de uma escola de programação e codificação e de um centro de incubação de startups.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Leia também:

Marrocos lança campanha turística e quer atrair brasileiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Desemprego cai em 22 das 27 unidades da federação

Tocantins teve maior recuo no segundo trimestre do ano.

TCU encontra brechas na segurança de informação federal

Equipamentos pessoais constituem risco de entrada para ataques.

Vendas do setor de cerâmica caem 14%

No primeiro semestre de 2022, o volume de vendas de revestimentos cerâmicos no mercado interno caiu 14% na comparação com igual período de 2021,...

Últimas Notícias

Peixes de cultivo: R$ 8 bi com a venda de 841 mil toneladas em 2021

Semana do Pescado 2022 vai movimentar o país em setembro

Dívida do Rio cairá para menos da metade se corrigida pelo IPCA

Alerj vai ao STF para recompor perdas com ICMS dos combustíveis e energia.

Cinco gigantes estatais chinesas abandonam Bolsa de Nova York

Anúncio ocorre em meio a tensão entre China e EUA; ações seguirão negociadas em Hong Kong e Xangai.

Desemprego cai em 22 das 27 unidades da federação

Tocantins teve maior recuo no segundo trimestre do ano.

TCU encontra brechas na segurança de informação federal

Equipamentos pessoais constituem risco de entrada para ataques.