Martelo em movimento

/ 16:31 - 7 de jun de 2006

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O segundo semestre de 2006 está prometendo bons negócios para quem fica atento à programação dos leiloeiros. Hoje mesmo, em pregão único, Rodrigo Portella coloca à venda um prédio industrial com três pavimentos, localizado na Rua Bela, 348, em São Cristóvão, mas recebe os lances no átrio do Fórum do Rio, no mini auditório que já é bastante conhecido dos habituais arrematantes. Às 15 horas. Também nesta quinta-feira, 8, Silas Barbosa dará por vendido pela melhor oferta um imóvel situado na Rua Barão de Pirassununga, 69, aptº107, composto de sala, dois quartos, banheiro, cozinha, área de serviço e dependências , a partir das 16:30 h, no mesmo Fórum carioca, que tem endereço na Avenida Erasmo Braga, 115. E no dia 12, segunda-feira, Silas estará fazendo a primeira praça para venda acima da avaliação de dois ônibus, um W/Pólo de 2000 e outro Mercedes Benz de 1996, ambos com preço base de R$ 60 mil. Este no Fórum de Campo Grande à Rua Carlos da Silva Costa, 141. Dia 13, terça-feira, Geraldo Duarte leiloará viaturas militares com autorização do Ministério da Indústria e do Comércio, na Base de Abastecimento que fica na Avenida Brasil, 10.500, em Olaria. São cinco Kombis, dois Opalas, dois ônibus Mercedez Benz e um caminhão F11000. Bermuda, camiseta e sandália não serão permitidas no local da apregoação, ficam avisados os candidatos à compra que estejam pensando em pegar uma praia logo depois dos lances. Nesta mesma terça-feira, outra oportunidade de adquirir um imóvel pela metade do preço original: um andar inteiro de prédio situado na Rua da Alfândega, 91 (773 m²), que Mario Ricart vai apregoar no átrio do Fórum do Rio de Janeiro, às 13 horas. Luiz Tenório de Paula também tem um bom negócio a oferecer na segunda-feira, 12, desses que interessam principalmente àquelas pessoas que estão querendo querendo trocar um emprego velho por um trabalho inteiramente novo, longe do tumulto e do stress que a cidade grande nos propicia. Pela melhor oferta - a vantagem começa aqui -, o De Paula apregoará, às 15 horas, no átrio do Fórum de Araruama, um prédio próprio para restaurante e outro para pousada. Vejam os detalhes no site do leiloeiro: www.depaula@depaula.lel.br Futebol e arte Quem pensa que não há nada de comum entre o futebol e a arte não conhece o Carlos Alberto Parreira, que é um dos nomes mais divulgados pelo mundo nestes dias delirantes que precedem os jogos prá valer da Copa 2006 e uma das pessoas mais interessantes para entrevistar, segundo opinião dos coleguinhas especializados no assunto. Apaixonado pelas artes e sobretudo pela pintura ( e pintor nas horas vagas), Parreira gosta de falar sobre o tema e somente nos últimos dias, o responsável pela seleção verde e amarela que está na Alemanha pronta para o ataque , referiu-se ao artista Sylvio Pinto (que conheceu pessoalmente), em duas notícias veiculadas pela televisão. E numa matéria de Fernando Calazans (O Globo), lê-se em certo trecho que ele "Discorreu em seguida sobre Monet, Degas, Van Gogh, entre outros, e os brasileiros Sylvio Pinto, Geraldo Castro, Portinari, Di Cavalcanti e Cícero Dias, mostrando seu bom gosto, sua cultura, sua informação, e sua figura rara no cenário pouco ilustrado do futebol brasileiro". Acredito que nesta altura os belos quadros de S. Pinto que estão nos leilões da cidade devem estar melhorando de cotação. E quando sair o quarto livro sobre a obra do pintor carioca, então, vamos ver... Dois em junho A Galeria Gioconda resolveu fazer dois leilões neste mês, demonstrando acreditar na tendência ao aquecimento que se percebe neste início de junho. O primeiro, de noite única, está marcado para segunda-feira, 12, às 20 horas. O endereço, já bastante conhecido, é na Rua Esteves Júnior, 37, Laranjeiras. Onde Raul Barbosa voltará a apregoar nos dias 28 e 29, a partir das 20:30 hrs. Exposições nestes sábado e domingo, das 15 às 22 horas e nos dias 24 e 25, no mesmo horário. Um museu arrojado A primeira atração do MuBe - Museu Brasileiro da Escultura, que tem o nome de sua criadora e fundadora, Marilisa Rathsam, é o próprio edifício que foi projetado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha, cuja área interna de exposições mede, aproximadamente, 1.400 m², abrigando mostras nacionais e internacionais. Inaugurado em 1995, o MuBE fica na Av. Europa, 218, no Jardim Europa, perfeitamente integrado na paisagem que existe ao seu redor. Marilisa Rathsam foi também a coordenadora da construção do museu (após uma luta de 20 anos para impedir que fizessem ali, no terreno de 7.000 m² da Avenida Europa, um shopping center). As atividades que se desenvolvem no museu, as exposições que já foram realizadas, as empresas e pessoas que concorreram para a sua concretização e o resto de sua história não cabem aqui. Mas, para animar os cariocas que estão sempre indo a São Paulo e gostam de museus e de arte, adianto o que irão encontrar nos jardins do MuBE, criados, naturalmente, por Burle Marx: uma "Primavera" de Francisco Brennand, uma "Coluna Infinita" do artista cubano Kcho, uma poderosa "Arminda" de Sonia Ebling, um "Outono Silencioso de Arcângelo Ianelli, "Heads" de Ivald Granato e um "São Francisco" de Victor Brecheret. Que fica na entrada do prédio, convidando a todos para conhecê-lo por inteiro. Ledy González

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor